Fernando Diniz pretende manter estilo de jogo apresentado em 2016

Lucas Sarti* - São Paulo,SP

04-02-2017 09:00:01

O futebol praticado pelo Audax no último Campeonato Paulista surpreendeu muitas pessoas. Com grande posse de bola e toques rápidos, muitas vezes utilizando os goleiros como válvula de escape, o técnico Fernando Diniz pretende manter o mesmo estilo de jogo na campanha que inicia no próximo domingo.

"Essa ideia aí não é a gente que quer, é a ideia que quer a gente. Queremos um futebol com estética boa e que seja muito competitivo, e que de maneira especial os jogadores se sintam bem de fazer aquilo", disse Fernando Diniz, em entrevista à Gazeta Esportiva.

Em 2016, o Audax chegou a bater grandes do futebol, como Corinthians e São Paulo, antes de chegar na grande decisão contra o Santos. Nas finais de dois jogos, empate por 1 a 1 em Osasco e derrota por 1 a 0, na Vila Belmiro. Dos jogadores da surpreendente campanha, apenas seis continuam no elenco. Destaques na competição, nomes como Sidão, Camacho e Tchê Tchê hoje defendem os grandes clubes da capital paulista.

fernando-diniz-2
O técnico Fernando Diniz conta com poucos jogadores da campanha de 2016 (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Agora, uma das apostas do Audax é na categoria de base do clube. "Assisti todas as partidas do Audax na Copinha e eu acompanho o treinamento deles, então eles têm a noção de como é o nosso futebol. Teve o período de pré-temporada e os jogadores tiveram uma aceitação muito boa no elenco. Estão bem adaptados", avaliou Diniz.

Os atuais vice-campeões do Paulistão estreiam no domingo, contra o São Paulo, em Barueri, às 17h00 (de Brasília). Apesar da partida marcar o primeiro jogo do técnico Rogério Ceni em solo brasileiro, a torcida do Tricolor não deverá comparecer em peso. Presidente do clube osasquense, Vampeta, ex-jogador do arquirrival Corinthians, estipulou o preço do ingresso do visitante a R$ 100, irritando parte da torcida, que planejou um boicote.

"Se vocês observarem o preço estipulado pelas equipes do interior, talvez o ingresso a R$ 100 seja o mais barato, com R$ 50 meia entrada. Sabemos que para o padrão atual da sociedade brasileira talvez seja caro, mas não para esse barulho todo que fizeram. É só ver quanto será cobrado o jogo São Bento e Corinthians", finalizou o comandante.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário