Experiente, Correa relembra carinho pelo Palmeiras e ambiciona título

Felipe Leite* - São Paulo,SP

17-01-2018 10:30:43

Bicampeão paulista, conquistando títulos em 2002 e 2014, e mais recente clube do interior do estado a levantar o troféu de campeão estadual, o Ituano visa fazer boas campanhas nas competições que disputa em 2018: além do Paulistão, o Galo irá competir na Copa do Brasil deste ano, torneio em que a vaga foi garantida após a primeira colocação no Troféu do Interior de 2017. A presença na Série D do Campeonato Brasileiro ainda não é certa.

Para atingir o objetivo central da temporada, o time gerido por Juninho Paulista contratou 13 jogadores, sendo o principal deles o meia Correa, de 37 anos. Criado nas categorias de base do clube, onde jogou com o próprio técnico da equipe, Vinícius Bergantin, e com passagens por diversos clubes de elite no Brasil, Correa conversou com exclusividade com a Gazeta Esportiva.

O experiente jogador não negou que, diante das boas campanhas em edições recentes do Paulistão realizadas pelo Ituano, a meta traçada pela equipe do interior é fazer uma boa primeira fase de competição para depois almejar o título. A estreia do Galo no torneio deste ano será contra o São Caetano, nesta quarta-feira, às 19h30 (horário de Brasília).

“O objetivo sempre vai ser o título. Claro que, não só o Ituano, como todas as equipes do interior, entram primeiramente com o objetivo de somar pontos e escapar de uma situação incômoda, o campeonato é muito curto. Almejamos a classificação e o título”, afirmou.

“O próprio Ituano é o maior exemplo disso, recentemente conseguiu ser campeão, fez um campeonato nivelado, equilibrado, forte. Não adianta sonhar com o título em um primeiro momento e não somar pontos, não fazer bons jogos, não ganhar. É ir por etapas: nosso foco é na estreia, na expectativa de fazer grandes jogos e ir crescendo em busca do título, porque o Ituano já provou que é possível”, completou.

Atraído pela estrutura e organização do clube, além das boas campanhas recentes e a possibilidade de voltar ao time que o revelou, Correa espera passar sua experiência ao restante do elenco dentro e fora das quatro linhas.

“Tenho me preparado, junto com todos aqui, para que eu consiga dar minha parcela grande de contribuição. Fora de campo, com os meninos mais novos, que estão começando como eu comecei um dia, cheio de sonhos e, principalmente, dentro do campo, ajudando para que juntos a gente possa ir ganhando com experiência, juventude e aprendizado”, explicou.

Por fim, o jogador de 37 anos destacou o carinho que tem pelo Palmeiras, equipe que defendeu por duas vezes, em 2003 e 2012, além de antecipar o duelo contra o time. Pelo Verdão, Correa foi campeão da Série B, tendo uma passagem considerável pelo clube da Barra Funda.

“Existe um carinho, um sentimento especial, por tudo que foi vivido dentro do Palmeiras. Acho que tenho mais de 209 jogos com a camisa do clube, foi uma parte especial da minha carreira. Vou ter o privilégio de enfrentar o Palmeiras, na última rodada deste ano, então é um misto de sentimentos. Tenho amigos lá dentro e existe um carinho muito grande pelo clube”, recordou.

“Mas o primeiro objetivo é o Ituano, fazer o melhor aqui. O carinho que vivi no Palmeiras nada vai apagar. O clube cresceu muito nos últimos anos, isso é importante, é uma somatória de coisas”, finalizou.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário