Campeonato Paulista

Arena Corinthians | 27/03/2019

Cássio pega mais um e Corinthians avança nos pênaltis para a semifinal

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
27/03/2019 23:39:55 — 28/03/2019 01:16:53

Em: Campeonato Paulista, Corinthians, Escolha do editor, Ferroviária

Depois de mais um empate por 1 a 1, o goleiro Cássio foi decisivo na noite desta quarta-feira ao pegar um pênalti na disputa final, assegurando uma vitória por 4 a 3 dos alvinegros. No tempo normal, o Alvinegro saiu na frente com um gol de Júnior Urso, em boa jogada de Clayson, mas relaxou na etapa final e viu o adversário empatar em chute de Diogo Mateus, desviado por Manoel e creditado a Thiago Santos.

Com o resultado, o Timão agora vai ter pela frente o Santos, em duelo que terá as datas definidas pela Federação Paulista de Futebol na manhã desta quinta-feira. O mais provável é que o clube jogue apenas no domingo. O Palmeiras, que joga na terça-feira pela Libertadores, teria de jogar no sábado com o São Paulo.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Ferroviária toca, Corinthians finaliza

O primeiro tempo em Itaquera reuniu duas equipes com propostas bastante distintas. Ainda que jogasse fora de casa contra um grande do futebol nacional, a Ferroviária praticamente monopolizou a posse da bola e deixou os donos do estádio restritos à ligação direta da defesa. O mérito corintiano foi, apesar de pouco conseguir articular as jogadas, deixar o adversário sempre fora da sua área e em dificuldade para finalizar.

O perigo alvinegro sempre respondeu pelo nome de Gustagol, disputando a primeira bola com os zagueiros e sendo a referência na área. Ele quase abriu o placar após boa jogada de Michel Macedo, que levantou na segunda trave e viu o camisa 19 cabecear rente à trave de Tadeu. Pouco depois, chamou toda a marcação em ótima jogada de Clayson, abrindo espaço para Júnior Urso entrar na segunda trave e abrir o placar.

O gol melhorou o desempenho corintiano e tirou um pouco da confiança da Ferrinha, que parou de apostar tanto na saída com bola pelo chão. Quem chegou perto de marcar o gol antes do intervalo foi justamente o Timão, em mais uma boa jogada de Michel. O lateral fez boa ultrapassagem e cruzou para Gustagol cabecear, mas parar em boa defesa de Tadeu. O atacante, que ainda teve um gol bem anulado, seguia dando trabalho.

Ferroviária empata de forma justa

O Alvinegro voltou para o segundo tempo com a mesma equipe e um ímpeto maior para atacar. Em poucos minutos chegou com perigo usando Avelar pela esquerda e Michel Macedo pela direita, mas a zaga da Ferroviária afastou os chutes. Quando o domínio parecia maior do que em qualquer outro momento do jogo veio o baque: Diogo Mateus chutou cruzado e Manoel, preocupado em marcar Thiago Santos, desviou para trás. O juiz, porém, deu o tento ao atleta da Ferroviária.

Carille tentou mandar o seu time para cima com a entrada do meia Sornoza e de Pedrinho pela ponta, buscando abrir a defesa adversária e chegar dentro da área do goleiro Tadeu. Os melhores lances, no entanto, seguiram saindo em bolas alçadas na área para Gustagol, dominante na disputa com os zagueiros. Sempre incomodando a zaga, ele conseguiu manter o Timão no campo de ataque e abriu o espaço para companheiros.

Os dois lances de grande perigo da equipe na sequência saíram em cabeçadas de Henrique, aproveitando escanteio e bola alçada na sequência, mas Tadeu parou o primeiro com o peito e viu o segundo sair pelo lado. Boselli, que entrou na vaga de Vagner Love, ainda recebeu de cabeça do companheiro e teve a chance com o pé esquerdo, mas mandou por cima da meta do adversário, assegurando os pênaltis.

Nos pênaltis, Tony abriu batendo muito mal, por cima do gol, e Cássio pegou o seguinte, de Thiago Santos. Nem mesmo o erro de Avelar foi capaz de tirar o clube da competição, já que Gustagol, Clayson, Boselli e Pedrinho converteram as suas oportunidades.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 (4) X (3) 1 FERROVIÁRIA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 27 de março de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Miguel da Costa e Luiz Alberto Nogueira
VAR: Rodrigo do Amaral, auxiliado por Fabrício Porfirio e Vinicius Furlan
Público: 34.232 pagantes
Renda: R$ 1.208.153,00
Cartões amarelos: Danilo Avelar (Corinthians); Diogo Mateus, Thiago Santos (Ferroviária)
Gols:
CORINTHIANS: Júnior Urso, aos 34 minutos do primeiro tempo
FERROVIÁRIA: Thiago Santos, aos 15 minutos do segundo tempo
Pênaltis:
CORINTHIANS: Gustagol, Clayson, Boselli e Pedrinho
FERROVIÁRIA: Uilliam, Higor Meritão, Tadeu

CORINTHIANS: Cássio; Michel Macedo, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf (Pedrinho), Júnior Urso e Jadson (Sornoza); Vagner Love (Boselli), Clayson e Gustagol
Técnico: Fábio Carille

FERROVIÁRIA: Tadeu; Diogo Mateus (Alisson), Rayan, Rodrigão e Arthur Henrique; Anderson Uchoa, Tony e Léo Artur (Higor Meritão); Felipe Ferreira (Uilliam), Diego e Thiago Santos
Técnico: Vinícius Munhoz