NBA

Em adeus épico, Kobe faz 60 pontos e deixa marca na história da NBA

São Paulo, SP

14-04-2016 02:16:35


Na sua última partida como jogador profissional de basquete, Kobe Bryant mostrou que mesmo uma carreira repleta de glórias ainda pode ter um episódio marcante. Diante do também eliminado Utah Jazz, o camisa 24 recebeu a bola a todo momento e conseguiu liderar uma grande virada no último quarto, anotando 60 pontos e levando o Staples Center à loucura com o triunfo por 101 a 96.

Essa foi a sétima maior pontuação da carreira da Kobe, um alento a todos que viram o jogador batalhar bastante na sua última temporada para vencer as lesões e natural dificuldade física com o passar do tempo. Foi também a partida em que Kobe mais vezes tentou arremessos (50 no total), complementados com quatro rebotes, quatro assistências, uma roubada de bola e um toco.

Após boa movimentação e muitas tentativas nos três primeiros quartos, KB chamou o jogo para si na parte final do embate. Com oito acertos em 16 arremessos, fez 23 dos 35 pontos dos Lakers, que venceram a parcial por 35 a 21 e asseguraram apenas a 17ª vitória na temporada. Marcelo Huertas, companheiro de Kobe, contribuiu com dois pontos, quatro rebotes e seis assistências nos 25 minutos em que jogou.

Do outro lado, abatido com a vitória do Houston Rockets, que fechou os classificados para os playoffs da Liga, o Utah não teve poder de reação para segurar o grande jogo de Kobe e cantoria da torcida. Raulzinho teve até boa participação, com oito pontos e quatro assistências, mas ficou fora por opção do técnico no momento em que o time mais precisaria dele.

Na noite, porém, os holofotes acabaram em seu destino natural. Cumprimentado por diversos ex-companheiros das duas décadas em que atuou por uma das maiores franquias da NBA, Kobe discursou para os presentes em um microfone e fez questão de agradecer aos torcedores.

"Cara! Eu não acredito como 21 anos podem passar tão rápido. Isso é louco, absolutamente louco. Nós passamos por altos e baixos, mas sempre estivemos juntos. Eu cresci como torcedor dos Lakers, então ser trocado, vir para cá e passar 20 anos aqui não pode ser melhor. Nós fizemos isso do jeito certo. O que eu posso fazer aqui é agradecê-los, pela motivação, inspiração e apoio", disse o ala, emocionado, antes de fazer uma última piada.

"O mais engraçado é que passei 20 anos ouvindo as pessoas falarem ao lado da quadra: "Passe a bola, passe a bola. Hoje [quarta] tudo que ouvi foi: "Não passe, não passe" (risos). Bom, o que eu posso dizer depois de tudo isso é: o Mamba (seu apelido) está fora. Muito obrigado", exclamou Bryant, para delírio de todos os presentes.

 

Deixe seu comentário