NBA

Basquete/NBA

Com o mercado da NBA aberto, confira os principais jogadores disponíveis

São Paulo , SP
30/06/2019 14:55:19

Em: Basquete, Mais Esportes, NBA, Notícias

Quando o relógio chegar às 19h (horário de Brasília) deste domingo, a NBA entrará em uma de suas épocas mais movimentadas, mesmo com a bola sem estar rolando.

A free agency, o mercado livre da liga norte-americana, é o período que os atleta em fim de contrato têm para acertar os seus novos acordos. Nesta temporada, grandes estrelas como Kawhi Leonard, Kevin Durant, Kyrie Irving e Klay Thompson terão que definir suas novas equipes.

As principais estrelas

Kawhi Leonard (Ala)

MVP das finais desta temporada, o ala Kawhi Leonard chegou ao Toronto Raptors na última temporada e elevou o time do Canadá ao seu primeiro título da NBA. Como foi trocado na época pelo San Antonio Spurs, Leonard não assinou novo contrato com os Raptors e seu acordo chegou ao fim nesta temporada, o tornando um agente livre irrestrito.

(Foto: Mark Blinch/NBAE via Getty Images/AFP)

Assim, o ala está livre para fechar com qualquer um dos 30 times da liga, inclusive com o próprio Toronto. Segundo o que apurou a imprensa norte-americana, Kawhi deve considerar propostas da equipe do Canadá, assim como possivelmente dos times de Los Angeles: Lakers e Clippers, e o New York Knicks. O salário máximo que Kawhi poderá ganhar na próxima temporada é de US$ 32,7 milhões, cerca de R$ 125,9 milhões.

Kevin Durant (Ala)

O ala que estava no Golden State Warriors Kevin Durant decidiu não assinar sua opção automática de renovação por uma temporada e também se tornou um agente livre irrestrito. Bicampeão da NBA com a equipe californiana, o camisa 35 pode retornar aos Warriors, assim como pode ir ao Los Angeles Clippers, New York Knicks e Brooklyn Nets, segundo o que noticia a imprensa norte-americana.

(Foto: Harry How/Getty Images/AFP)

Em seu novo acordo, o máximo que o ala All-Star poderá ganhar na próxima temporada é US$ 38,1 milhões, cerca de R$ 146,7 milhões.

Kyrie Irving (Armador)

Trocado pelo Cleveland Cavaliers ao Boston Celtics há duas temporadas, o contrato de Kyrie Irving com a equipe de Massachusetts chegou ao fim e tudo indica que o armador não retornará ao time. Segundo informações do repórter da ESPN norte-americana Adrian Wojnarowski, Kyrie está próximo de fechar com o Brooklyn Nets, por um contrato de quatro anos pelo valor de US$ 141 milhões, cerca de R$ 543 milhões ao todo e R$ 135,75 milhões por ano.

(Foto: Andrew D. Bernstein/NBAE via Getty Images/AFP)

Kemba Walker (Armador)

Com a saída de Kyrie, a apuração da imprensa norte-americana também dá conta que o Boston Celtics assinará com o armador Kemba Walker. Após oito temporadas em Charlotte, o contrato do All-Star chegou ao fim e ele está próximo de fechar acordo máximo idêntico ao de Irving com os Nets: quatro anos pelo valor de US$ 141 milhões, cerca de R$ 543 milhões ao todo e R$ 135,75 milhões por ano.

(Foto: Kent Smith/NBAE via Getty Images/AFP)

Klay Thompson (Armador)

Uma das estrelas que deve seguir com sua equipe é Klay Thompson, que acabou de chegar a sua quinta final de NBA consecutiva com o Golden State Warriors. Segundo Wojnarowski da ESPN, o armador tem tudo para assinar contrato máximo de cinco anos pelo valor de US$ 190 milhões, cerca de R$ 731,7 milhões ao todo e R$ 146,3 milhões por ano, o mais rápido possível. Thompson foi draftado pela equipe californiana em 2011 e já faturou três títulos com os Warriors.

(Foto: Noah Graham/AFP)

Jimmy Butler (Ala)

Após troca do Minessota Timberwolves com o Philadelphia 76ers na última temporada, o contrato do ala Jimmy Butler chegou ao fim e ele deverá explorar todas suas opções como agente livre. Segundo apuração da imprensa norte-americana. o jogador de 29 anos deverá ter propostas de Philadelphia, assim como do Miami Heat e do Houton Rockets.

(Foto: Sam Forencich/NBAE via Getty Images/AFP)

Caso resolva seguir rumo a Miami ou Houston, Butler precisará de uma manobra sign-and-trade por parte de Philadelphia, porque tanto o Heat como os Rockets não tem espaço na folha salarial para assinar com o ala. Assim, o camisa 23 assinaria um novo contrato com os 76ers e, em seguida, seria trocado para Miami ou Houston, que cederiam atletas para abrir espaços em sua folha.

Kristaps Porzingis (Ala-Pivô)

Agente livre restrito, Porzings foi trocado pelo New York Knicks para o Dallas Mavericks no meio da última temporada e não chegou a jogar pela equipe do Texas já que se recupera de lesão. Contudo, o ala-pivô deve retornar aos Mavericks assinando contrato máximo de cinco temporadas pelo valor de US$ 158 milhões, cerca de R$ 608,5 milhões ao todo e R$ 121,7 milhões por ano, segundo reportou Shams Charania do The Athletic.

Kristaps Porzingis (Foto: Glenn James/NBAE via Getty Images/AFP)

D’Angelo Russell (Armador)

Após sua melhor temporada na NBA defendendo o Brooklyn Nets, o armador D’Angelo Russell se tornou um agente livre restrito. Segundo apuração da imprensa norte-americana, Russell mantém conversam com os Nets e tem reuniões agendadas com o Los Angeles Lakers, sua ex-equipe, e o Minnesota Timberwolves.

(Foto: Sarah Stier/AFP)

Os principais times no mercado

Como as franquias da NBA funcionam sob teto salarial fixo, as equipes em melhores condições de conseguir fechar com diversos reforços na free agency são as com maior espaço em sua folha. Com o fim da temporada 2018/2019, Brooklyn Nets, New York Knicks, Sacramento Kings, Philadelphia 76ers e Los Angeles Clippers são os times com mais dinheiro disponível.

Confira as 10 equipes com mais espaço na folha salarial:

Brooklyn Nets – US$ 67 milhões (R$ 258 milhões)
New York Knicks – US$ 59,2 milhões (R$ 228 milhões)
Sacramento Kings – US$ 59,1 milhões (R$ 227,6 milhões)
Philadelphia 76ers – US$ 58,9 milhões (R$ 226,8 milhões)
Los Angeles Clippers – US$ 54,1 milhões (R$ 208,3 milhões)
Dallas Mavericks – US$ 47 milhões (R$ 181 milhões)
Indiana Pacers – US$ 32,5 milhões (R$ 125,2 milhões)
Boston Celtics – US$ 32,3 milhões (R$ 124,4 milhões)
Los Angeles Lakers – US$ 32 milhões (R$ 123,2 milhões)
New Orleans Pelicans – US$ 31,2 milhões (R$ 120,15 milhões)