Campeonato Mineiro

Com golaço de Arrascaeta, Cruzeiro bate América-MG e assume a liderança

São Paulo , SP
04/02/2018 18:56:18 — 04/02/2018 19:31:22

Em: América-MG, Campeonato Mineiro, Cruzeiro, Futebol

No estádio Mineirão, Cruzeiro jogou melhor, venceu o América-MG por 1 a 0 e se isolou como líder do Campeonato Mineiro. O gol da partida válida pela quinta rodada do estadual foi de Arrascaeta. Com o resultado deste domingo, a Raposa foi a 13 pontos e fica em primeiro, enquanto o Coelho segue com dez pontos na parte de cima da tabela.

Na próxima rodada, os comandados de Mano Menezes irão visitar o Democrata, na sexta-feira, dia 9 de fevereiro, às 21h30 (de Brasília), no estádio Mamudão. Já o time de Enderson Moreira irá encarar o Uberlândia fora de casa, no Parque do Sabiá, na quinta-feira, dia 8 de fevereiro, às 20h15.

Cruzeiro ainda não perdeu no Campeonato Mineiro (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

O jogo

O Cruzeiro começou a partida pressionando o América-MG e ficou perto de abrir o placar aos cinco minutos. Edílson fez o lançamento e Rafinha pegou a bola no lado da área após o zagueiro escorregar. O meia entrou na área e parou em João Ricardo. Na sobra, Arrascaeta isolou.

Logo em seguida, o time visitante reclamou de um pênalti após, em contra-ataque, o chute de Rafael Moura ter batido no braço do defensor. A Raposa voltou ao ataque aos 13. Robinho encontrou Edílson, que fez o arremate de longe. João Ricardo espalmou e impediu que o zero saísse do placar.

Mesmo mantendo mais a posse de bola e ocupando o seu campo de ataque na maioria do tempo, os comandados de Mano Menezes encontravam muita resistência do Coelho. As jogadas ou paravam na defesa ou em um passe mais incisivo errado.

A equipe da casa voltou a assustar aos 39. Egídio tentou o arremate da esquerda, mas ela passou por cima da meta adversária. Dois minutos depois, Egídio cruz a e Arrascaeta cabeceia para fora. Aos 44, Fred tentou de cabeça após escanteio cobrado por Robinho, mas errou o alvo.

Nos últimos minutos o jogo ficou emocionante. Fred tentou encontrar Robinho e, após o zagueiro tirar mal, Rafinha quase aproveitou a chance, mas o goleiro do América-MG conseguiu afastar o perigo.

Um minuto depois, Norberto fez forte chute de fora da área e Fábio salvou o Celeste, espalmando a bola para a linha de fundo.

Arrascaeta comemorando o único gol da partida (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Os comandados de Enderson Moreira voltaram bem do intervalo e criaram a primeira oportunidade da segunda etapa. Em cobrança de falta, David, que entrou no lugar de Matheus Sales, bateu muito bem e Fábio tirou a bola que ia no ângulo.

A resposta da Raposa veio aos três minutos. Robinho recebeu a bola dentro da área e escorou para Ariel Cabral bater firme. João Ricardo estava atento e fez a defesa. Aos dez, Robinho achou Fred na entrada da área e o atacante parou no goleiro adversário. Em seguida, o camisa 9 recebeu na área e cruzou para Rafinha, que chutou e viu João Ricardo fazer a defesa.

Depois de tanto tentar, o Cruzeiro conseguiu abrir o placar aos 23 minutos. Edílson cruzou e Arrascaeta mandou a bola no ângulo em um belo voleio.

Após do gol a partida ficou mais morna e uma das poucas chances criadas foi ao 35. Em contra-ataque, Robinho lançou Fred, que errou passe para Rafael Sobis.

Confira outros resultados:

Villa Nova MG 3 x 1 Tupi
Caldense 0 x 1 Boa Esporte
Patrocinense 1 x 1 Democrata

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 AMÉRICA

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 04 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Wanderson Alves de Souza
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Felipe Alan Costa de Oliveira
Público: 50.794
Renda: R$ 608.231,00
Cartões amarelos: Edílson, Rafael Sobis e Egídio (Cruzeiro) Giovanni e Aylon (América-MG)
Cartão vermelho: não teve
GOL: CRUZEIRO: Arrascaeta aos 23 do segundo tempo

CRUZEIRO – Fábio; Edilson, Léo, Murilo, Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Arrascaeta (Bruno Silva), Rafinha (Rafael Sobis) e Robinho (Mancuello); Fred
Técnico: Mano Menezes

AMÉRICA – João Ricardo; Giovanni, Messias, Rafael Lima e Norberto; Matheus Sales (David), Zé Ricardo (Christian Sávio) e Renan Oliveira (Serginho); Aylon, Luan e Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira