Gazeta Esportiva

River envia ofício à Conmebol para evitar gancho de Gallardo na final

São Paulo, SP

Publicação 02/08/15 | 16:32 - Atualização 02/08/15 | 21:04

O presidente do River Plate, Rodolfo D ‘Onofrio, confirmou neste domingo que enviou um pedido formal a Conmebol para que o técnico Marcelo Gallardo não cumpra gancho na partida de volta da final da Copa Libertadores, diante do Tigres, na quarta-feira. O treinador foi expulso no jogo do México após contestar uma marcação do árbitro com relação ao atacante Alario.

O informe pós-jogo do árbitro paraguaio Antonio Arias determinou suspensão automática a Marcelo Gallardo, que seria cumprida no jogo de volta. De acordo com o comunicado, o técnico não poderia acompanhar a delegação ao Monumental de Núñez e nem ficar nos vestiários. “Eu mesmo assinei e falei com Napout (presidente da Conmebol) sobre esse tema”, declarou o presidente do River quanto ao comunicado.

Ainda sem saber se poderá estar a beira do gramado em Buenos Aires, Gallardo comandou um treino com o elenco em Ezeiza, município próximo à capital, no último sábado no qual testou algumas mudanças. Com o atacante Viudez ainda se recuperando de uma distensão muscular, o técnico já tem garantidas as ausências de Mercado e Mora.

Gallardo foi expulso no México e teve suspensão automática expedida, mas River tenta reverter (Foto: Yuri Cortez/AFP)
Gallardo foi expulso no México e teve suspensão automática expedida, mas River tenta reverter (Foto: Yuri Cortez/AFP)

No lugar de Mercado, na contensão do meio-campo, o jovem Mammana foi testado, apesar de ser zagueiro central de origem. Na vaga de Mora, Pity Martinez pode ser uma alternativa e, se Viudez não se recuperar, Bertolo pode aparecer como opção na criação. É válido lembrar que o River Plate está garantido na Recopa Sul-Americana e no Mundial de Clubes independente do título da Copa Libertadores, já que o Tigres é convidado a participar do torneio.

Com o 0 a 0 em Monterrey, no México, ambos os times jogarão pela vitória para tentar vencer o título da Copa Libertadores. Enquanto o Tigres busca a conquista inédita, após vice-campeonatos do Cruz Azul em 2001, e do Chivas em 2010, o River Plate tenta quebrar o jejum de 19 anos sem levantar a taça do torneio continental. Qualquer empate no tempo normal ocasionará a decisão do campeão na disputa de pênaltis.

Deixe seu comentário