Futebol/Copa Libertadores

Na altitude de Quito, Boca vence LDU e encaminha vaga na Libertadores

São Paulo , SP
21/08/2019 21:12:01

Em: Boca Juniors, Futebol, Futebol Internacional, LDU Quito, Libertadores, Notícias
Vitória dá boa vantagem para o Boca Juniors no jogo da volta (Foto: Rodrigo Buendia/AFP)

Pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, o poderoso Boca Juniors encaminhou a sua vaga mesmo atuando fora de casa nesta quarta-feira. No Estadio Rodrigo Paz Delgado, em Quito, o time argentino visitou a LDU e conseguiu boa vitória por 3 a 0.

Mesmo sem o craque italiano De Rossi, o Boca dominou o jogo. Ramón Ábila, ex-Cruzeiro, tratou de abrir o placar do jogo logo nos primeiros minutos da etapa inicial, que teve o Boca mais efetivo em relação ao time da casa. A LDU tinha a bola, mas não criava boas oportunidades.

O time equatoriano ainda teve um jogador a menos quando Orejuela, ex-Fluminense, foi expulso, aos 47. Na segunda etapa, o Boca ampliou logo no primeiro minuto com Reynoso. Já no final da partida, o zagueiro Caicedo, da LDU, marcou contra fechando a vitória do Boca.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), em La Bombonera. O Boca joga pelo empate e até por uma derrota por dois gols de diferença. A LDU se classifica com uma vitória a partir de quatro gols de vantagem. Um 3 a 0 para a equipe equatoriana leva a decisão para os pênaltis.

Ábila abriu o placar para a vitória do Boca (Foto: Rodrigo Buendia/AFP)

O jogo – Na primeira etapa, o Boca demorou apenas dez minutos para abrir o placar. Ramón Ábila recebeu lindo passe em profundidade de Mac Allister, driblou o goleiro e tocou para o gol vazio.

Em desvantagem no placar, a LDU mantinha mais a posse de bola para buscar o gol de empate, mas não conseguia transformar o domínio em chances de gol. Por isso, quem levava perigo mesmo era o Boca, que quase ampliou aos 27, novamente com Ábila.

Se a situação já era difícil, ficou ainda mais no final do primeiro tempo. Orejuela, ex-meia do Fluminense entrou forte em Reynoso e recebeu o cartão vermelho.

Quando a bola rolou para a etapa final, o Boca ampliou a vantagem logo no primeiro minuto. Em cobrança de falta na entrada da área, Reynoso bateu com categoria para colocar a bola nas redes.

Aos 24, Salvio marcou depois de uma linda jogada coletiva, mas a arbitragem assinalou impedimento na jogada. Mesmo assim, o Boca seguiu perigoso e ampliou a partida aos 35. Ábila robou a bola de Caicedo, invadiu a área e finalizou para a defesa do goleiro Gabbarini. No rebote, entretanto, a bola bateu no zagueiro e entrou de mansinho na meta equatoriana.