Libertadores

Grêmio Arena | 12/3/2020 - 21:0

Futebol/Libertadores

Primeiro Gre-Nal da Libertadores acaba empatado e com oito expulsões

São Paulo , SP
12/03/2020 23:12:55 — 12/03/2020 23:19:32

Em: Futebol, Gazeta Press, Grêmio, Internacional, Libertadores, Notícias

Oito expulsões e nenhum gol marcaram o primeiro Gre-Nal da história da Copa Libertadores. O Grêmio recebeu o Internacional nesta quinta-feira, pela 2ª rodada da fase de grupos do torneio sul-americano, e as equipes ficaram no 0 a 0. Em jogo mais brigado que jogado, uma confusão generalizada no segundo tempo rendeu quatro expulsões de cada lado.

Com o empate, o Internacional segue na liderança por conta do saldo de gols. As duas equipes somam quatro pontos após uma vitória e um empate. O Colorado soma três de saldo, enquanto o Tricolor tem dois. Na terça-feira, o América de Cali-COL derrotou a Universidad Católica-CHI fora de casa e chegou a três pontos no 3º lugar; os chilenos estão zerados após duas derrotas.

O Gre-Nal 424 foi o primeiro das equipes na história da Libertadores. Os gaúchos já haviam feito quatro clássicos pela Sul-Americana, nas edições de 2004 e 2008, com uma vitória para cada lado, dois empates e duas classificações para o Colorado. Nesta quinta-feira, poucas chances e falta de pontaria nas oportunidades criadas.

Após primeiro tempo com mais investidas dos visitantes, o jogo ficou mais aberto na metade final e contou com oportunidades claras para os dois lados. Ninguém, porém, conseguiu tirar o 0 do marcador.

Primeiro tempo
Apesar de visitar o Grêmio, foi o Internacional quem criou as melhores chances da primeira etapa. Aos 12 minutos, a defesa gremista afastou escanteio cobrado por Boschilia, mas a boal sobrou para Edenílson na entrada da área. O volante experimentou chute de média distância, forçando boa defesa de Vanderlei no canto direito.

Aos 32, o Colorado teve a melhor chance do primeiro tempo com Boschilia. O meia tabelou com Guerrero e invadiu a área. Na hora de finalizar cara a cara com Vanderlei, tentou um toque por cavadinha, que saiu baixo e à esquerda da meta gremista.

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Apesar de muita vontade das duas equipes, os lances foram os únicos dignos de nota nos primeiros 45 minutos.

Segundo tempo
Após passar despercebido ofensivamente no primeiro tempo, o Grêmio voltou mais ligado na segunda etapa. Aos 18 minutos, Jean Pyerre experimentou de média distância, a bola foi no canto esquerdo e forçou a primeira intervenção importante de Lomba no clássico.

O jogo ficou mais aberto e a resposta colorada veio aos 23 minutos. Edenílson pegou rebote da defesa do Grêmio e arriscou mais uma vez de fora da área. A bola quicou dentro da área, passou por Vanderlei e explodiu na trave. Dois minutos depois, Pepê fez fila na defesa do Inter, cortou três defensores em direção ao lado esquerdo e bateu cruzado, para nova defesa de Lomba.

As melhores chances do Gre-Nal surgiram nos momentos finais. Aos 34 minutos, Guerrero deixou para Boschilia, que invadiu a área pelo lado esquerdo e acertou a trave.

Três minutos depois, Cebolinha colocou para Luciano, que saiu livre na frente do goleiro. O atacante, que entrou no segundo tempo no lugar de Diego Souza, tentou marcar com cavadinha, mas colocou muita força e a bola passou por cima do gol.

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Aos 40, cenas lamentáveis na Arena do Grêmio. Pepê e Moisés começaram confusão generalizada, que durou mais de 15 minutos e acabou com a expulsão dos dois, Edenílson, Cuesta, Praxedes (no banco), Luciano, Caio Henrique e Paulo Miranda (no banco).

Após a confusão, os times voltaram a campo com oito jogadores de cada lado. No minuto final, Victor Ferraz fez boa jogada pelo corredor direito e rolou para Lucas Silva. O volante pegou de primeira da meia-lua e a bola explodiu no travessão após leve desvio de Lomba. A bola acabou não entrando e o clássico gaúcho terminou sem gols;

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0X0 INTERNACIONAL

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (SP)
Data: 12 de março de 2020, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Facundo Tello (ARG)
Assistentes: Julio Fernandes e Ezequiel Brailovski (Ambos da Argentina)

Público: 53.389 presentes (49.971 pagantes)
Renda: R$ 3.496.713

Cartões amarelos: David Braz, Alisson e Lucas Silva (Grêmio); Uendel, Musto e Marcos Guilherme (Internacional)
Cartões Vermelhos: Pepê, Luciano, Caio Henrique e Paulo Miranda (no banco) para o Grêmio; Moisés, Edenílson, Cuesta e Praxedes (no banco) para o Internacional.

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, David Braz e Caio Henrique; Lucas Silva, Matheus Henrique e Maicon (Jean Pyerre; Alisson (Pepê), Everton e Diego Souza (Luciano).
Técnico: Renato Gaúcho

INTERNACIONAL: Lomba; Rodinei, Fuchs, Cuesta e Uendel (Moisés); Musto, Edenílson, Boschilia e Marcos Guilherme; Thiago Galhardo (D’Alessandro) e Guerrero (Rodrigo Lindoso).
Técnico: Eduardo Coudet

Além dos 90 minutos




Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores