Botafogo abre último desafio antes da fase de grupos diante do Olimpia

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

15-02-2017 09:30:59

O Botafogo terá mais um desafio rumo à fase de grupos da Libertadores. Nesta quarta-feira, o Alvinegro recebe o Olimpia, do Paraguai, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, pela rodada de ida da terceira etapa da fase preliminar da competição. O Glorioso vem de um triunfo no confronto contra o Colo-Colo, do Chile, após arrancar um empate por 1 a 1 em Santiago. Em casa, os brasileiros tinham vencido por 2 a 1.

Agora, no entanto, a tarefa se desenha mais árdua para os botafoguenses, uma vez que o campeão paraguaio tem tradição na disputa, tendo vencido o título continental por três vezes, nos anos de 1979, 1990 e 2002. Na segunda etapa da pré-Libertadores, o Olimpia eliminou o atual vice-campeão, Independiente del Valle, do Equador, com um triunfo por 3 a 1 em seus domínios, após começar perdendo por 1 a 0 a série.

Jair Ventura, comandante do Botafogo, alertou seus comandados sobre a necessidade de o Alvinegro controlar bem a posse de bola e não deixar espaços no campo para o Olimpia desenvolver os contra-ataques que, segundo o treinador, podem ser fatais.

"Vamos enfrentar um adversário que costuma ser fatal nos contra-ataques e por isso mesmo não pode cogitar a hipótese de ter campo para isso. Precisamos valorizar a posse de bola, trabalhando com tranquilidade e sem afobação. Temos noventa minutos para construirmos a vitória e não podemos cair nas armadilhas que o Olimpia com certeza está armando para nós", analisou.

 

 

Para este compromisso, o Botafogo ainda não sabe se poderá contar com o meia argentino Walter Montillo, que luta contra uma lesão na coxa direita. Se ele for vetado, a tendência é que João Paulo dispute a vaga com Leandrinho. Livre de dores no músculo adutor da coxa direita, o apoiador Camilo deve reaparecer. Outro que vai a campo é o goleiro paraguaio Gatito Fernández, recuperado de uma fisgada na coxa direita.

O esquema com três volantes, utilizado no Chile, será deixado de lado. Dessa forma, a tendência é que o atacante Roger fique com a vaga de Rodrigo Lindoso, o que tornará a equipe mais ofensiva. Na visão dos jogadores botafoguenses, seria muito importante o time sair logo na frente no marcador.

"O Botafogo vai buscar a vantagem no marcador, pois se conseguirmos isso tenho certeza de que vamos ficar menos vulneráveis. O fundamental é saber trabalhar a bola para chegar ao resultado que nos interessa", alertou o atacante Rodrigo Pimpão.

Pelo lado do Olimpia, o técnico Pablo Repetto pediu muito cuidado com o Botafogo, mas garantiu uma postura ousada de sua equipe em busca dos gols fora de casa, a fim de ter mais tranquilidade no jogo de volta, no Paraguai, que decidirá o classificado.

"O Botafogo é um dos gigantes do futebol brasileiro e por isso mesmo é digno de preocupação por nossa parte. Mas não podemos nos intimidar, já que temos condições de avançar. Vamos precisar de ousadia, de acreditar que a busca por gols é que vai nos dar a classificação. Temos que ter gols no Rio de Janeiro para conseguirmos encontrar a tranquilidade na partida de volta", disse Repetto, que vai repetir a base que eliminou o Independiente del Valle.

O duelo de volta entre essas duas equipes está programado para acontecer no dia 22 de fevereiro, em Assunção, no Paraguai. Quem avançar vai integrar o Grupo 1, ao lado de Atlético Nacional, da Colômbia, atual campeão da Libertadores, Estudiantes, da Argentina, e Barcelona de Guayaquil, do Equador.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO-BRA X OLIMPIA-PAR

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Juan Macias (Equador) e Luis Vera (Equador)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Jonas, Emerson Silva, Marcelo e Víctor Luís; Aírton, Bruno Silva, Camilo e Walter Montillo (João Paulo ou Leandrinho); Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

OLIMPIA: Azcona, Ferreira, Pellerano, Cañete e Giménez; Alexis Fernández, Cristian Riveros, Richard Ortiz e Julián Benítez; Pablo Mouche e Brian Montenegro
Técnico: Pablo Repetto

Deixe seu comentário