Futebol/Copa Libertadores

Após sair atrás, The Strongest conquista empate nos acréscimos

São Paulo , SP
06/07/2017 21:11:41 — 06/07/2017 21:16:05

Em: Futebol Internacional, Libertadores

O Lanús ia conquistando uma importante vantagem para o jogo de volta das oitavas de final da Libertadores nesta quinta-feira, em La Paz, no entanto, o The Strongest mostrou bastante persistência para buscar o empate em 1 a 1 no estádio Hernando Siles, aos 46 minutos do segundo tempo, e se livrar de uma situação complicada no mata-mata do torneio continental.

Tendo de lidar com a forte retranca argentina durante os 90 minutos, o The Strongest sofreu para conseguir um resultado favorável nesta quinta-feira e permaneceu boa parte do jogo em desvantagem graças ao golaço da intermediária de Pasquini. Apenas no apagar das luzes, com outro golaço, este de autoria de Bejarano, os donos da casa acabaram igualando a partida e deixando a decisão em aberto.

Retranca do Lanús não resistiu à pressão do The Strongest em La Paz (Foto: AIZAR RALDES/AFP)

O jogo – Foi o Lanús quem chegou com perigo pela primeira vez na partida. Logo aos 12 minutos Acosta recebeu pela direita, surpreendendo a marcação e tocando dentro da área para Sand. A bola tocou na barriga do camisa 9 argentino e acabou saindo à esquerda do goleiro Vaca Tasca, que apenas observou.

O The Strongest respondeu aos 16 minutos. Em cruzamento pela direita, Matías Alonso apareceu sozinho na entrada da pequena área para desviar para o gol, porém, o goleiro Esteban Andrada estava ligado e fez grande defesa.

Aos 24 minutos os donos da casa voltaram a assustar. Matías Alonso tocou de peito para Chumacero, que não conseguiu dominar. A bola voltou para Alonso, que colocou no canto esquerdo de Andrada, no entanto, o goleiro do Lanús mais uma vez salvou a equipe argentina. Segundos depois, Chumacero novamente perdeu a chance de colocar os bolivianos à frente, mandando para fora ao ficar de cara com o gol.

Depois de duas chances claras do The Strongest, o Lanús mostrou sua eficiência em La Paz e, enfim, abriu o placar antes de ir para o intervalo. Pasquini recebeu na intermediária e soltou uma bomba de longe sem chances para o goleiro Vaca Tasca, que ainda se jogou na tentativa de espalmar a bola, mas não a alcançou.

Na volta para o segundo tempo o The Strongest armou uma verdadeira blitz no campo de ataque. Precisando correr atrás do prejuízo, os donos da casa pressionaram os rivais, que mantiveram a postura dos primeiros 45 minutos, se fechando e dificultando a vida dos bolivianos.

Aos 9 minutos Peñaloza disparou para o gol, Esteban Andrada se esticou para fazer a defesa, mas a bola acabou saindo pela linha de fundo sem desvios. Depois do lance, o The Strongest não conseguiu encontrar espaços na defesa adversária e o jogo acabou ficando um pouco mais violento.

Aos 23 minutos os bolivianos voltaram a ter grande chance. Após bate-rebate que sucedeu cobrança de falta pela direita, Maldonado bateu firme dentro da área, mas mandou por cima do gol.  Oito minutos depois Verrarano cabeceou certeiro para o gol, porém, no meio do caminho Martínez apareceu para desviar a bola também de cabeça e evitar o gol de empate.

Nos minutos finais o The Strongest se jogou inteiro para o ataque na tentativa de, ao menos, conseguir o gol de empate e conseguiu alcançar o objetivo nos acréscimos. Em jogada pela direita Pablo Escobar mandou para área e achou Bejarano, que de letra matou o goleiro adversário e mandou para o fundo das redes, marcando um golaço.