Real Sociedad vence clássico contra o Athletic Bilbao e conquista título da Copa do Rei

São Paulo, SP

03-04-2021 18:32:11

A Real Sociedad é a campeã da Copa do Rei 2019/20. Neste sábado, no Estadio de La Cartuja, a equipe derrotou o rival Athletic Bilbao por 1 a 0 na decisão e voltou a conquistar o título da competição depois de 34 anos.

O primeiro tempo da finalíssima não contou com muitas emoções. A Real Sociedad ficou mais posse de bola para construir jogadas e chegar ao gol, mas acabou não levando muito perigo ao goleiro adversário. Já o Athletic Bilbao tentou ameaçar nas poucas chances que teve, porém também não conseguiu ficar próximo de tirar o zero do placar.


A partida melhorou na segunda etapa, quando os visitantes aumentaram o ritmo ofensivo e passaram a criar oportunidades mais perigosas de gol. Após algumas tentativas, a equipe conseguiu balançar as redes e marcar o gol da vitória aos 18 minutos.

Depois de um lançamento em profundidade, Portu foi derrubado por Iñigo Martínez na área e o juiz deu pênalti. Oyarzabal foi para a cobrança, bateu com categoria no alto do canto esquerdo do goleiro, e deixou a Sociedad em vantagem.

Atrás no placar, o Bilbao tentou criar forças para reagir e passou a jogar de forma mais ofensiva para chegar ao empate. No entanto, não conseguiu construir lances perigosos de gol, e a Real Sociedad segurou o resultado até o apito final, confirmando a vitória e o título da Copa do Rei.

FICHA TÉCNICA
ATHLETIC BILBAO 0 X 1 REAL SOCIEDAD

Local: Estadio de La Cartuja, Sevilha (ESP)
Data: 3 de abril, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Javier Estrada Fernandez (ESP)
Cartões amarelos: Iñigo Martínez e Dani García (Athletic Bilbao); Merino (Real Sociedad)

GOLS: Oyarzabal, aos 18 minutos do 2ºT (Real Sociedad)

ATHLETIC BILBAO: Simón; De Marcos, Iñigo Martínez, Yeray e Berchiche (Capa); Berenguer (Villalibre), Dani García (Vesga), Vencedor (Unai López) e Muniain; Williams e Raúl Garcia
Técnico: Garcia Toral

REAL SOCIEDAD: Remiro; Gorosabel (Elustondo), Zubeldia, Le Normand e Monreal; David Silva (Guevara), Zubimendi, Merino e Portu (Barrenetxea), Oyarzabal e Isak (Carlos Fernández)
Técnico: Imanol

Deixe seu comentário