Diante dos avisos, Bartomeu garante Barça "neutro" na causa separatista

São Paulo, SP

21-09-2015 09:07:03

As eleições do próximo domingo, que podem indicar um novo rumo à questão territorial entre Catalunha e Espanha, devem influenciar também, dependendo do resultado, na presença de Barcelona e Espanyol na liga nacional. Depois de Javier Tebas, presidente da LFP (entidade que organiza o Campeonato Espanhol), declarar que a participação das equipes catalãs seria repensada, Josep Maria Bartomeu, presidente do Barça, garantiu neutralidade.

Além de Tebas, outro que mostrou restrições com relação à participação do Barça uma vez que a causa separatista pende para a dissolução do ‘território comum’ foi Miguel Cardenal, presidente do Conselho Superior de Esportes. O mandatário do clube azul e grená, reeleito no último mês de julho, não se incomoda com suposições e isenta o clube de qualquer posicionamento político.

https://twitter.com/Tebasjavier/status/645617881967951872

“Acontecerá eleições nos próximos dias, mas o Barça não está na campanha eleitoral, está fora. Se o senhor Cardenal entra em campanha, eu entendo, ele é político, mas insisto que nós não o faremos. Falamos sobre isso muitas vezes, mas agora não é hora de demonstrarmos nossa opinião. Neste caso, o Barcelona sempre deve se mostrar de forma neutra. Fora de campanha sempre tivemos opiniões, mas agora tem partidos que lutam para conseguirem votos”, falou.

Fazendo coro ao discurso do presidente, Luis Enrique foi outro que se declarou ‘apolítico’, na intenção de evitar que sua imagem seja utilizada como bandeira eleitoral. Os comícios do grupo 27-S, que luta pela emancipação da Catalunha enquanto território independente, só tem aumentado nos últimos tempos, o que tem feito o povo catalão apoiar em massa a separação. Pep Guardiola, catalão e técnico do Bayern de Munique, é uma das importantes figuras que defendem a causa de maneira aberta.

Deixe seu comentário