Gazeta Esportiva

Jogadores do Palmeiras provocam Corinthians após título sub-20 em Itaquera: "Apanha na base e no profissional"

São Paulo, SP

25/09/22 | 18:53 - 25/09/22 | 22:06

A rivalidade entre Palmeiras e Corinthians é grande em qualquer lugar. Até mesmo entre os jogadores da categoria sub-20. Neste domingo, o clube alviverde se sagrou campeão brasileiro ao bater o rival por 1 a 0, em plena Neo Química Arena, em São Paulo, com gol do centroavante Endrick, e a provocação rolou solta na volta da delegação para casa.

Em uma transmissão ao vivo, pelas redes sociais, do ônibus da delegação palmeirense, o meio-campista Pedro Lima e outros jogadores puxaram um cântico para provocar o adversário. "Itaquera é sempre igual, apanha na base e no profissional!", cantaram os atletas.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Pedro Lima (@pedro_limab)

O jogo teve confusão com os jogadores e com a torcida. Entre os torcedores, todos corintianos por conta do mando de campo do clube alvinegro, alguns se envolveram em briga com policiais militares e outros tentaram invadir o gramado por causa da comemoração mais entusiasmada dos jogadores alviverdes.

O saldo final de toda a confusão, de acordo com a Polícia Militar e a Polícia Civil, foi de seis torcedores detidos e dois PMs feridos sem gravidade. Dos que foram presos, três se envolveram em brigas com os policiais e outros dois conseguiram invadir o gramado, mas logo foram interceptados. O sexto detido foi um menor.

Em campo, logo após o apito final do árbitro João Vitor Gobi, os atletas do Palmeiras começaram a comemorar o título com mais entusiasmo e isso provocou a ira dos corintianos.


Mesmo durante a montagem do palco para a cerimônia de entrega das medalhas aos dois times, um jogador do Corinthians, o atacante Wesley, partiu para cima de alguns rivais do Palmeiras. Momentos depois, o goleiro corintiano Kauê saiu de sua meta e correu cerca de 50 metros até tentar dar uma voadora e um soco em um adversário.

Por ordem da comissão técnica e de dirigentes do Palmeiras, os jogadores deixaram o gramado e foram para o vestiário pouco depois da confusão. Endrick foi o primeiro a sair logo após o apito final.

Deixe seu comentário