Malcom marca e Barcelona empata com o Real Madrid no Camp Nou

São Paulo , SP
06/02/2019 19:55:13

Em: Barcelona, Futebol, Futebol Espanhol, Real Madrid

O brasileiro Malcom foi figura de destaque na tarde/noite desta quarta-feira, no duelo entre Barcelona e Real Madrid, no Camp Nou. Honrando um bom primeiro tempo e o fato de ser escolhido como titular na vaga de Messi, poupado, o jovem empatou o jogo na etapa final e fechou o placar em 1 a 1. Antes, Lucas Vásquez, em boa jogada de Vinícius Júnior, havia aberto o placar para os visitantes.

Com o resultado, o Real agora precisa apenas de um empate sem gols para assegurar sua vaga na final da Copa do Rei. O Barça, por sua vez, precisa de uma vitória simples ou empate por dois gols ou mais. Novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. O jogo decisivo da semifinal será disputado apenas daqui três semanas, no dia 27 de fevereiro, no Santiago Bernabéu, casa dos madridistas. Valencia e Bétis disputam a outra vaga.

Real começa o jogo ganhando

O clássico começou com o Barcelona tentando impor seu ritmo de posse de bola, mas praticamente em desvantagem desde o início. Aos cinco minutos, Vinícius Júnior foi lançado na ponta esquerda, partiu para cima de Piqué e cruzou na segunda trave. Alba perdeu o tempo da bola, Benzema dominou e tocou para o meio da pequena área, onde Vásquez se antecipou a Lenglet e tocou para o gol, abrindo o placar.

Coube ao Barça achar espaços na zaga adversária. E eles surgiram basicamente com o brasileiro Malcom, opção de Valverde pelo lado direito. Chamando o jogo e sofrendo faltas, ele levou perigo principalmente nas bolas paradas. Em uma delas, cruzou para Piqué cabecear rente à trave. Na sequência, recebeu de Suárez e, cara a cara com Navas, chutou fraco, facilitando a defesa do goleiro.

O ex-corintiano não desanimou, porém, e seguiu dando trabalho. Em mais uma falta sofrida e batida por ele, Rakitic cabeceou no travessão de Navas. Do outro lado, ainda que aparecesse menos, Vinícius Júnior roubou bolas na saída de jogo do adversário e teve duas boas chances de finalizar. Na melhor delas, porém, pegou mal na bola e mandou para fora. Na outra, foi travado pela defesa.

Malcom seguiu, quase que em um embate particular com a cria do Flamengo, e quase deixou tudo igual ao entrar driblando na zaga dos visitantes. Depois do terceiro corte, rolou para Suárez e viu o uruguaio bater com o pé esquerdo, exigindo boa defesa de Navas.

Malcom faz jus à boa atuação

O segundo tempo começou com o Real controlando mais as ações do adversário e sofrendo menos na hora de defender pelos lados. Quando a torcida pedia Messi e se enervava com alguns erros individuais, porém, veio o empate. Lenglet lançou Alba, que dividiu com Navas e viu a bola ficar com Suárez. Quase sem ângulo, o uruguaio chutou de esquerda e mandou na trave. Na sobra, Malcom dominou e chutou para igualar o marcador.

A boa partida e o gol fizeram com que Valverde apostasse ainda mais no jovem brasileiro e mandasse a campo Messi na vaga de Philippe Coutinho, dono de desempenho bastante aquém das expectativas. Vinícius Júnior, ainda que fosse a principal válvula de escape do time da capital, acabou saindo para a entrada de Gareth Bale.

Messi, mais centralizado, fez com que o Barça retomasse o seu domínio territorial e empurrasse o rival para o seu campo de defesa. Com Malcom cansado e Suárez bem marcado, no entanto, faltou ao Barça mais força física para buscar a virada. Valverde lançou Aleñá na vaga de Malcom para suprir essa necessidade, mas o jovem espanhol perdeu boa chance ao ser travado em contragolpe.

Com as alterações, o Real mostrou mais vigor com o passar do tempo e esteve perto de retomar a vantagem. Bale, em duas chances, poderia ter deixado sua marca, mas não conseguiu controlar a bola quando era necessário. No principal lance, o galês adiantou demais e foi travado por Piqué. O resultado, então, ficou no 1 a 1.