Futebol/Eliminatórias

Equador não toma conhecimento do Chile e vence por 3 a 0

São Paulo, SP
06/10/2016 19:57:45

Em: Chile, Eliminatórias Copa do Mundo, Equador, Futebol, Futebol Internacional
Ecuador's Cristian Ramirez (R) celebrates with teammates after scoring against Chile during their Russia 2018 World Cup football qualifier match in Quito, on October 6, 2016. / AFP PHOTO / Rodrigo BUENDIA
Ramirez comemora gol com seus companheiros de seleção equatoriana (Foto: Rodrigo BUENDIA/AFP)

O Equador recebeu nesta quinta-feira a visita do Chile no estádio Olímpico Atahualpa, em partida válida pela nona rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Diante de uma seleção chilena muito perdida em campo, os equatorianos não tomaram conhecimento do adversário e venceram por 3 a 0.

Apostando em jogadas de velocidade o Equador não teve dificuldades frente o Chile. Logo aos 18 minutos, Antonio Valencia aproveitou cruzamento da esquerda e abriu o placar. Menos de cinco minutos depois, Martínez bateu de fora da área e ampliou. O terceiro e último gol saiu aos 48 segundos do segundo tempo, com Caicedo arrematando de perna direita, sem chances para o goleiro Bravo.

Com a vitória, o Equador chegou a segunda colocação momentânea das Eliminatórias, com 16 pontos somados, podendo ser ultrapassado por Brasil, Argentina e Colômbia. Na próxima terça-feira, os equatorianos viajam para a Bolívia, onde enfrentam a seleção nacional.

Enquanto o Chile manteve-se na sétima colocação, com 11 pontos e se complicou na classificação. Também na próxima terça, os chilenos recebem o Peru.

Correria no primeiro tempo – O Equador começou o jogo apostando na velocidade de seus atacantes Caicedo e Enner Valencia. No entanto, mesmo com muita correria, o time da casa não conseguia chegar com força ao ataque. Enquanto isso, o Chile, comandado por Pizzi, cadenciava o jogo e procurava tocar a bola e se organizar em campo.

A correria do Equador surgiu efeito aos 18 minutos. Enner Valencia carregou a bola pelo lado esquerdo, imprimiu velocidade e cruzou rasteiro. Caicedo deixou a bola passar e Antonio Valencia apareceu bem colocado, dominou e chutou forte cruzado para abrir o placar.

O Chile pareceu ter sentido o golpe e em menos de cinco minutos voltou a tomar mais um gol. Depois de cobrança rápida de lateral nas costas da zaga, Antonio Valencia cruzou para a área, Caicedo furou e a bola sobrou limpa para Fidel Martínez, que soltou uma pancada de perna esquerda e saiu para comemorar: 2 a 0.

Mesmo com a vantagem no placar, o Equador foi quem continuou procurando o jogo, e ainda voltou a assustar o goleiro Bravo com alguns chutes de fora da área, porém, sem marcar gols. O Chile parecia perdido em campo, e não conseguia acompanhar as jogadas de velocidade do time da casa.

Começo arrasador no segundo tempo – Com apenas 15 segundos de jogo no segundo tempo, Enner Valencia saiu cara a cara com Bravo que se jogou na bola e realizou um milagre. Na sequência, com 48 segundos, Valencia ajeitou para Felipe Caicedo, que chegou chutando cruzado e mandou no canto direito do goleirão chileno: 3 a 0.

Depois do terceiro gol sofrido o Chile se lançou ao ataque e parecia que iria incomodar o Equador, no entanto, não conseguia achar espaço para a finalização. Depois da leve reação dos chilenos, o Equador voltou a dominar o jogo e perdia diversas chances no ataque.

A única oportunidade de gol que o Chile criou em toda a partida aconteceu aos 30 minutos. Vidal descolou lançamento para Alexis Sánchez, que chutou na saída de Dreer, que defendeu com o peito e salvou o Equador. Já no final do jogo, Enner Valencia se lesionou e teve que sair de campo, sendo levado a uma ambulância posteriormente. Com direito a “olé”, o Equador caminhou para a vitória tranquila com o apito final do árbitro aos 48 minutos.

FICHA TÉCNICA:
EQUADOR 3 X 0 CHILE

Local: Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (Equador)
Data: 6 de outubro de 2016, quinta-feira
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann e Raul Orellana (ambos do Chile)
Cartão Amarelo: Claudio Bravo (Chile)
GOLS: Antonio Valencia aos 18 minutos do primeiro tempo, Ramírez aos 23 minutos e Caicedo aos 1 minuto do segundo tempo (Chile)

EQUADOR: Dreer; Paredes, Arturo Mina, Luis Caicedo e Crisitan Ramírez; Antonio Valencia, Christian Noboa, Fídel Martínez (Cazares) e Orejuela; Caicedo (Ibarra) e Enner Valencia (Ayoví)
Técnico: Gustavo Quinteros

CHILE: Claudio Bravo; Mauricio Isla, Enzo Roco, Gonzalo Jara e Eugenio Mena; Pablo Hernández, Charles Aránguiz, Marcelo Díaz (Castillo) e Arturo Vidal; Eduardo Vargas (Leonardo Valencia) e Alexis Sánchez
Técnico: Juan Antonio Pizzi