Gazeta Esportiva

Patrick brilha, São Paulo elimina Atlético-GO nos pênaltis e vai à final da Sul-Americana

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

08/09/22 | 23:41 - 09/09/22 | 00:47

Após dez anos, o São Paulo está novamente na final da Copa Sul-Americana. Nesta quinta-feira, o time comandado por Rogério Ceni entrou em campo extremamente pressionado depois da derrota no jogo de ida da semifinal por 3 a 1, mas, embalado pela torcida, que lotou o Morumbi, conseguiu vencer o Atlético-GO por 2 a 0, graças aos dois gols de Patrick, e levar a decisão para os pênaltis. Na marca da cal, o Tricolor levou a melhor por 4 a 2.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O adversário do São Paulo na grande final da Copa Sul-Americana será o Independiente Del Valle. O time equatoriano venceu o Melgar, do Peru, tanto na ida quanto na volta por 3 a 0, avançando à decisão de forma convincente.

A final da Sul-Americana acontece no dia 1 de outubro, no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina. Enquanto o tão esperado jogo contra o Independiente Del Valle não chega, o São Paulo volta o foco para o Campeonato Brasileiro, já que no próximo domingo terá pela frente o clássico contra o Corinthians, no Morumbi.


O jogo

O São Paulo contou com uma atmosfera extremamente favorável nesta quinta-feira. Com o Morumbi lotado, o time comandado por Rogério Ceni foi para cima do Atlético-GO e logo aos três minutos abriu o placar com Patrick, que aproveitou o rebote do chute de Luciano e, de primeira, completou para o fundo das redes.

Embalado pelo gol precoce, o Tricolor criou muitas chances para ampliar. Aos 11, Luciano ficou com a sobra do cruzamento, dominou e bateu colocado, exigindo grande defesa de Renan. Logo na sequência, após cobrança de escanteio, Diego Costa cabeceou fire, mas mandou para fora.

O segundo gol do São Paulo saiu aos 14 minutos, quando Calleri recebeu cruzamento, dominou e bateu no cantinho, mas o árbitro marcou falta do atacante argentino no zagueiro do Atlético-GO, empurrado na jogada.

A pressão tricolor não cessava. Em jogada de contra-ataque, Rodrigo Nestor saiu em velocidade, invadiu a área e bateu cruzado, mas faltou pontaria. Mais tarde, Calleri desviou de cabeça no primeiro pau, e Alisson, no segundo, cabeceou no cantinho, mas mandou para fora.

Na reta final do primeiro tempo o São Paulo ainda teve uma chance em cabeceio de Calleri, para fora, em chute rasteiro da entrada da área de Pablo Maia, defendido por Renan, e em outra jogada áerea que culminou no cabeceio de Diego Costa, por cima do gol.

Segundo tempo

O São Paulo começou o segundo tempo da mesma maneira que fez na etapa inicial: pressionando. Logo aos quatro minutos, Reinaldo ficou com o rebote após escanteio e bateu de primeira, mandando à esquerda de Renan. Pouco depois, após bate-rebate, Alisson chutou para o gol, a bola desviou na defesa e sobrou para Patrick, que jogou para o meio da área, com o goleiro fora do gol, mas a zaga rival afastou o perigo.

O Tricolor não dava descanso para o seu adversário. Aos oito, Alisson recebeu cruzamento na medida de Patrick e cabeceou como manda o manual do bom atacante, em direção ao chão, mas a bola quicou na frente do goleiro e saiu por cima do travessão. Depois foi a vez de Calleri também errar seu cabeceio e desperdiçar outra grande chance para o São Paulo.

Mas, aos 18 minutos, não teve jeito. Após cruzamento de Alisson, Patrick se antecipou e completou de primeira para estufar as redes novamente e deixar o São Paulo vivo na Copa Sul-Americana.

Na reta final, o São Paulo ainda teve duas boas chances de fazer o terceiro gol e se classificar para a final da Sul-Americana no tempo regulamentar. Na primeira, Galoppo bateu dentro da área, mas em cima do goleiro Renan, que sequer deu rebote. Já nos acréscimos, o argentino recebeu de Luciano e soltou a bomba, no cantinho, mas a bola foi para fora.

Penalidades

Nas penalidades, o São Paulo acabou levando a melhor por 4 a 2. Reinaldo, Calleri, Igor Vinícius e Galoppo converteram as cobranças tricolores. Apenas Luciano errou. Já Baralhas e Léo Pereira desperdiçaram para o Atlético-GO.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 (4) X 0 (2) ATLÉTICO-GO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Data: 8 de setembro de 2022, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Dario Herrera (ARG)
Assistentes: Gabriel Chade (ARG) e Facundo Rodriguez (ARG)
VAR: Leodan Gonzalez (URU)
Público: 53.988 torcedores.
Renda: R$ 5.833.370,00

Gols: Patrick, aos 3 do 1ºT e aos 18 do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Wanderson, Jefferson (Atlético-GO)

SÃO PAULO: Felipe Alves; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo e Reinaldo; Gabriel Neves (Pablo Maia), Alisson (Galoppo), Rodrigo Nestor (Talles Costa) e Patrick (Juan); Luciano e Calleri.
Técnico: Rogério Ceni.

ATLÉTICO-GO: Renan; Dudu (Hayner), Wanderson, Klaus e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas, Edson Fernando (Shaylon) e Jorginho (Léo Pereira); Wellington Rato e Churín (Ricardinho).
Técnico: Eduardo Baptista.

Deixe seu comentário