Futebol Internacional/Copa Sul-Americana

Junior Barranquilla vence Santa Fé e se aproxima da final da Sul-Americana

São Paulo , SP
09/11/2018 00:38:48

Em: Copa Sul-Americana, Futebol, Futebol Internacional, Santa Fe-COL

O Junior Barranquilla deu um grande passo rumo à grande decisão da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira. Visitando o Santa Fé no estádio El Campín, pelo jogo de ida da semifinal do torneio, os Tiburones não se intimidaram com a pressão da torcida adversária e superaram os donos da casa por 2 a 0, gols de Téo Gutiérrez e Piedrahita.

Com o resultado, o Junior Barranquilla leva uma enorme vantagem para o jogo de volta, que acontecerá no estádio Metropolitano Roberto Meléndez, no próximo dia 29 de novembro, às 22h45 (de Brasília). Quem avançar à final enfrentará o vencedor do duelo entre Fluminense e Atlético-PR, que venceu a primeira partida contra os cariocas por 2 a 0 na Arena da Baixada.

O jogo – Apesar de jogar fora de casa, foi o Junior Barranquilla que criou a primeira boa chance da partida, aos 11 minutos, quando Barrera experimentou de fora da área e obrigou o goleiro Zapata a defender em dois tempos. Seis minutos depois foi a vez de o Santa Fé responder com Arley Rodríguez, que aproveitou o cruzamento da direita para cabecear dentro da pequena área, mandando à direita da meta rival.

Daí em diante o jogo deu uma esfriada, com ambas as equipes se respeitando bastante e adotando certa cautela quando se jogavam no ataque. A situação só mudou já na reta final do primeiro tempo, quando a defesa do Santa Fé acabou cochilando e deu brecha para Téo Gutiérrez receber ótima enfiada de Barrera, driblar o goleiro e empurrar para o gol, abrindo o placar para o Junior Barranquilla após consulta do árbitro de vídeo, uma vez que o assistente havia marcado impedimento inicialmente.

No segundo tempo, quem pensava que o Santa Fé iria voltar com força total para buscar uma reação diante de sua torcida se enganou. Logo aos três minutos o Junior Barranquilla tratou de jogar um verdadeiro balde de água fria nos rivais ampliando a vantagem no marcador. Piedrahita arrancou em velocidade pela direita e, dentro da área, acertou um petardo no ângulo do goleiro Zapata, que nada pôde fazer.

Em situação complicada, o técnico do Santa Fé decidiu apostar em Guichón, que saiu do banco e em poucos minutos deu seu cartão de visitar. Aos 15, o meia recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e bateu rasteiro, tirando tinta da trave esquerda de Viera, que doze minutos depois ainda faria excelente defesa em chute cruzado de Aguirre para evitar o primeiro gol dos donos da casa.

Nos minutos finais, mais precisamente aos 33, Viera ainda teve de fazer outra intervenção, esta ainda mais espetacular, defendendo, já caído, com o pé esquerdo, o chute de Guichón, que tentou de tudo após entrar muito bem no jogo, mas não conseguiu evitar o resultado frustrante sofrido pelo Santa Fé no jogo de ida da semifinal da Sul-Americana.