Futebol/Copa do Mundo

Suárez x Mbappé: O duelo de gerações que marca as quartas de final

São Paulo , SP
05/07/2018 09:00:28 — 06/07/2018 13:00:43

Em: Copa do Mundo, Futebol, Futebol Internacional

Nesta sexta-feira, às 11h (horário de Brasília), Uruguai e França farão um dos jogos mais aguardados das quartas de final da Copa do Mundo da Rússia. A partida, que reúne três títulos mundiais (dois para o lado sul-americano e um para o lado europeu), além da grande tradição, promete ter um outro atrativo: O “duelo” particular entre Luis Suárez, de 31 anos, e Kylian Mbappé, de 19, que marca o encontro de duas gerações de atacantes do mais alto nível no futebol mundial.

O uruguaio “Luisito” Suárez chega para o confronto creditado como um jogador experiente, consagrado, mas que ainda precisa provar o seu valor com a camisa da Celeste. Em sua terceira Copa do Mundo, o camisa 9 busca se redimir em mundiais após ficar marcado por conta de uma mordida que deu um Chiellini, em 2014, durante a vitória por 1 a 0 sobre a Itália, na última rodada da fase de grupos. Naquele ano, a equipe uruguaia acabou eliminada nas oitavas de final, para a Colômbia.

Suárez explodiu no Ajax, em 2007, e logo passou a ser convocado para a seleção uruguaia, tornando-se peça fundamental nas eliminatórias para a Copa de 2010. No Mundial da África do Sul, com 23 anos, já era um dos principais jogadores da equipe, e ficou marcado por usar a mão para evitar um gol da Gana em cima da linha, já na prorrogação da partida válida pelas quartas de final, que estava empatada por 1 a 1. Expulso, viu de fora do campo o jogador africano errar a penalidade, e a seleção uruguaia garantir a classificação para as semifinais na disputa por pênaltis. Em 2011, transferiu-se para o Liverpool, e no mesmo ano, ajudou a Celeste no título da Copa América, sendo o vice-artilheiro da competição com quatro gols marcados e erguendo o troféu de melhor jogador do torneio.

Na Inglaterra, “El Pistolero” elevou o patamar de sua carreira. Mesmo sem ter conquistado o Campeonato Inglês, teve atuações brilhantes com a camisa dos Reds, consolidou-se como o principal jogador da equipe e chegou para a Copa do Mundo de 2014 com o status de craque. Após ter sido poupado na estreia do Mundial, brilhou marcando dois gols na vitória por 2 a 1 sobre a Inglaterra na segunda rodada. Na partida que valia a classificação para as oitavas, diante da Itália, Suárez mordeu o zagueiro Chiellini e acabou sendo suspenso por nove jogos e banido por quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol.

Após retomar a sua carreira com títulos e belas atuações pelo Barcelona, Suárez tem, junto com Cavani, a incumbência de assumir o total protagonismo da Celeste na Copa de 2018, uma vez que a equipe não conta mais com Forlán, o craque do time nos dois últimos Mundias. Na estreia, o camisa 9 decepcionou e foi muito mal, ainda que o Uruguai tenha conseguido a vitória por 1 a 0 sobre o Egito. Na segunda partida, não foi tão bem, mas marcou o gol da vitória sobre a Arábia Saudita. No terceiro jogo, contra a anfitriã Rússia, retomou o bom futebol, e marcou na vitória por 3 a 0. Nas oitavas contra Portugal, foi a vez de Cavani brilhar com dois gols na vitória por 2 a 1, mas lesionado, é desfalque quase certo para o jogo diante da França. Contra os europeus, portanto, Luis Suárez a esperança dos três milhões de uruguaios que sonham com uma vaga nas semifinais.

Se o atacante de 31 anos já tem muita bagagem no futebol, Kylian Mbappé, de apenas 19, ainda está no início de sua carreira, que vem se mostrando muito promissora, e chega para o confronto tentando fazer história. O camisa 10 dos Les Bleus, recentemente, chegou a ser comparado a Pelé pela revista France Football, e com três gols marcados na Copa do Mundo, se firma como o destaque da seleção francesa.

Mbappé fez sua estreia no futebol profissional a menos de três anos, no dia 2 de dezembro de 2015, com a camisa do Monaco, no empate diante do Caen pelo placar de 1 a 1. Com 16 anos e 347 dias de idade, tornou-se o jogador mais jovem a atuar oficialmente pelo clube, superando o recorde que anteriormente era de Thierry Henry. O estilo de jogo do jovem, curiosamente, é considerado muito parecido com o do consagrado jogador francês. No dia 20 de fevereiro de 2016, bateu outro recorde que pertencia ao compatriota: ao marcar na vitória do Monaco pelo placar de 3 a 1 sobre o Troyes, tornou-se o jogador mais novo ao fazer um gol pelo clube.

No mesmo ano, Mbappé conquistou a Eurocopa sub-19 com a França, integrou a seleção do torneio e com cinco gols marcados, foi o vice-artilheiro da competição. A estreia na seleção principal ocorreu no dia 25 de março de 2017, com 18 anos e 95 dias, tornando-se o segundo jogador mais jovem a entrar em campo pelos Les Bleus. No final de 2017, o jogador assinou contrato de empréstimo com o Paris Saint-Gemain, que exerceu a opção de compra posteriormente. O valor da transferência, desconhecido oficialmente, é estimado em 180 milhões de euros (cerca de R$820 milhões). Pelo clube parisiense, já realizou 44 partidas e marcou 21 gols.

Na Copa do Mundo da Rússia, Mbappé veste a camisa 10 da seleção francesa, que já foi utilizada por nomes como Michel Platini e Zinedine Zidane. Ao estrear na vitória sobre a Austrália por 2 a 1, com 19 anos, cinco meses e 28 dias, o atacante tornou-se o jogador francês mais jovem a disputar uma partida em Copas do Mundo. Na segunda rodada, o jogador marcou o gol da vitória sobre o Peru, superando Trezeguet como o mais jovem a balançar as redes em um Mundial. Na terceira rodada, o garoto voltou a passar em branco, mas nas oitavas de final, diante da Argentina, foi o nome do jogo: Deu um pique que alcançou 37km/h, marcou dois gols e comandou a vitória francesa pelo placar de 4 a 3, consolidando-se de vez como o principal nome da equipe que vai em busca do seu segundo título mundial.

Ads – Rodapé Posts