Orçamento da Copa de 2018 sofre segundo reajuste em menos de um mês

São Paulo, SP

05-08-2015 13:59:56

Em decisão tomada pelo governo russo nesta quarta-feira, o orçamento para a Copa do Mundo de 2018, que será sediada no país apesar das recentes especulações que surgiram com o desenrolar do ‘caso Fifa’, foi novamente reajustado. Com a nova redução, a conta para a Rússia sediar o Mundial, reservando verbas para infraestrutura e organização, está estimada em 335 bilhões de rubros (cerca de R$ 18,3 bi).

Após reajuste de 30 bilhões de rublos (cerca de R$ 1,6 bilhões) em meados de julho, o novo corte de gastos foi equivalente a 151,4 bilhões de rublos (equivalente a R$ 8,2 bi), o que já reduziu o orçamento para a Copa em praticamente R$ 10 bilhões. De acordo com o planejado, cerca de metade destes R$ 18,3 bi serão destinados à infraestrutura, como a construção de estradas e aeroportos, e um terço será destinado à construção de estádios.

Os cerca de R$ 6,1 bilhões, que equivalem ao terço da verba que será destinada aos estádios russos, supera o que foi gasto pelo governo brasileiro no último ano. De acordo com o relatório de gastos divulgado após a Copa, no Brasil, foram gastos R$ 7 bilhões com estádios, cerca de 27% do montante de R$ 25,6 bilhões orçado para a realização do torneio.

Segundo Vitaly Mutko, Ministro dos Esportes da Rússia, a redução de 10% nos gastos, que já tinha sido anunciada anteriormente, afetará as despesas com infraestrutura sobretudo no setor hoteleiro, que será a maior vítima da política de otimização das receitas.

Deixe seu comentário