Copa do Mundo

Jogador do Panamá pede "muita atenção" para evitar goleada da Bélgica

São Paulo, SP

15-06-2018 12:57:27

Estreante em Copas do Mundo, o Panamá teve suas ambições minimizadas logo no sorteio, que colocou adversários como Inglaterra e Bélgica, além da Tunísia, no caminho para a tentativa de uma inédita, histórica e improvável classificação. Cientes das chances, os jogadores e a comissão técnica definiram objetivos pontuais e o primeiro deles já foi anunciado: não sofrer goleada na estreia.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o lateral Eric Davis lembrou do placar elástico aplicado pela Rússia sobre a Arábia Saudita para corroborar o discurso de pouca empolgação e, primordialmente, a missão de correr o menor risco possível. Para isso, a proposta será jogar fechado e apostar nos contra-ataques.

"Copa do Mundo tem características peculiares. Assim como as equipes pequenas podem surpreender, elas também podem sofrer goleadas. Temos que tomar muito cuidado contra a Bélgica, porque é uma equipe de qualidade extrema e com ótimos destaques individuais", disse Davis, que teve o discurso complementado pelo companheiro.

"Buscaremos fazer o nosso jogo. A Bélgica deve tentar fechar os espaços, então temos que ser eficientes no contra-ataque para tentar surpreender. Temos que acreditar", analisou o atacante Abdiel Arroyo.

No Grupo G do Mundial, o Panamá estreia na próxima segunda-feira, em Sochi, contra os belgas, que tentam confirmar o favoritismo de sua geração. Cinco dias depois, o duelo é em Moscou, contra a Inglaterra. O último dos três confrontos da primeira fase é diante da Tunísia, partida que pode consagrar possivelmente um primeiro triunfo panamenho na Copa. As duas seleções se enfrentam dia 28, em Saransk.

Deixe seu comentário