COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA

Adversário de Bélgica, Inglaterra e Tunísia na Copa do Mundo, o Panamá não terminou bem sua preparação para o torneio. Nesta quarta-feira, no último jogo antes do Mundial, a seleção da América Central foi derrotada pela Noruega, que não estará na Rússia, por 1 a 0.

A partida em Oslo, capital norueguesa, foi equilibrada e teve chances de gol para ambos os times. A Noruega começou melhor e marcou o único gol do jogo logo nos primeiros minutos. No restante da partida, o Panamá dominou as ações, mas não conseguiu passar pelos goleiros noruegueses e saiu de campo derrotado.

Noruega e Panamá fizeram jogo equilibrado em amistoso (Foto: Terje Pedersen/AFP)

O jogo — Jogando em casa, a Noruega partiu para cima e abriu o placar logo aos quatro minutos do primeiro tempo com Joshua King. O artilheiro do Bournemouth no último Campeonato Inglês passou por dois marcadores e tirou do goleiro para marcar o primeiro gol do jogo.

Em vantagem, a seleção local continuou no ataque, mas não teve sucesso em ampliar a vantagem. Por outro lado, o Panamá melhorou na partida e passou a controlar as ações na segunda metade da primeira etapa, mas também não conseguiu chegar ao gol e foi para o vestiário perdendo por 1 a 0.

Durante o intervalo, cada equipe fez três substituições, mas o panorama da partida seguia o mesmo. Os panamenhos jogavam melhor, mas não demonstravam eficiência nas conclusões. Já a Noruega se preocupava principalmente em defender e segurar a vantagem mínima.

Nos minutos finais do confronto, a Noruega melhorou e conseguiu equilibrar a partida. O Panamá, comandado por Armando Cooper e Gabriel Torres, buscava o empate como podia. Pelos donos da casa, Ola Kamara, substituto de Joshua King, perdeu boa chance de ampliar aos 37 minutos. Mas apesar das tentativas, o único gol da partida foi mesmo o de King, no quarto minuto de jogo.

Bielorrússia e Hungria empatam

Também nesta quarta-feira, Bielorrússia e Hungria se enfrentaram em amistoso de duas seleções que não estarão na Copa do Mundo. O resultado foi empate por 1 a 1, com os dois gols no primeiro tempo. A Bielorrússia saiu na frente aos 23 minutos com gol de Anton Saroka, mas os húngaros empataram três minutos depois com Roland Varga.




O atacante Roberto Firmino tem um perfil bastante calmo e prefere chamar a atenção por aquilo que produz dentro de campo. No entanto, nesta quarta-feira, o jogador do Liverpool não conseguiu esconder a irritação com as polêmicas declarações de Sergio Ramos, que se defendeu das acusações de que teria machucado Mohamed Salah de propósito na decisão da Liga dos Campeões, em Kiev, na Ucrânia.

Na ocasião, Sergio Ramos contestou a hipótese de ter sido maldoso com o craque egípcio. O desempenho trágico do goleiro do Liverpool, Loris Karius, que engoliu dois frangos no decorrer do duelo, também foi citado pelo zagueiro do Real Madrid, que se chocou com o arqueiro momentos antes de ele ficar marcado pelas lambanças na final. Por fim, o espanhol soltou a seguinte frase: “Só falta o Firmino dizer que estava resfriado porque caiu uma gota do meu suor nele”.

Questionado sobre o tema, Firmino até tentou evitar confusão, mas deixou claro que não gostou do posicionamento do Sergio Ramos, embora ele tenha sido o grande vencedor no duelo entre Liverpool e Real Madrid.

“Prefiro não comentar”, disse Firmino antes de se aprofundar mais no assunto. “Acho que ele está na razão por ter sido o campeão, mas achei que foi muito idiota da parte dele. Mas está tudo bem”, completou.

Roberto Firmino também garantiu que o fato de ter perdido sua primeira final da Liga dos Campeões não irá atrapalhar a sua preparação para a Copa do Mundo. Grande concorrente de Gabriel Jesus pela vaga de titular no ataque da Seleção, o jogador do Liverpool mostrou maturidade, preferindo não se apegar a algo irreversível.

“Na minha [cabeça] não martela mais, passou, é passado. Claro que no dia [da final] fiquei chateado, perdemos uma final, não foi como queríamos. Agora é bola para frente, estou muito feliz com mais uma oportunidade que terei pela frente”, finalizou Firmino.

A Seleção Brasileira volta a trabalhar nesta quinta-feira, na parte da tarde, na véspera da viagem a Viena, onde enfrentará a Áustria no último teste antes da estreia no Mundial. A atividade será fundamental para que a comissão técnica possa ter uma noção mais exata da atual condição física de Renato Augusto, que voltou a treinar nesta quarta, à parte.



Local já é tradicional para a reunião da torcida brasileira (Marcelo Ferrelli/Gazeta Press)

A partir do dia 14 de junho, data de abertura da Copa do Mundo da Rússia, o Vale do Anhangabaú, entre os viadutos do Chá e o Santa Ifigênia, no centro de São Paulo, receberá uma arena para a transmissão das partidas. O evento, montado pela marca de cerveja que patrocina o Mundial, contará com telões, bares e um palco. Na Copa de 2014, o local já havia recebido uma das Fifa Fan Fest’s, evento parecido que foi organizado pela entidade máxima do futebol.

A programação seguirá nas datas de jogos da Seleção Brasileira, nas semifinais e na final do torneio. No dia da abertura da Copa do Mundo, o evento terá a dupla sertaneja Fernando e Sorocaba como atração, e no dia 17, estreia do Brasil, o show ficará por conta dos Titãs. As atrações dos outros jogos da Seleção, diante de Costa Rica e Sérvia, ainda não foram divulgadas.

Além do Vale do Anhangabaú, em São Paulo, outras arenas também serão montadas no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Curitiba e Florianópolis.

Confira a programação inicial do evento:

14/6 – Abertura da Copa do Mundo
Abertura dos portões: 10h
Atração: Fernando e Sorocaba

17/6 – Brasil x Suíça
Abertura dos portões: a partir das 15h
Atração: Titãs




A Seleção Brasileira completou seu dia de trabalho em dois períodos na tarde desta quarta-feira. A grande novidade no CT do Tottenham ficou por conta de Renato Augusto, que após seis dias voltou a trabalhar em campo, mas ainda à parte. Poupado do amistoso contra a Croácia, o volante ainda tem presença incerta no duelo com a Áustria.

Há quase uma semana se dedicando estritamente à fisioterapia por conta de uma inflamação no joelho esquerdo, Renato Augusto treinou nesta quarta-feira acompanhado do fisioterapeuta Bruno Mazziotti, com quem permaneceu em Londres no último fim de semana enquanto o restante da delegação viajou a Liverpool de trem.

Nesta quarta-feira, o volante do Beijing Guoan fez alguns trabalhos com bola e aparentemente não mostrou limitação nos movimentos. O retorno de Renato Augusto às atividades com os companheiros, porém, deverá ser gradativa, até para evitar uma nova sobrecarga para o jogador, que tem um extenso histórico de lesões.

Enquanto um dos atletas de confiança de Tite focava em sua recuperação, o elenco trabalhou em campo reduzido. O auxiliar Sylvinho comandou a atividade, que tinha como uma das intenções aprimorar as ultrapassagens pelas laterais. Os jogadores foram divididos em dois times, que não deram qualquer sinal da formação que o treinador usará no próximo domingo, e se movimentaram apenas em uma metade do campo.

O time sem colete foi composto por Alisson, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís; Fernandinho, Vitinho (sub-20) e Paulinho; Douglas Costa, Willian e Firmino. Já a equipe com colete verde foi formada por Cássio, Fagner, Geromel, Miranda e Marcelo; Casemiro, Fred e Coutinho; Taison, Neymar e Jesus.

Enquanto Alisson permaneceu em um dos gols, na linha do meio-campo havia uma baliza composta por duas hastes. O time que estava defendendo tinha de colocar a bola entra as duas hastes para ganhar o direito de atacar. Ambas as equipes tinham três minutos para marcar o gol. Cássio, por sua vez, atuou inicialmente como uma espécie de gandula, trocando de papel com o goleiro titular da Seleção Brasileira posteriormente. Ederson treinou à parte, em um campo anexo.

A Seleção Brasileira volta a treinar nesta quinta-feira, no período da tarde. Após um dia de trabalho em dois períodos, os jogadores do time canarinho terão uma programação menos cansativa na véspera da viagem para a Áustria, onde irá enfrentar a seleção local no último teste antes da tão esperada estreia na Copa do Mundo.



Nesta quarta-feira, a Nigéria fracassou em seu último teste antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia. Em amistoso disputado no Rudolf-Tonn-Stadion, na Áustria, a seleção foi derrotada pela República Tcheca pelo placar de 1 a 0. O gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Tomas Kalas.

Os nigerianos estreiam na Copa do Mundo da Rússia no dia 16 de junho, contra a Croácia, no Estádio de Kaliningrado. Pelo Grupo D do torneio, os africanos também enfrentam a Islândia, no dia 22, e a Argentina, no dia 26.

A Nigéria perdeu mais um amistoso preparatório para a Copa da Rússia (Foto: VLADIMIR SIMICEK/AFP)

O Jogo

O primeiro tempo foi bem disputado e as chances de gol alternaram entre as duas equipes. A primeira chance do jogo foi da Nigéria, com Moses batendo falta e vendo o goleiro Tomas Vaclik voar para fazer a defesa.

A República Tcheca melhorou e passou a oferecer perigo ao gol defendido por Francis Uzoho, até que, aos 25 minutos, conseguiu abrir o placar. Em cobrança de escanteio pela direita, a bola foi levantada na primeira trave e Soucek apareceu para escorar. Uzoho fez a defesa em primeira instância, mas não conseguiu evitar o gol no rebote, aproveitado por Kalas, na pequena área.

A Nigéria ainda tentou o empate antes do intervalo, mas Ogu desperdiçou um cabeceio, escorando por cima do travessão, e Vaclik voltou a aparecer bem no gol tcheco, defendendo chute de Ndidi.

Na etapa final, o ritmo diminuiu e a partida piorou. A Nigéria teve maior posse de bola e até arriscou mais finalizações, mas não conseguiu assustar muito o adversário. A melhor oportunidade foi da República Tcheca, batendo firme da entrada da área. Uzoho foi bem e evitou o segundo gol dos europeus.



Daniel Alves passou por cirurgia na última terça-feira para reparar os danos causados pela lesão ligamentar no joelho direito. Embora o próprio jogador já havia feito publicações em referência à operação, o Paris Saint-Germain também confirmou o procedimento através de um comunicado oficial. A estimativa é que o lateral-direito volte a atuar em seis meses.

Dani Alves está lesionado há três semanas, porém, teve de esperar para realizar a cirurgia por conta de recomendações médicas. Existia a possibilidade de a recuperação não envolver o bisturi, contudo, acabou sendo confirmada a necessidade de um tratamento mais invasivo.

Daniel Alves brincou com o traje usado para a cirurgia (Foto: Reprodução/Instagram)

A lesão que tirou Daniel Alves da Copa do Mundo aconteceu no segundo tempo duelo com o Les Herbiers, no último dia 8 de maio, na grande final da Copa da França. Na ocasião, o lateral-direito apareceu sorridente mesmo após sair de campo e comemorou bastante o título que o tornou no maior vencedor da história do futebol, com 38 troféus.

Marquinhos, companheiro do atleta no Paris Saint-Germain, chegou a falar com a imprensa após a final conforme especulações envolvendo a possível ausência de Daniel Alves começavam a surgir. O zagueiro, no entanto, disse à época que a contusão do experiente lateral-direito não preocupava justamente pelo seu comportamento na comemoração do título.

Mantendo sempre o bom-humor, Daniel Alves chegou a brincar em suas redes sociais com o traje usado para a realização da cirurgia no joelho. Ele se auto intitulou de “Capitain Blue”, que em português significa “Capitão Azul”, por conta da cor de seu avental e touca.

“Gostaria de agradecer a todos pelas orações, que, por mais que não se vejam, se sentem. Faz algumas horas que acabei de iniciar meu processo de recuperação e, graças a Deus, tudo correu bem. Como podem apreciar na foto acima, a anestesia não trouxe efeitos colaterais no Good Crazy e tudo continua igual”, publicou Daniel Alves, agradecendo aos fãs.



Salah é a principal aposta do Egito para chegar longe na Copa do Mundo (Foto: MOHAMED EL-SHAHED/AFP)

A expectativa pela presença de Mohamed Salah em campo na estreia da Copa do Mundo é alta na seleção do Egito. O fato foi comprovado pelo técnico Hector Cuper nesta terça-feira, ao mostrar otimismo em relação à recuperação de seu principal jogador, que lesionou o ombro na final da Liga dos Campeões, entre Real Madrid e Liverpool, e corre para estar apto a tempo de enfrentar o Uruguai, no dia 15 de junho (sexta-feira), na Arena Ekaterimburg, na Rússia.

“Ele disse que todas as notícias têm sido boas até agora. Estamos muito otimistas de que ele estará pronto alguns dias antes do nosso jogo contra o Uruguai. Ele se juntará a nós no dia 8 ou 9. Estamos esperançosos, e temos quase certeza de que Salah estará pronto para a estreia”, afirmou o treinador argentino, que apontou para o esforço dobrado do atacante para, além de se recuperar, manter a forma física.

“Ele tem recebido a melhor assistência médica. Está se recuperando, fazendo alguns exercícios que não são apenas bons para a recuperação da lesão no ombro, mas também para mantê-lo em forma. Ele está fazendo todo o possível dentro de suas condições, que são limitadas, obviamente”, completou.

Pelo Grupo A, o Egito também terá como adversários a anfitriã Rússia, no dia 19 de junho, e a Arábia Saudita, no dia 25. Nesta quarta-feira, os egípcios fazem seu último teste antes do Mundial, em amistoso contra a Bélgica, em Bruxelas, a partir das 15h45 (no horário de Brasília).



A Seleção Brasileira deu início ao dia de trabalhos em dois períodos na manhã desta quarta-feira. O elenco trabalhou na academia, participando de um circuito físico e repetindo a rotina da última semana, em que também alternou atividades em campo com esse tipo de treinamento. Na parte da tarde, os jogadores voltam a entrar em ação, mas desta vez com a bola rolando no gramado.

A grande expectativa é se Renato Augusto apresentará nesta quarta-teira alguma evolução em seu processo de recuperação após sentir dores no joelho esquerdo. Com uma inflamação no local, o volante vem trabalhando com o fisioterapeuta Bruno Mazziotti e sequer viajou a Liverpool com o restante do elenco para o amistoso contra a Croácia, no entanto, sua presença é esperada no treino da tarde, segundo o SporTV.

Sem treinar há seis dias, Renato Augusto completaria uma semana sem trabalhos com bola nesta quarta-feira. Embora a comissão técnica ainda não trabalhe com a possibilidade de ele ser cortado, já que Tite pode esperar até 24 horas antes da estreia do Brasil na Copa do Mundo para escalar um outro atleta, a situação incomoda para ambas as partes.

A Seleção Brasileira seguirá com sua segunda fase de preparação para o Mundial no CT do Tottenham, em Londres, até a próxima sexta-feira, quando treinam pela última vez na Inglaterra e segue rumo a Viena, onde enfrentará a Áustria no domingo pelo último amistoso antes da estreia na Copa do Mundo.

Após o confronto com a seleção austríaca, a delegação do Brasil segue direto para Sochi, na Rússia, onde ficará hospedada durante todo o torneio. Um hotel próximo das instalações da Seleção inclusive foi disponibilizado para as famílias dos jogadores, que terão contato com eles em determinados dias ao longo do Mundial.