Bélgica joga bem e bate o Egito com tranquilidade

São Paulo, SP

06-06-2018 17:45:08

Na fase final de preparação para a Copa do Mundo, a Bélgica, uma das seleções mais comentadas para a atual edição do Mundial enfrentou nesta quarta-feira o Egito, em Bruxelas, no Estádio Rei Balduíno. Os belgas fizeram grande primeiro tempo, abriram 2 a 0 no marcador, gols marcados por Lukaku e Hazard. Na etapa final, Roberto Martinez alterou boa parte do time, e a partida ficou morna, e mesmo com o freio de mão puxado, deu tempo para Fellaini fazer o terceiro e dar números finais ao jogo: 3 a 0.

O grande destaque ficou por conta do camisa 10 do Chelsea, que além do gol, brilhou na partida, participando da maioria das jogadas da equipe. Sem Mohamed Salah, sua principal estrela, que se recupera de lesão, os egípcios mostraram pouco futebol, e terão vida difícil na Copa.

O próximo compromisso dos belgas será na próxima segunda-feira, dia 11, contra a Costa Rica. Já o Egito encerrou a série de amistosos, e enfrentará o Uruguai, na primeira rodada do Grupo A da Copa do Mundo.

O jogo - Os belgas começaram bem a partida, De Bruyne cruzou da direita, e Carrasco quase completou. E apesar de ser um amistoso, o Egito disputava todas as bolas com força, tomando dois cartões amarelos em menos de dez minutos.

A equipe chegou com perigo com Elnery, que ao pegar rebote, bateu forte, mas a bola bateu na defesa belga. O primeiro grande lance de perigo foi com Mertens, que recebeu de De Bruyne, El Hadary espalmou. A partida seguia com os donos da casa pressionando, enquanto a equipe visitante apostava nos contra-ataques.

Aos 19 minutos, Lukaku desperdiçou outra boa chance. Meunier cruzou, e na pequena área o centroavante mandou pela linha de fundo. O Egito, também teve a chance de abrir o placar, e também, acabou perdendo. Abdelshafi levantou da esquerda, mas Mohsen cabeceou para fora.

Seis minutos depois, Lukaku se redimiu. Hazard fez bela jogada individual e chutou, no rebote, o artilheiro mostrou seu faro e empurrou para as redes. Era o 11º gol do centroavante nos últimos 11 jogos pela seleção.

O gol deu muita tranquilidade ao time comandado por Roberto Martinez. Em bela trama, Hazard recebeu de Mertens e arriscou, mas a bola foi para fora. A pressão era grande, e o placar foi ampliado com Hazard, depois de Carrasco roubar a bola e armar a jogada. Gol merecido do camisa 10, que era o melhor em campo até o momento. Durante o primeiro tempo, a equipe seguiu dominando as ações da partida e saíram com a vitória parcial de 2 a 0.

Na etapa complementar, ambas as equipes mudaram bastante, o que tornou o jogo morno. Assim, a Bélgica acabou perdendo o poderio ofensivo e o futebol envolvente mostrados na primeira etapa.

Administrando a vantagem no marcador e tentando se preservar para a Copa do Mundo, os belgas só levaram perigo aos 13 minutos, Chadli fez cruzamento da direita, e Meunier acabou perdendo chance clara de marcar o terceiro. A tônica do segundo tempo seguia a mesma, com poucas jogadas que empolgassem.

O ritmo seguia lento, em função das equipes já pensarem na Copa do Mundo. Ainda assim, deu tempo para a Bélgica marcar mais um, Batshuayi fez boa jogada pela direita e tocou para Fellaini livre só empurrar para as redes e fechar o placar em 3 a 0.

Deixe seu comentário