São Paulo para na defesa do Grêmio, fica no 0 a 0 e é eliminado da Copa do Brasil

São Paulo, SP

30-12-2020 23:28:20

Não foi desta vez que o São Paulo conseguiu voltar a disputar uma final de Copa do Brasil. Precisando vencer o Grêmio por dois gols de diferença nesta quarta-feira, no Morumbi, pela volta da semifinal do torneio, o time comandado por Fernando Diniz parou no forte sistema defensivo gremista, que se manteve consistente ao longo dos 90 minutos para sair de campo com o empate sem gols, resultado suficiente para carimbar a vaga na decisão.

Como venceu a ida, na última quarta-feira, por 1 a 0, gol de Diego Souza, o Grêmio veio a São Paulo confortável pela vantagem adquirida. O técnico Renato Gaúcho repetiu a estratégia da partida em Porto Alegre, povoando o meio-campo para não dar espaços ao Tricolor paulista, que teve muitas dificuldades de impor seu estilo de jogo.

Com a eliminação, o São Paulo agora volta o foco completamente para o Campeonato Brasileiro, competição que lidera com sete pontos à frente do segundo colocado. Essa é a única chance de Daniel Alves e companhia, enfim, quebrarem o jejum de títulos do clube que já dura oito anos.

O Grêmio, por sua vez, segue firme na busca pelo sexto título de Copa do Brasil. O Tricolor gaúcho irá enfrentar na grande decisão o Palmeiras, que venceu o América-MG, em Belo Horizonte, por 2 a 0, gols de Luiz Adriano e Rony.


O jogo – O primeiro tempo foi bastante truncado no Morumbi. A primeira chance de gol aconteceu apenas aos nove minutos, quando Kannemann aproveitou o cruzamento cobrança de escanteio para desviar de cabeça, mas mandou para fora. Mas, no minuto seguinte, o Tricolor gaúcho chegou com mais perigo. Depois de novo escanteio, Victor Ferraz recebeu passe de cabeça de Diego Souza e carimbou a trave. Na sequência, Brenner afastou o perigo.

Apesar de o São Paulo ficar mais com a bola, o Grêmio continuou sendo mais eficiente e levando perigo nas poucas oportunidades que tinha para balançar as redes. Aos 18, Diego Souza tentou de bicicleta, mas mandou para fora, assustando Tiago Volpi.

O São Paulo só foi responder aos 19 minutos. Em cobrança de escanteio, Daniel Alves encontrou Arboleda livre, que cabeceou em direção ao chão, mas faltou força, facilitando o trabalho do goleiro Vanderlei. Mais presente no ataque, os donos da casa voltaram a chegar de forma mais incisiva aos 25 minutos, quando Daniel Alves tocou para Tchê Tchê por cima da defesa, mas no bate-rebate a bola acabou atendo no braço do volante, que ia saindo na cara do gol.

Crescendo na partida, o Tricolor paulista teve sua melhor chance do primeiro tempo nos pés de Gabriel Sara. O meia recebeu de Tchê Tchê, dentro da área, livre, mas faltou pontaria, mandando para fora. Já o Grêmio teve sua oportunidade derradeira de abrir o placar antes do intervalo com Pepê, que arrancou pela esquerda, levou para o meio e tentou bater no ângulo, mas também mandou para fora.

Segundo tempo

O segundo tempo começou da mesma forma que terminou o primeiro: truncado. Com pouca inspiração, ambas as equipes paravam na forte marcação das defesas. Ainda assim, aos 12 minutos o São Paulo teve uma chance de abrir o placar com Léo, que ficou com a sobra após desvio de Bruno Alves, mas bateu no susto, errando a mira. Já aos 14 foi a vez de Tiago Volpi assustar a torcida são-paulina, jogando na fogueira para Daniel Alves, que por pouco não perdeu a bola.

Precisando atacar o Grêmio, Fernando Diniz foi para o tudo ou nada sacando Luan e Léo e promovendo as entradas de Vitor Bueno e Toró, respectivamente. As mudanças, no entanto, não surtiram efeito imediato. Não satisfeito, o treinador são-paulino, depois de alguns minutos, decidiu acionar Paulinho Bóia, Tréllez e Hernanes nos lugares de Bruno Alves, Igor Gomes e Tchê Tchê, respectivamente.

Com o time modificado, o São Paulo tentou de tudo. Mas, nem as jogadas aéreas, tampouco os chutes de fora da área tiveram endereço certo. Antes do apito final, Toró ainda teve a chance final com Toró, que, de cabeça, mandou nas mãos de Vanderlei. O Grêmio, sem nada a ver com isso, continuou organizado, com a mesma mentalidade, sem correr riscos, para assegurar a classificação a mais uma final de Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 GRÊMIO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 30 de dezembro de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa-RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Juanfran, Bruno Alves, Fernando Diniz, Toró (São Paulo); Matheus Henrique, Thaciano (Grêmio)
Cartão vermelho: Tréllez e Fernando Diniz (São Paulo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves (Paulinho Bóia) e Léo (Toró); Luan (Vitor Bueno), Daniel Alves, Gabriel Sara, Tchê Tchê (Hernanes) e Igor Gomes (Tréllez); Brenner.
Técnico: Fernando Diniz.

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz (Ferreira), Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Lucas Silva, Alisson (Thaciano) e Jean Pyerre (Darlan); Pepê (Everton) e Diego Souza (Paulo Miranda).
Técnico: Renato Gaúcho.

Deixe seu comentário