Gazeta Esportiva

Madureira abre 3 a 0, mas se acomoda e vê Maringá avançar de fase

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

15/04/15 | 18:44

O Madureira derrotou o Maringá por 3 a 1, na partida de volta da Copa do Brasil, mas não conseguiu garantir a classificação para a próxima fase da competição nacional. No primeiro jogo, a equipe paranaense fez valer o mando de campo e venceu por 2 a 0. Com o gol marcado fora de casa, o time do Paraná assegurou a sua vaga. Agora, a formação maringaense vai esperar o vencedor do confronto entre Santos e Londrina para conhecer o adversário no estágio seguinte.

O Madureira derrotou o Maringá por 3 a 1, na partida de volta da Copa do Brasil, mas não conseguiu garantir a classificação para a próxima fase da competição nacional. No primeiro jogo, a equipe paranaense fez valer o mando de campo e venceu por 2 a 0. Com o gol marcado fora de casa, o time do Paraná assegurou a sua vaga. Agora, a formação maringaense vai esperar o vencedor do confronto entre Santos e Londrina para conhecer o adversário no estágio seguinte.

A partida foi disputada na tarde desta quarta-feira, em Conselheiro Galvão. O Madureira começou a partida de forma avassaladora e marcou três gols em apenas 20 minutos. Rodrigo Pinho abriu o marcador aos seis minutos, João Carlos ampliou aos 12 e Ryan anotou o terceiro gol, com 20 jogados.

Depois de estabelecer a vantagem, a equipe do Rio de Janeiro reduziu o ritmo e permitiu a reação do time visitante. Ainda no primeiro tempo, a equipe paranaense começou a reagir na partida e deu trabalho ao goleiro Jonathan.

No segundo tempo, o Madureira se mostrou mais preocupado em administrar o resultado e permitiu que o Maringá subisse de produção. Aos 37 minutos, após boa jogada de Matheus, a zaga do Tricolor Suburbano não conseguiu afastar a bola da área e Edmar, mostrando oportunismo, colocou a bola nas redes, provocando grande frustração da torcida local.

Irritado com a perda da vantagem, Rodrigo Lindoso recebeu cartão vermelho após atingir um adversário com uma cotovelada. Por reclamação, o técnico Toninho Andrade também foi expulso e, ao final da partida, os jogadores do Madureira cercaram o árbitro para reclamar, mas de nada adiantou.

Após a decepção no Campeonato Carioca, quando perdeu a vaga nas semifinais para o Fluminense, o Madureira voltou a ser eliminado de uma competição.

Deixe seu comentário