Copa do Brasil

Arena Corinthians | 24/4/2019 - 21:30

Corinthians joga bonito, domina a Chape e avança na Copa do Brasil

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
24/04/2019 23:28:44

Em: Chapecoense, Copa do Brasil, Corinthians, Escolha do editor, Futebol

O Corinthians entrou em campo na noite desta quarta-feira, na Arena, campeão paulista e vivo em todas as competições da temporada. Faltava, porém, uma atuação como a da vitória sobre a Chapecoense, time de Série A, pressionado por ter perdido o primeiro jogo fora de casa. Com muita intensidade, bom toque de bola e performances individuais muito acima da média, o Timão fez 2 a 0 sobre os catarinenses, gols de Boselli e Mateus Vital, e avançou para a próxima fase da Copa do Brasil.

O clube, que perdera por 1 a 0 fora de casa, agora espera a definição dos outros classificados às oitavas de final para saber seu adversário, que sairá, mais uma vez, em sorteio a ser realizado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Além dos cinco times que passaram das fases iniciais, juntam-se nas oitavas os campeões da Série B, Copa do Nordeste e Copa Verde de 2018, de um lado da chave, e os oito brasileiros participantes da Libertadores da América, do outro lado.

Os comandados de Fábio Carille voltam a campo no domingo para encarar o Bahia, às 16h (de Brasília), na Fonte Nova, na abertura do Campeonato Brasileiro para a equipe. Do outro lado, Ney Franco e sua trupe terão pela frente o Internacional, às 19h (de Brasília), na Arena Condá.

Corinthians pressiona e domina

O primeiro tempo começou com o Corinthians impondo uma marcação pressão e sem deixar a Chape respirar. Boselli, sedento por um gol, saiu bastante da área para participar do jogo, mas foi dentro dela que conseguiu explodir o estádio em festa. Coroando o bom começo do time, Ralf recebeu na entrada da área e achou passe na medida para o argentino. Eduardo não conseguiu cortar nem com a cabeça nem com o pé, o centroavante matou no peito e, após o quique, fuzilou o goleiro Tiepo.

O gol não arrefeceu os ânimos dos mandantes, apoiados nas ótimas performances de Fagner e Ralf para manter o time adiantado, sem sofrer atrás. Em lindo passe rasteiro do lateral, Ramiro saiu cara a cara com Tiepo e parou em boa defesa do arqueiro. Pouco antes, em escanteio, Pedro Henrique cabeceou e parou no arqueiro rival. Sem conseguir sair de trás, a Chape passou a tomar mais tempo nas bolas paradas na tentativa de esfriar o embate.

O embate diminuiu um pouco de ritmo, mesmo com algumas bolas erguidas na área dos catarinenses, sem grandes oportunidades dali até o intervalo. Em rápida escapada, o time visitante deu um primeiro susto em Cássio quando Everaldo triscou de cabeça em longo lançamento e o goleiro praticou defesa segura. O 1 a 0, no entanto, não saiu do placar até os times descerem para o vestiário.

Carille ofensivo é premiado

Carille apostou no mesmo time para o segundo tempo, confiando na capacidade física dos atletas que decidiram o Campeonato Paulista três dias antes no mesmo estádio. Boselli, mais uma vez oportunista, quase ampliou em cruzamento de Pedrinho. Sem querer levar mais uma decisão para os pênaltis, o treinador corintiano sacou Ramiro e colocou Vagner Love. Depois, com Pedrinho cansado, deu uma chance a Mateus Vital, que não demorou a corresponder.

O jogo já começava a ganhar contornos mais dramáticos quando Fagner resolveu decidir ele mesmo. Depois de roubar bola no ataque e só pecar no passe final, ele recebeu bom passe de Clayson, cortou a marcação na linha de fundo e caiu. A torcida pediu pênalti, mas o defensor se levantou, cortou outra vez marcação e deu um chute para o meio da área. A zaga rebateu, Clayson matou no peito e a bola sobrou para Mateus Vital chutar. Amaral ainda desviou o chute que parou na rede da Chape.

O Timão perdeu inúmeras chances de ampliar, com Ralf tabelando e finalizando por cima do gol, Sornoza chutando ao lado do gol de Tiepo. A principal veio em chute de Vital defendido pelo goleiro. Clayson ficou com a sobra, Tiepo saiu e ele rolou para Love. Sem goleiro, mas com três zagueiros à sua frente, ele chutou por cima da meta.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 CHAPECOENSE

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 24 de abril de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Bins (RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno e Leirson Peng (ambos do RS)
Cartões amarelos: Fagner e Boselli (Corinthians); Eduardo e Amaral (Chapecoense)
Público: 33.582 pagantes
Renda: R$ 1.269.891,50
Gols:
CORINTHIANS: Boselli, aos 16 minutos do primeiro, e Mateus Vital, aos 25 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Michel Macedo), Manoel, Pedro Henrique e Carlos; Ralf, Ramiro (Vagner Love) e Sornoza; Pedrinho (Mateus Vital), Clayson e Boselli
Técnico: Fábio Carille

CHAPECOENSE: Tiepo; Eduardo, Gum (Vinícius), Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Elicarlos (Amaral), Régis, Campanharo e Aylon (Bruno Silva); Everaldo
Técnico: Ney Franco

Ads – Rodapé Posts




Comentários

Escalação
Corinthians

Cássio


Fágner


Pedro Henrique


Manoel


Carlos Augusto


Ralf


Ramiro


Junior Sornoza


Clayson


Pedrinho


Mauro Boselli


Vágner Love


Mateus Vital


Michel Macedo


Tec - Fábio Carille
Chapecoense

Giovanni Tiepo


Eduardo Oliveira


Gum


Douglas


Bruno Pacheco


Elicarlos


Márcio Araújo


Gustavo Campanharo


Régis


Everaldo


Aylon


Amaral


Bruno Silva


Vinicius Locatelli


Claudinei Oliveira - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores