Copa do Brasil

Arena da Baixada | 25/8/2021 - 19:0

Athletico domina o Santos em casa e abre vantagem na Copa do Brasil

Santos , SP
25/08/2021 20:51:43

Em: Athletico-PR, Copa do Brasil, Escolha do editor, Futebol, Gazeta Press, Notícias, Santos

O Athletico venceu o Santos por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada, e abriu vantagem nas quartas de final da Copa do Brasil. O gol foi marcado por Renato Kayzer, ainda no primeiro tempo.

O Furacão jogará por um empate no duelo de volta, na Vila Belmiro, marcado para o dia 14 de setembro, às 21h30. Os confrontos foram adiados em função da convocação da seleção brasileira.

O Athletico foi superior desde o início e poderia até ter vencido o Peixe por mais gols. Cheio de desfalques, o técnico Fernando Diniz optou por uma escalação sem volantes de origem e a decisão se mostrou equivocada. Na etapa final, o Santos melhorou um pouco, mas não o suficiente.

O jogo também teve polêmicas da arbitragem no segundo tempo. Kayzer tocou com o braço na bola na área, mas o pênalti para o Santos não foi marcado. Nos minutos finais, em lance muito difícil, Mingotti teve gol anulado por impedimento.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos voltará a campo para receber o Flamengo no sábado, na Vila, pela 18ª rodada. No mesmo dia, o Athletico visitará o Palmeiras, no Allianz Parque.

O JOGO

O Athletico dominou o primeiro tempo desde o início. O técnico Fernando Diniz optou por escalar o Santos sem volantes de origem, com Jean Mota e Marcos Guilherme à frente da defesa, e a escolha se mostrou errada.

Logo aos três minutos, Jader acertou a trave de fora da área. Aos 8, João Paulo fez duas boas defesas com Madson (contra o próprio gol) e depois com Nikão.

Aos 14, o Santos construiu a única jogada de perigo. A defesa atraiu o Athletico desde o tiro de meta, Lucas Braga avançou e deixou Carlos Sánchez em boas condições. Madson passou, mas o uruguaio optou pelo chute e a bola subiu demais.

Logo depois, o Furacão quase fez um golaço com Thiago Heleno, de antes do meio-campo. João Paulo deu um toquinho para escanteio. Segundos depois, em novo escanteio, Nikão cruzou, Richard desviou e Renato Kayzer só conferiu na pequena área. 1 a 0 para os donos da casa aos 16 jogados.

O Santos só assustou de fora da área, e sem muito perigo com Jean Mota. Aos 30, Sánchez teve falta frontal quase na meia-lua e bateu por cima.

No minuto 34, Nikão bateu colocado e a bola raspou a trave. Aos 40, Nikão assustou de novo. E ainda deu tempo de, aos 41, Christian finalizar bonito e João Paulo espalmar.

SEGUNDO TEMPO

No início da etapa final, Luiz Felipe sentiu um estalo no joelho direito e pediu para sair. Robson, sem atuar desde abril, entrou na partida.

Aos 13 minutos, o Santos puxou contra-ataque, Lucas Braga cruzou, Marcos Leonardo ajeitou e Sánchez, mais uma vez de fora da área, bateu com perigo.

No minuto 20, Kayzer se atrapalhou e tocou com o braço na bola dentro da área ao tentar puxar contra-ataque. A arbitragem mandou seguir e não reviu o lance no VAR.

O Athletico diminuiu o ritmo e viu o Santos equilibrar as ações, mas não o suficiente para conseguir o empate. O Furacão controlou o jogo, confirmou a vitória por 1 a 0 e ainda poderia ter ampliado aos 38 minutos, quando Mingotti recebeu de Pedro Rocha e acertou o ângulo de João. O lance foi anulado por impedimento e o VAR não disponibilizou a imagem.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 1 x 0 SANTOS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de agosto de 2021, quarta-feira
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (Fifa-RJ)
Cartões amarelos: Athletico: Richard. Santos: Wagner Palha

GOL
Athletico: Renato Kayzer, aos 16 minutos do 1T

ATHLETICO-PR: Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Erick), Christian (Fernando Canesin) e Terans (Mingotti); Nikão, Jader (Léo Cittadini) e Renato Kayzer (Pedro Rocha)
Técnico: António Oliveira.

SANTOS: João Paulo; Madson, Luiz Felipe (Robson), Wagner Palha e Felipe Jonatan; Jean Mota (Raniel), Carlos Sánchez (Ângelo), Gabriel Pirani (Ivonei) e Marcos Guilherme; Lucas Braga e Marcos Leonardo
Técnico: Fernando Diniz.

Ads – Rodapé Posts




Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores