Liga Alemã desiste de vender parte da Bundesliga após protestos - Gazeta Esportiva
Liga Alemã desiste de vender parte da Bundesliga após protestos

Liga Alemã desiste de vender parte da Bundesliga após protestos

Gazeta Esportiva

Por Redação

21/02/2024 às 15:41

São Paulo, SP

Nesta quarta-feira, a Liga Alemã de Futebol (DFL) decidiu abandonar seus planos de vender parte das receitas e direitos de mídia para um investidor externo. Após inúmeros protestos das torcidas alemãs, a organização anunciou que não quis prosseguir com o acordo.

O "investidor externo" em questão seria a CVC, que compraria 20 anos das receitas de transmissão e patrocínio das duas primeiras divisões do futebol alemão em troca de um pagamento adiantado. Os clubes alemães aprovaram a possível compra em dezembro e, desde então, as torcidas têm protestado veementemente.



No início, os torcedores estendiam faixas contra a venda. Depois, começaram a atirar objetos no gramado, principalmente bolas de tênis e moedas falsas, forçando o jogo a ser paralisado. Isso acontecia várias vezes ao longo da partida e dificultava seu andamento. Torcedores também já utilizaram veículos de controle remoto e, em um caso, prenderam cadeados de bicicleta às traves.

Hans-Joachim Watzke, porta-voz do comitê executivo da DFL e CEO do Borussia Dortmund, falou sobre esse recuo e desistência do processo de venda:

"Tendo em vista os desenvolvimentos atuais, uma continuação bem-sucedida do processo não parece mais possível. Mesmo que haja uma grande maioria a favor da necessidade empresarial da parceria estratégica, o futebol profissional alemão está no meio de um teste crucial, que está a causar grandes disputas não só dentro da associação da liga entre os clubes, mas em alguns casos também dentro dos clubes (...) que comprometem cada vez mais as operações dos jogos, os calendários específicos dos jogos e, portanto, a integridade da competição."


Conteúdo Patrocinado