Futebol/Brasileiro Série C

Operário e Cuiabá empatam em jogo de seis gols na final da Série C

São Paulo , SP
16/09/2018 17:37:56

Em: Brasileiro Série C, Futebol

Operário e Cuiabá protagonizaram uma bela decisão de Série C do Campeonato Brasileiro neste domingo, no Estádio Germano Kruger. O Fantasma fez um belo primeiro tempo, abriu uma vantagem interessante, mas foi mal na etapa final, sofrendo a virada. Ainda assim, reuniu forças para conseguir pelo menos o empate em 3 a 3. Agora, as equipes jogam a partida de volta para saber quem levará o título.

Dione e Erick mararam para o Operário. Em pouco mais de 20 minutos, o Cuiabá conseguiu a virada, com tentos anotados por Marino, duas vezes e Jenilson. No entanto, já no final, a equipe da casa de tanto persistir empatou com Robinho

Após o apito final, os jogadores protagonizaram uma briga generalizada bem próximo da arquibancada lateral. Foi necessária a entrada da Polícia Militar para acalmar os ânimos dos atletas, que depois de um tempo acabou.

A grande final da Série C está marcada para o próximo sábado às 19h00 (horário de Brasília), na Arena Pantanal. Gols marcados fora de casa não são critérios de desempate na competição.

Operário e Cuiabá duelaram neste domingo pela primeira decisão da Série C (Foto: José Tramontim/OPEC)

Operário joga bem e abre boa vantagem

Logo nos primeiros segundos de partida, o Fantasma abriu o placar. Dione recebeu de Peixoto e chutou cruzado, a bola ainda carimbou a trave antes de entrar. O ritmo dos mandantes seguia intenso, enquanto o time mato-grossense não passava do meio-campo.

Aos poucos, o Cuiabá foi tentando pressionar, nas cabeçadas de João Carlos e Marino. No entanto, em belo contra-ataque armado pelo Operário, em boa jogada de Cleyton no meio, Danilo Baiá cruzou na cabeça de Erick, que deslocou o goleiro.

Antes do final dos primeiros 45 minutos, Adriano Pardal por pouco não descontou em cabeçada. Assim, a primeira etapa fechou em 2 a 0 para o time da casa.

Cuiabá aproveita apagão vira o jogo, mas sofre o empate

No retorno da etapa complementar, os visitantes descontaram aos três minutos; Eduardo Ramos cruzou, Jenilson faz o pivô e Marino bateu colocado de fora da área, colocando fogo na partida.

O gol empolgou os visitantes, e deu um apagão no Fantasma, que sofreu dois gols em três minutos. Na cobrança de escanteio, e disputa o alto, Marino tirou de Simão e completou para as redes. Na sequência, Eduardo Ramos fez o cruzamento e Jenilson por trás da marcação marcou o tento da virada.

Se no primeiro tempo, o Operário estava muito bem, no segundo se perdeu completamente. Ainda mais depois dos dois gols anotados pelo Cuiabá. Assim, os paranaenses sequer pressionavam o adversário, que por sua vez, se defendia muito bem.

Aos 32 minutos, o Fantasma tentou com Cleyton em cobrança de falta da intermediária, mas o goleiro Victor Souza voou e espalmou a bola. O time acordou, mas mesmo assim, não conseguiu marcar o gol de empate, apesar da pressão.

O abafa surtiu efeito e aos 45 minutos, o time conseguiu a igualdade. Robinho aproveitou a sobra da zaga, e da entrada da área arriscou, a bola ainda desviou em Ednei e morreu na rede. E assim, o jogo acabou em um 3 a 3 eletrizante.