Vivendo momentos diferentes, Boa e CRB se enfrentam em Varginha

São Paulo, SP

02-10-2015 20:00:13

Há três meses no cargo de treinador do Boa Esporte, Nedo Xavier precisa urgentemente recuperar o bom futebol da equipe apresentado nas primeiras partidas em que ele comandou o clube do Sul de Minas na Série B. Mais do que isso. Precisa que seus comandados comecem a somar vitórias nesta reta final da competição. E é exatamente com este pensamento que o time boveta recebe o CRB, neste sábado, às 16h30 (de Brasília), no estádio municipal de Varginha.

Nos cinco primeiros jogos do Boa Esporte com Nedo Xavier no comando, o time mineiro alcançou três vitórias, um empate e uma única derrota, em um aproveitamento que fez a equipe deixar a zona de rebaixamento por algumas rodadas. No entanto, após a boa sequência inicial, a equipe boveta entrou “em parafuso” e já não vence na Série B há nove partidas, acumulando oito derrotas consecutivas.

Na 18ª colocação e a oito pontos do Macaé, primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Boa tem dez rodadas para mudar totalmente seu panorama na Série B. Para o jogo diante do CRB, tempo de preparação não faltou, já que o time mineiro entrou pela última vez na competição na derrota por 2 a 1 para o Bragantino, na terça-feira da semana passada.

Além de dar mais tempo para o técnico Nedo Xavier pôr ordem na casa, a folga na tabela permitiu que jogadores que estavam no departamento médico se recuperassem de lesão. Sem jogadores suspensos, a expectativa da comissão técnica é contar com força máxima contra o CRB.

“Nós já temos um grupo bastante limitado e tivemos problemas de contusão, então estamos tentando recuperar todos esses jogadores. Jogadores fundamentais, (como) o Chapinha, o Felipe (Alves), o próprio Raphael (Silva). Então, acredito que todos estarão à disposição para o jogo de sábado”, destacou Nedo Xavier.

Com contrato renovado na última quinta, Mazola Júnior tem dúvidas para a partida contra o Boa (Douglas Silva/CRB)
Com contrato renovado na última quinta, Mazola Júnior tem dúvidas para a partida contra o Boa (Douglas Silva/CRB)

Se o Boa busca se recuperar na tabela, um bom exemplo a seguir é o próprio CRB. Antes bastante ameaçado pela zona de rebaixamento, o clube alagoano conquistou duas vitórias nas últimas três rodadas, subindo para a 11ª posição e abrindo 11 pontos em relação ao grupo dos quatro últimos colocados.

Ainda correndo certo risco, o Galo não quer parar por aí. Mas para manter a boa fase, o time alagoano pode não ter Zé Carlos, artilheiro da Série B, neste sábado. Desgastado pela sequência de jogos, o centroavante pode ser poupado diante do Boa.

Além da dúvida no ataque, o técnico Mazola Júnior pode ter mudanças na zaga, uma vez que o Gabriel será julgado pelo STJD pelo cartão vermelho recebido contra o ABC, na 25ª rodada. Caso receba mais um jogo de suspensão, o defensor abre espaço para o zagueiro Diego Jussani que, empolgado pela invencibilidade de cinco partidas da equipe, não descarta a possibilidade de o CRB brigar pelo G4.

“Essa invencibilidade é uma coisa boa, mas precisamos ganhar fora de casa. Nos próximos 10 jogos temos confrontos muito importantes, confrontos diretos com pessoal lá de cima e vamos ver. Se derem uma brecha, a gente vai chegar. Com duas vitórias a gente chega a 46 pontos, não cai mais e aí faltam oito rodadas. Matematicamente você ainda tem chance e tem que ficar motivado com a possibilidade de acesso”, observou.

FICHA TÉCNICA

BOA ESPORTE-MG X CRB-AL

Local: estádio municipal de Varginha (MG)
Data: 3 de outubro de 2015 (sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (asp.FIFA-RS)
Assistentes: Edson Glicério dos Santos (CBF-ES) e Ramires Santos Cândido (CBF-ES)

BOA ESPORTE: Douglas; Wendel, Patrick (Raphael Silva), Everton Sena e Bruno Felipe; Léo Baiano, Gabriel Dias, Moacir e Chapinha; Wilson Júnior e Felipe Alves (Tadeu)
Técnico: Nedo Xavier

CRB: Júlio César; Bocão, Audálio, Diego Jussani (Gabriel) e Pery; Glaydson Almeida, Somália, Clebinho e Cañete; Maxwell e Zé Carlos (Danilo Bueno)
Técnico: Mazola Júnior

Deixe seu comentário