Brasileiro Série B

Serra Dourada | 13/10/2018

Vila Nova vence Boa Esporte e segue sonhando com acesso

13/10/2018 18:22:32

Em: Boa Esporte, Brasileiro Série B, Vila Nova-GO

O Vila Nova mantém viva a esperança de conseguir uma vaga na elite do futebol nacional em 2019. Neste sábado, contando com o apoio da torcida no Serra Dourada, o time venceu o lanterna Boa Esporte por 2 a 0, gols marcados por Wesley Matos e Alan Mineiro. Com o resultado, a equipe alcançou os 48 pontos, e ocupa a quinta colocação da Série B do Campeonato Brasileiro.

Jogando em casa, o Vila no primeiro tempo dominou todas as ações, e conseguiu abrir o placar, em cabeçada de Wesley Matos. Com o tento, administrou bem a vantagem mínima, sem correr qualquer susto do frágil e inofensivo ataque do time de Varginha.

Em contrapartida, na etapa final, os goianos levaram certo sufoco, mas aos 20 minutos liquidaram a fatura, com gol de pênalti assinalado por Alan Mineiro, que chegou aos nove gols na Série B deste ano. Na reta final, os mineiros se mandaram para o ataque, mas nada que ameaçasse a melhor defesa do campeonato.

A próxima partida do Tigre será no próximo sábado contra o Juventude às 16h30 (horário de Brasília), no Serra Dourada. Já o Boa receberá o Guarani, na mesma data e horário, no estádio Melão.

Vila venceu o Boa Esporte e segue na luta pelo acesso (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)

Vila domina, abre o placar e controla o jogo

Tocando a bola em busca de espaços e sem pressa, o Vila assustou aos 13 minutos. Mateus Anderson chutou colocado, mas mandou pela linha de fundo. Três minutos depois, o time conseguiu abrir o marcador. Alan Mineiro cobrou escanteio e Wesley Matos sobe mais que a defesa adversária e mandou para o fundo das redes.

O Tigre seguia dominando o jogo, e chegou ao segundo tento. Anderson Luís cruzou, Elias mandou de cabeça, mas a arbitragem assinalou impedimento. Mesmo assim, a partida seguia sob o comando dos donos da casa, que optaram por desacelerar o ritmo do confronto logo depois do 1 a 0.

De morto em campo, os mineiros passaram a atacar. Após cobrança de escanteio, Douglas Baggio, principal destaque individual da equipe cabeceou à queima-roupa, mas Rafael Santos fez grande defesa, evitando o empate.

Com o ritmo lento, devido especialmente ao forte calor em Goiânia, o Boa chegou mais uma vez com perigo aos 39 minutos. Daniel Cruz recebeu em condições de marcar, mas caiu e protagonizou uma cena patética no Serra Dourada. Antes do apito final no primeiro tempo, Alan Mineiro mandou uma bomba, e obrigou Fabrício a fazer boa defesa.

Boa evolui, mas Tigre define a partida

Na etapa complementar, o time de Varginha buscava o empate. Bruno Tubarão chutou bonito de fora da área, e Rafael Santos fez outra boa intervenção, ajudando os goianos. A equipe da casa respondeu com Alan Mineiro em finalização de fora da área, mandando por cima do gol de Fabrício.

A equipe mineira melhorou muito no segundo tempo, e com a necessidade de somar os três pontos continuava pressionando. Após boa jogada pela direita, a bola sobrou limpa para Kaio Cristian, mas o jogador pegou mal na bola e perdeu a chance mais clara do Boa Esporte na partida.

Aos 20 minutos, o árbitro assinalou pênalti a favor do Vila Nova. O zagueiro Rafael Jensen deu carrinho dentro da área, derrubando Mateus Anderson. Na cobrança, Alan Mineiro, ex-Corinthians não perdoou e mandou para o gol, ampliando o placar e praticamente definindo o confronto.

Para manter a dignidade, o Boa tentou diminuir com Cloves de letra, após o cruzamento de Thallyson, mas acabou mandando fraco, facilitando a defesa de Rafael Santos. Na sequência, o atacante William Barbio acabou sendo expulso, após fazer falta dura no goleiro do Vila.

Com o placar definido, o Vila Nova passou a controlar com mais tranquilidade o rival. Alan Mineiro teve outra boa chance, mas parou em Fabrício. Assim, a vitória acabou sendo por 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 2 X 0 BOA ESPORTE

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 13 de outubro de 2018, sábado
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Auxiliares: Diogo Carvalho Silva e Gabriel Conti Viana, ambos do Rio de Janeiro (RJ)
Público:
Renda:
Cartões amarelos:
Moacir e Wesley Matos (Vila Nova); William Barbio, Djavan, Rafael Jensen e Juninho Potiguar (Boa Esporte)
Cartão vermelho:
William Barbio (Boa Esporte)
Gols:

VILA NOVA: Wesley Matos aos 16 minutos do primeiro tempo e Alan Mineiro aos 21 minutos do segundo tempo.

VILA NOVA: Rafael Santos; Anderson Luis (Maguinho), Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Moacir, Washington, Mateus Anderson e Alan Mineiro; Elias (Rafael Silva) e Vinícius Leite.
Técnico: Hemerson Maria

BOA ESPORTE: Fabrício; Gabriel Arantes (Thallyson), Rodrigão, Rafael Jensen e Kaio Cristian; Djavan, Cloves e Bruno Tubarão (Manoel); William Barbio, Douglas Baggio e Daniel Cruz (Juninho Potiguar).
Técnico: Tuca Guimarães