Futebol/Campeonato Brasileiro Série B

Luverdense bate o CRB em casa e chega a seis jogos invicto

São Paulo , SP
17/10/2015 22:52:55

Em: Brasileiro Série B, CRB, Futebol, Luverdense

O Luverdense segue em ótima fase na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, a equipe mato-grossense venceu o CRB por 2 a 0, no Estádio Passo das Emas, pela 31ª rodada, e chegou a seis jogos invicto na competição. São cinco vitórias e um empate desde a 25ª rodada, quando o time foi derrotado pela última vez, pelo Santa Cruz.

Com o resultado, o Luverdense vai a 48 pontos, assume a oitava posição na tabela e fica a apenas três unidades do G4. Para manter a sequência positiva, a equipe alviverde visita o Bragantino, no interior paulista, nesta terça-feira.

O CRB, por sua vez, também vinha em boa sequência, e não perdia havia sete jogos (quatro vitórias e três empates), mas, com o revés deste sábado, fica estacionado nos 43 pontos, ocupando a 11ª posição. Na próxima rodada, recebe o Vitória no Estádio Rei Pelé, em partida que acontece no sábado que vem (dia 24).

O jogo – Os donos da casa começaram trocando passes e buscando o campo de ataque em Lucas do Rio Verde. Tanto que, antes dos dez minutos, dois jogadores do CRB receberam cartões amarelos por faltas cometidas em seu campo de defesa: o lateral Bocão, que cumpre suspensão automática na próxima partida, e o zagueiro Diego Jussani.

A primeira boa chance de gol da partida, então, saiu do ataque mandante. Aos 17 minutos, após cobrança de escanteio de Paulinho, Luiz Otávio ganhou da defesa pelo alto e cabeceou, tirando tinta da trave adversária. O Galo respondeu em seguida com Diego Jussani, que cabeceou forte após cruzamento de Clebinho e parou em ótima defesa do goleiro Edson.

Apesar do início melhor do Luverdense, o equilíbrio entre as duas equipes deu o tom de todo o resto da primeira etapa. Aos 36 minutos, Zé Carlos recebeu na área e, cara a cara com o arqueiro oponente, bateu para a defesa de Edson. Em seguida, foram os donos da casa que assustaram em bomba de fora da área de Ricardo, que exigiu boa defesa de Júlio César.

O segundo tempo também começou movimentado. Logo aos dois minutos, Diego Jussani chutou forte em cobrança de falta frontal e viu a bola explodir na trave adversária. Os mandantes “acordaram” após o lance e partiram para cima, até que abriram o placar na marca dos oito minutos. Alípio recebeu bom passe de Lucas Fernandes, invadiu a área e bateu na saída do goleiro para balançar as redes no Passo das Emas.

O Luverdense, então, procurou segurar a posse de bola no campo de ataque e criar jogadas que possibilitassem o segundo gol. O CRB, por sua vez, tentou partir para cima com a entrada do atacante Ricardinho no lugar do meio-campista Danilo Bueno. Assim, a equipe visitante levou muito perigo à meta mato-grossense aos 17 minutos, quando Zé Carlos completou cruzamento de Ricardinho e Edson precisou fazer uma bela defesa para impedir o gol.

Tocando melhor a bola, o time da casa aumentou sua vantagem aos 28 minutos. Após cruzamento vindo do lado direito, o zagueiro Gabriel tentou cortar e chutou contra a própria meta, exigindo defesa do goleiro Júlio César. Mas Tozin apareceu para aproveitar o rebote e marcar o terceiro da equipe mandante. O Alviverde, então, reteve a posse de bola e controlou o jogo até o apito final.

FICHA TÉCNICA
LUVERDENSE 2 X 0 CRB

Local: Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT)
Data: 17 de outubro de 2015, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa e Marcus Vinícius Gomes (ambos de MG)
Cartões amarelos: Raul Prata, Ricardo e Alípio (Luverdense); Bocão e Diego Jussani (CRB)
Gols:
LUVERDENSE: Alípio, aos 8 e Tozin, aos 26 minutos do segundo tempo

LUVERDENSE: Edson Kolln; Raul Prata, Luiz Otávio, Everton e Paulinho; Diego Rosa, Ricardo (Júlio Terceiro), Calyson (Adriano da Matta) e Lucas Fernandes (Rafael Tavares); Alípio e Tozin
Técnico: Júnior Rocha

CRB: Júlio César; Bocão, Diego Jussani, Gabriel e Pery; Glaydson Almeida, Somália (Leandro Brasília), Gerson Magrão, Danilo Bueno (Ricardinho) e Clebinho (Maxwell); Zé Carlos
Técnico: Mazola Júnior