Brasileiro Série B

Estádio Brinco de Ouro da Princesa | 04/09/2018

Futebol/Brasileiro Série B

Guarani perde para o Goiás em casa e segue fora do G4

São Paulo , SP
04/09/2018 21:09:41 — 04/09/2018 23:45:55

Em: Brasileiro Série B, Futebol, Goiás, Guarani

Nesta terça-feira, Guarani e Goiás fizeram um confronto direto pela Série B do Campeonato Brasileiro. A partida aconteceu no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, com vitória do Esmeraldino por 2 a 0, gols anotados por Lucão e Caíque Sá. O resultado foi importante para a equipe comandada por Ney Franco, que chegou aos 42 pontos e se consolida cada vez mais na briga por uma vaga na elite do futebol brasileiro.

O clube campineiro por sua vez, perdeu a chance de entrar no G4 pela primeira vez. Jogando em casa, o time de Umberto Louzer fez belo primeiro tempo. No entanto, deu espaços para os contra-ataques do adversário, que foram mortais. A situação para subir fica complicada, pois o Bugre estaciona nos 37 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Guarani pega o CRB, fora de casa, na sexta-feira. Na mesma data, os goianos enfrentam o Boa Esporte, em Varginha.

Bugre domina, mas Goiás sai na frente

No começo da partida, os donos da casa começaram a pressionar. Logo aos três minutos, Bruno Mendes teve boa chance em cabeçada após cobrança de escanteio de Rafael Longuine. A pressão guia, e dessa vez, o camisa 10 finalizou, o goleiro Marcos bateu roupa, mas pegou firme.

O Guarani tocava a bola em busca de espaços, enquanto o time comandado por Ney Franco se defendia muito bem, e explorava os contra-ataques. O início do jogo era muito bom em Campinas. Aos 15, Longuine bateu falta, e Marcos espalmou. No rebote, Bruno Mendes parou no goleiro mais uma vez. Na sequência, Matheus Oliveira arriscou com a canhota, mas, mais uma vez, o arqueiro interviu.

No entanto, o Bugre acabou protagonizando uma das máximas do futebol. Quem não faz, toma: aos 29 minutos, o Verdão escapou em alta velocidade, e após cruzamento rasteiro, a zaga não cortou, e Lucão livre mandou para as redes, anotando seu 11º gol na Série B, tornando-se artilheiro isolado da Série B.

O gol empolgou os visitantes, que na sequência, quase ampliaram. Em excelente contra-ataque, Ernandes tentou duas vezes, em ambas parou no goleiro Agenor. Na terceira tentativa, o lateral-esquerdo acertou o travessão. O time de Campinas seguia buscando o seu tento. Matheus Oliveira arrancou, tinha opções, mas tentou sozinho e mandou por cima.

Na reta final do primeiro tempo, a tônica do jogo era com o Guarani aumentando o volume de jogo e pressionando. Bruno Xavier arriscou direto um chute cruzado, mas Marcos defendeu mais uma vez. O goleiro do Goiás era o nome do jogo.

Esmeraldino volta melhor e liquida a fatura

Na etapa complementar, o Goiás quase liquidou a fatura em um contra-ataque. Rafinha rolou para Caíque Sá, que bateu, mas Agenor defendeu. Na sobra, Lucão acabou sendo travado por Fabrício.

A equipe esmeraldina era superior no segundo tempo, e em mais um contra-golpe, Renato Cajá finalizou de primeira, Agenor defendeu sem grandes problemas. Na sequência, foi a vez de Giovanni tentar, mas isolou.

O Guarani só foi chegar pela primeira vez com relativo perigo aos 30 minutos, com Rafael Longuine, que recebeu belo cruzamento de Fabrício, mas acabou desperdiçando ao errar o cabeceio, perdendo assim, uma chance preciosa.

Finalmente aos 37 minutos, os comandados de Ney Franco mataram o confronto. Caíque Sá apareceu com liberdade na intermediária e mandou de canhota. Mesmo não sendo um chute possante, foi preciso, passando por Agenor e morrendo nas redes.

Depois do segundo gol, a torcida do Guarani começou a xingar alguns jogadores, enquanto o Goiás estava bem tranquilo, e quase ampliou com Júnior Viçosa, que acertou a trave. Os visitantes seguiram até o apito final tocando a bola com tranquilidade e administraram a vitória fundamental pelo placar de 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 0 X 2 GOIÁS

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa
Data: 04 de setembro de 2018
Horário: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e Paulo de Tarso Bregalda Gussen, ambos da Bahia
Público: 2.781 pagantes
Renda:
R$ 38.092,00
Cartões amarelos:
Bruno Xavier, Willian Oliveira, Rafael Longuine e Bruno Mendes (Guarani); Giovanni, David Duarte, Lucão e Caíque Sá (Goiás)
Cartão vermelho:
Gols:
GUARANI:
GOIÁS: 
Lucão aos 29 minutos do primeiro tempo e Caíque Sá aos 37 minutos do segundo tempo.

GUARANI: Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Pará; William Oliveira (Rondinelly), Ricardinho, Matheus Oliveira (Marcão) e Rafael Longuine; Bruno Xavier (Jefferson Nem) e Bruno Mendes.
Técnico: Umberto Louzer

GOIÁS: Marcos; Caíque Sá, David Duarte, Edcarlos e Ernandes; Gilberto, Giovanni e Renato Cajá (João Afonso); Rafinha (Maranhão), Michael e Lucão (Júnior Viçosa).
Técnico: Ney Franco