Brasileiro Série B

Brinco de Ouro da Princesa | 13/5/2019 - 20:0

Futebol/Brasileiro Série B

Em jogo cheio de falhas, Guarani vence o Vitória e acaba com jejum

São Paulo , SP
13/05/2019 22:02:38 — 13/05/2019 23:06:41

Em: Brasileiro Série B, Futebol, Guarani, Notícias, Vitória
Jogadores do Guarani comemorando terceiro gol contra o Vitória (Foto: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube)

Na partida que fechou a terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani venceu o Vitória nesta segunda-feira, pelo placar de 3 a 2, no Brinco de Ouro, e deu fim a um jejum de oito partidas sem vencer. O jogo foi marcado por muitas falhas de ambos os times e decidido por dois gols seguidos do clube de Campinas no começo do segundo tempo. Diego Cardoso, Mateusinho e Arthur Rezende marcaram para os mandantes, enquanto Neto Baiano e Everton Sena fizeram para o rubro-negro.

Com o resultado, o Guarani conquista sua primeira vitória no campeonato e salta para a décima posição, com quatro pontos. O Vitória, por sua vez, desce para o 12º lugar, com apenas três pontos. Os baianos ainda não conseguiram somar pontos fora de Salvador e perderam sua segunda partida como visitantes justamente no dia em que o clube completa 120 anos.

Pela quarta rodada da segunda divisão, o Bugre visita o Paraná, no Durival de Britto, em partida marcada para o próximo sábado (18), às 16h30 (de Brasília). Já o Vitória recebe o São Bento no Barradão, no mesmo dia e horário.

O jogo

A partida começou com grande chance do Guarani, logo no primeiro minuto. Arthur Rezende cobrou falta na entrada da área e Ferreira cabeceou, exigindo grande defesa de Caíque. Aos 12 minutos, mais uma boa chegada do Bugre, dessa vez com Xandão. O zagueiro aproveitou cobrança de escanteio de Mateusinho e mandou para fora de cabeça.

Porém, um minuto depois, uma falha de Inácio criou perigo para a defesa do Guarani. O lateral perdeu a bola para Felipe Garcia no lado esquerdo, o atacante cruzou rasteiro para Neto Baiano, que tentou, mas não alcançou.

Aos 29 minutos, mais um erro da defesa do clube campineiro, mas, dessa vez, o Vitória não desperdiçou. Giovanni cobrou tiro de meta curto para Xandão, porém o zagueiro dominou errado e perdeu a bola para Felipe Garcia. Neto Baiano aproveitou a sobra e mandou para o gol, abrindo o placar no Brinco de Ouro.

Cinco minutos depois, foi a vez de um jogador rubro-negro falhar. Lenon cruzou na área e a bola desviou em Everton Sena, ficando fácil para o goleiro Caíque. O arqueiro, no entanto, deixou escapar, sobrando limpa para Diego Cardoso empatar para os donos da casa.

A resposta do Vitória veio com Everton Sena, que cabeceou após cobrança de falta de Andrigo, mas jogou para fora do gol. O empate permaneceu até o final da primeira etapa.

Na volta do intervalo, o Guarani quase virou a partida em um chute de longe de Ricardinho, mas Caíque, de mão trocada, fez uma bela defesa e evitou o segundo gol dos mandantes. O Vitória também tentou com Matheus Rocha, que recebeu de Andrigo e chutou bonito, mas parou em Giovanni.

Contudo, quem tirou a igualdade do placar foi o Bugre, com dois gols em um intervalo de três minutos. Aos sete, Inácio fez ótima jogada pela esquerda e cruzou para a área. A bola resvalou em Capa e sobrou para Mateusinho mandar para o fundo das redes e colocar o Guarani na frente. Aos nove minutos, Ricardinho rolou para Arthur Rezende, que chutou de primeira e contou com o desvio da defesa do clube baiano para ampliar o placar.

No último minuto do tempo normal, o Vitória ainda conseguiu diminuir com Everton Sena, de cabeça, mas os esforços não foram suficientes para chegar ao empate.

FICHA TÉCNICA
GUARANI X VITÓRIA

Local: Brinco de Ouro, Campinas (SP)
Data: Segunda-feira, 13 de maio
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Marcus Vinicius Gomes (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)
Cartões amarelos: Ferreira, Arthur Rezende, Deivid Souza (Guarani); Ruan Levine, Nickson (Vitória)
Gols: Diego Cardoso, aos 34 minutos do primeiro tempo; Mateusinho, aos 7 minutos do segundo tempo; Arthur Rezende, aos 9 minutos do segundo tempo (Guarani); Neto Baiano, aos 29 minutos do primeiro tempo; Everton Sena, aos 44 minutos do segundo tempo (Vitória)

GUARANI: Giovanni; Lenon, Ferreira, Xandão e Inácio; Deivid, Ricardinho e Arthur Rezende; Eder Luis (Felipe Amorim), Diego Cardoso (Renan) e Mateusinho (Deivid Souza).
Técnico: Evandro Guimarães

VITÓRIA: Caíque; Matheus Rocha, Everton Sena, Victor Ramos e Capa; Léo Gomes (Rodrigo Andrade), Gabriel Bispo e Andrigo (Nickson); Ruan Levine, Felipe Garcia (ítalo) e Neto Baiano.
Técnico: Cláudio Tencati

Ads – Rodapé Posts




Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escalação
Guarani

Giovanni


Lenon


Ferreira


Xandão


Inácio


Deivid


Ricardinho


Arthur Rezende


Eder Luís


Mateusinho


Diego Cardoso


Deivid Souza


Felipe Amorim


Renazinho


Tec - Evandro Guimarães
Vitória

Caíque


Matheus Rocha


Victor Ramos


Everton Sena


Capa


Gabriel Bispo


Léo Gomes


Ruan Levine


Andrigo


Felipe Garcia


Neto Baiano


Nickson


Italo


Rodrigo Andrade


Cláudio Tencatti - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores