Brasileiro Série B

Orlando Scarpelli | 24/07/2018

Futebol/Brasileiro Série B

Em confronto direto pelo G4, Figueirense bate o Vila Nova

São Paulo , SP
24/07/2018 21:05:01

Em: Brasileiro Série B, Figueirense, Futebol, Vila Nova-GO

Nesta terça-feira, Figueirense e Vila Nova se enfrentaram pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Em uma partida movimentada, melhor para os donos da casa que venceram por 2 a 1. Os gols foram anotados por Cleberson e Patrick; Maguinho diminuiu para o Tigre.

A partida acabou sendo bem equilibrada. Quando tinha o controle do jogo, os visitantes acabavam sofrendo os gols. O mesmo aconteceu do outro lado. Quando a coisa parecia resolvida, o gol do Vila deu ânimo à partida, e assim, o Figueirense sofreu um calor até o apito final.

Com o resultado, os comandados de Milton Cruz chegaram ao G4 da competição, independente dos outros resultados, com 28 pontos ganhos. O Vila Nova, chega à segunda partida sem vitória, e já começa a mostrar uma queda na briga por uma vaga na elite do futebol nacional. No entanto, pode sair das primeiras colocações, e soma 27 pontos.

O próximo jogo do Figueira será na próxima sexta-feira contra o Paysandu, no Curuzu às 21h30 (horário de Brasília). O Tigre joga fora de casa às 19h00, no sábado, dia 28, diante do Criciúma, no Heriberto Hulse.

Figueirense bateu o Vila Nova em Florianópolis (Foto: FFC)

O jogo – A partida começou equilibrada no Orlando Scarpelli, com as duas equipes buscando o gol. Aos cinco minutos, o Figueirense balançou as redes. Em escanteio cobrado, o zagueiro Cleberson cabeceou para o fundo das redes e abrindo o placar.

O Vila respondeu na sequência com Mateus Anderson, mas Dênis salvou. O goleiro seguia inspirado. Em chute de Alan Mineiro, o ex-São Paulo espalmou para escanteio.

Impressionava o domínio da equipe visitante. Logo na sequência, Moacir recebeu e bateu cruzado, mas em cima do arqueiro do rival. O time goiano já fazia por merecer a igualdade, mas esbarrava na ótima partida feita por Dênis, até o momento.

Depois de tanto pressionar, o Tigre pagou caro por não ter marcado. Levou o segundo tento. Em contra-ataque de almanaque, Maikon Leite cruzou na cabeça de Patrick, que ampliou o marcador em favor dos donos da casa. Depois, o time conseguiu administrar a vantagem no primeiro tempo, que acabou em 2 a 0.

A etapa complementar começou com pressão da equipe comandada por Hemerson Maria. Em bela jogada de Alex Henrique, que havia acabado de entrar, Reis chegou batendo de primeira. A bola passou raspando.

O Figueira seguia apostando nos contra-ataques e erros do adversário. Juninho, que havia acabado de entrar no lugar de Maikon Leite deu o cartão de visitas fazendo boa jogada e batendo com a perna esquerda. A redonda passou à esquerda da meta do Vila, em um chute venenoso. Na sequência, Gustavo Ferrareis arriscou de fora da área, e acertou a trave.

Porém, o Tigre conseguiu diminuir a vantagem do adversário. Em bolçada para a área, a defesa não cortou bem, e o lateral-direito Maguinho apareceu bem para dominar e bater no canto direito de Dênis. O gol dava sobrevida aos goianos no jogo.

Mesmo com o gol, os goianos erravam muitos passes, o que dificultava para criarem jogadas em busca do empate. A equipe comandada por Milton Cruz, por sua vez, se defendia e buscava segurar os preciosos três pontos.A chance mais clara do Vila Nova foi aos 34 minutos. Anderson Cavalo recebeu, girou em cima da marcação de dois zagueiros e bateu cruzado. Alex Henrique acabou chegando atrasado e não conseguiu balançar as redes.

A reta final, o Tigre ensaiou uma pressão, cercou a área adversária, mas não conseguiu marcar o gol de empate, e voltou a conhecer o caminho das derrotas. O resultado final de 2 a 1, pode tirar a equipe do G4.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 2 X 1 VILA NOVA

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 24 de julho de 2018, terça-feira
Horário: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Souza (PI)
Assistentes: Thyago Costa Leitão e Rogério de Oliveira Braga, ambos do Piauí
Público: 2.227
Renda:
R$ 46,960,00
Cartões amarelos:
Diego Renan e Henan (Figueirense); Nhaylor (Vila Nova)
Cartões vermelhos:
Gols:
FIGUEIRENSE:
Cleberson aos cinco e Patrick aos 29 minutos do primeiro tempo.
VILA NOVA: 
Maguinho aos 26 minutos do segundo tempo.

FIGUEIRENSE: Dênis; Diego Renan, Cleberson, Eduardo Bauermann, Henrique Trevisan; Zé Antônio, Patrick (Kauê), Gustavo Ferrareis, Renan Mota; Henan (André Luis) e Maikon Leite (Juninho).
Técnico: Milton Cruz

VILA NOVA: Mateus Pasinato; Maguinho, Naylhor, Diego Giaretta, Hélder; Moacir, Wellington Reis, Alan Mineiro; Mateus Anderson (Alex Henrique), Reis (Elias) e Ramon (Anderson Cavalo).
Técnico: Hemerson Maria