Brasileiro Série B

Orlando Scarpelli | 12/06/2018

Denis fecha o gol, Figueirense vence e assume vice-liderança

São Paulo , SP
12/06/2018 22:29:03 — 12/06/2018 22:52:58

Em: Brasileiro Série B, Escolha do editor, Figueirense, Futebol, Sampaio Corrêa

O Figueirense assumiu provisoriamente a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro durante a noite desta terça-feira. No dia de seu 97º aniversário, o time catarinense contou com um Denis inspirado para presentear a torcida que compareceu ao Orlando Scarpelli com uma sofrida vitória por 1 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, em duelo válido pela 11ª rodada do torneio nacional.

Com 20 pontos ganhos, três a menos que o líder Fortaleza, o Furacão alcançou o segundo lugar, mas pode perdê-lo caso CSA e Avaí vençam no complemento da rodada. Já o time maranhense, com 14 pontos, perdeu dois postos e caiu para a 12ª posição.

No próximo sábado, a partir das 18h30 (de Brasília), o Figueirense tentará manter o bom momento diante do Coritiba, fora de casa. No mesmo dia, mas às 19 horas, o Sampaio buscará se reabilitar na competição contra o Atlético-GO, no Estádio Castelão, em São Luís.

Pouco mais de 4 mil torcedores comemoraram aniversário do Furacão com triunfo sobre o Sampaio (Foto: FFC)

O Jogo – Com uma falha da defesa do Sampaio Corrêa, o Figueirense abriu o placar logo aos cinco minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio pela esquerda, o zagueiro Maracás cortou mal, e a bola sobrou para Nogueira, que encheu o pé e acertou o ângulo, sem chances para o goleiro Andrey.

O gol, no entanto, fez o time da casa diminuir o ritmo e a equipe visitante crescer na partida. Tanto que Denis passou a trabalhar bastante. Aos 19 minutos, Alyson fez boa jogada na esquerda e tocou para Bruninho. O atacante dominou dentro da área, girou no marcado e bateu de esquerda, exigindo grande defesa do arqueiro do Figueira.

Pouco depois, o ex-goleiro do São Paulo voltou a salvar o time catarinense. Em cobrança de falta pela ponta esquerda, Danielzinho bateu com categoria, mas Denis se esticou todo e conseguiu mandar para escanteio. No fim da primeira etapa, o Figueirense ganhou um sério problema para o segundo tempo: o volante Zé Antônio foi expulso por carrinho frontal em Bruninho.

Para se recompor defensivamente, o Figueirense voltou do intervalo com o volante Pereira no lugar do meia Renan Mota. Milton Cruz também colocou o atacante André Luis na vaga de Henan. Apesar da desvantagem numérica, os mandantes melhoraram e assustaram aos cinco minutos, quando João Paulo cobrou falta da intermediária.

Vendo sua equipe não se aproveitar da expulsão de Zé Antônio, Roberto Fonseca promoveu a entrada do atacante Alexandro no lugar do volante William. Ainda assim, quem voltou a ser perigoso foi o Figueirense, que só não ampliou em função da grande defesa de Andrey em chute de André Luís.

O Figueirense, nitidamente cansaço, voltou a ser pressionado nos instantes finais. Aos 37 minutos, após cobrança de escanteio pela direita, Denis defendeu cabeçada à queima-roupa. Seria a última chance de gol do Sampaio, que ainda teve Rodrigo Fumaça expulso antes dos acréscimos.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 0 SAMPAIO CORRÊA

Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data: 12 de junho de 2018 (terça-feira)
Horário: 20h30 (Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende da Cunha (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Tiago Gomes da Silva (GO)
Público: 4.193 torcedores
Renda: R$ 74.372,00
Cartão Amarelo: Gustavo Ferrareis, Denis, Cleberson e Pereira (Figueirense); William, Alyson, Rodrigo Fumaça e Bruno Moura (Sampaio Corrêa)
Cartão Vermelho: Zé Antônio (Figueirense); Rodrigo Fumaça (Sampaio Corrêa)
Gol:
FIGUEIRENSE: Nogueira, aos 5 minutos do 1º tempo

FIGUEIRENSE: Denis; Diego Renan, Cleberson, Nogueira e Guilherme Lazaroni; Zé Antônio, Renan Mota, João Paulo (Eduardo Bauermann), Gustavo Ferrareis e Jorge Henrique; Henan
Técnico: Milton Cruz

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Bruno Moura, Maracás, Joécio e Alyson; William (Alexandro), Danielzinho (Esquerdinha) e Diego Silva; Wellington Rato, Uilliam e Bruninho (Rodrigo Fumaça)
Técnico: Roberto Fonseca