Criciúma goleia, faz as pazes com a torcida e deixa Oeste em alerta

São Paulo, SP

13-09-2016 22:21:57

Recebidos com protestos de sua torcida, insatisfeita com a série de quatro jogos sem vencer, os jogadores do Criciúma entraram no campo do Heriberto Hulse, na noite desta teça-feira, pressionados para enfrentar o Oeste de Itápolis. No entanto, o que era agonia se transformou em alegria ao final do confronto, quando o placar apontou a goleada do Tigre por 4 a 0, em duelo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

Com o resultado, o time catarinense ganha duas posições, sobre do 12º para o décimo lugar, com 34 pontos, ainda com condições de sonha com o acesso à elite do futebol brasileiro. O próximo compromisso dos comandados do técnico Roberto Cavalo será o Brasil-RS, já nesta sexta-feira, às 19h15 (de Brasília), em Pelotas.

O Oeste, por sua vez, cai da 15ª para a 16ª e estaciona nos 30 pontos, apenas três acima do Bragantino, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. A equipe treinada por Fernando Diniz, vice-campeão do Campeonato Paulista pelo Grêmio Osasco Audax, buscará a reabilitação no próximo sábado, às 21 horas, diante do Tupi, em Osasco.

O jogo - A primeira boa oportunidade de gol na partida foi do time de Itápolis. Aos nove minutos, o meia Crysan passou pelo lateral Paulo Cézar na esquerda e finalizou com perigo para a meta do goleiro Luiz, já que a bola passou raspando a trave.

No lance seguinte, a característica de toque de bola dos times do técnico Fernando Diniz acabou prejudicando o Oeste. Isso porque o arqueiro Felipe Alves saiu tocando errado, a bola parou nos pés de Douglas Moreira, que tocou com categoria, por cobertura, abrindo o placar no Heriberto Hulse.

O gol trouxe a torcida - que protestava pela má fase do time - de volta e o Tigre continuou exercendo pressão sobre os paulistas. Mais intensos e com a marcação alta, a equipe catarinense só não ampliou o marcador por causa da trave, aos 19 minutos, em chute de Roberto, que mais tarde erraria um passe em bom contra-ataque do Criciúma.

Em busca do empate, Fernando Diniz promoveu a entrada do meia Pedro Carmona no lugar de Rodolfo. A alteração quase surtiu efeito no primeiro minuto da etapa decisiva, mas Niltinho travou providencialmente o chute do recém-acionado jogador do Oeste.

Assim como no primeiro tempo, a agremiação de Itápolis sofreu um gol logo após ter a chance de marcar. Aos 14, o zagueiro Diego Giaretta pegou a sobra na grande área depois de cobrança de escanteio e só teve o trabalho de empurrar para a rede.

Diante de um cenário ainda mais complicado, o Oeste se desorganizou defensivamente e não demorou muito para sofrer o terceiro tento. Aos 18, Roberto fez boa jogada pela direita, foi à linha de fundo e cruzou no primeiro pau para o atacante Jheimy encobrir Felipe Alves com a cabeça. 3 a 0.

O que era um passei no Heriberto Ulse virou goleada apenas quatro minutos depois do terceiro gol do Tigre. Em lance parecido ao tento anterior, Roberto escapou em contra-ataque pela direita e cruzou. Desta vez, porém, foi Caíque Valdívia que, livre de marcação, marcou o quarto do Criciúma.

No fim, o Criciúma só não chegou ao quinto e sexto gols porque pecou nas finalizações de Niltinho e Adalgiso Pitbull, que entrou bem na vaga de Jheimy. Do outro lado do campo, o Oeste desistiu da reação e terminou o duelo trocando passes sem objetividade.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 4 X 0 OESTE

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina
Data: 13 de setembro de 2016, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE-CBF-1)
Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Junior (PE-CBF-1) e Charles Rosas Pires (PE-CBF-3)
Cartão Amarelo: Velicka e Luis Felipe (Oeste); Paulo Cezar, Niltinho e Douglas Moreira (Criciúma)
Cartão Vermelho:

GOLS:

CRICIÚMA: Douglas Moreira, aos nove minutos do primeiro tempo; Diego Giaretta, aos 14 minutos do segundo tempo, Jheimy, aos 18 minutos do segundo tempo e Caíque Valdívia, aos 22 minutos do segundo tempo.

CRICIÚMA: Luiz; Paulo Cezar, Raphael Silva, Diego Giaretta e Niltinho; Barreto, Felipe Guedes, Douglas Moreira e Caíque Valdívia (Ricardinho); Roberto (Andrew) e Jheimy (Adalgiso Pitbull).
Técnico: Roberto Cavalo

OESTE: Felipe Alves; Felipe Rodrigues, Bruno Silva e Velicka (Marcus Vinícius); Daniel Simões, Renan Mota (Luis Felipe), Marquinho, Rodolfo (Pedro Carmona) e Crysan; Mike e Ricardo Bueno.
Técnico: Fernando Diniz

Deixe seu comentário