Futebol/Campeonato Brasileiro Série B

Coxa vence o Vila Nova, segue imbatível em casa e entra no G4

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
25/05/2018 23:21:19

Em: Brasileiro Série B, Coritiba, Futebol, Notícias, Vila Nova-GO
Torcida coxa-branca fez grande festa antes de a bola rolar (Divulgação/CFC)

Em um duelo direto por um lugar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba confirmou os 100% de aproveitamento em casa e venceu o Vila Nova por 2 a 0, no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense. Com o resultado, o Alviverde chegou aos 14 pontos, na quarta colocação. Os goianos, com 13 pontos, caíram para a quinta posição.

O Coxa precisou de apenas cinco minutos para abrir o placar, ainda na primeira etapa, com Chiquinho. O prenúncio de uma partida com muitos gols, entretanto, não se confirmou e o segundo veio já no finalzinho, com João Paulo cobrando falta.

Na próxima rodada, o Coritiba encara o Londrina, terça-feira, no Estádio do Café, no norte do Estado. Já o Vila Nova encara o CSA, sexta-feira, no Serra Dourada, em Goiânia.

O jogo – Após uma grande festa do torcedor, que organizou mais uma vez o chamado Green Hell nas arquibancadas, a partida começou morna. Porém, aos cinco minutos, Chiquinho tratou de colocar fogo na partida, entrando pelo bico da área e batendo para o fundo da rede para abrir a contagem. O gol deu tranquilidade para o time da casa, que passou a ficar mais com a bola no pé, esperando por espaço para atacar.

Boa jogada de Chiquinho e Pablo, aos 15 minutos, com a bola sobrando para Alisson Farias, travado por Reis. Aos 20 minutos, Yan Sasse partiu para a jogada individual e deixou açucarada para Bruno Morais, que não conseguiu acertar a bola como queria e desperdiçou grande chance. Na sequência, após cobrança de escanteio, Thalisson Kelven testou para fora.

A equipe goiana respondeu aos 22 minutos, com Maguinho invadindo a área e chutando cruzado, pela linha de fundo, com muito perigo. Aos 28 minutos, João Paulo cobrou falta, a bola desviou na barreira e saiu. Chiquinho tentava resolver na individualidade e, aos 39 minutos, chapelou a defesa antes de servir Alisson Farias, que foi travado. Alisson Farias finalmente conseguiu arrematar aos 43 minutos, uma bomba que passou à direita da meta.

Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem alterações. Com a bola rolando, muita marcação e poucas chances criadas pelos ataques. Aos oito minutos, Pablo chegou no fundo de cruzou, mas Pasinato apareceu no caminho para dominar e tirar o perigo. Sem conseguir penetração na defesa goiana, Pablo tentou o tiro de muito longe, aos 11 minutos, isolando a bola.

Os treinadores mexeram nas equipes, buscando dar mais movimentação, especialmente ao meio-campo. Aos 20 minutos, Alisson Farias fez o cruzamento de Simião apareceu batendo de primeira e carimbando a trave. A situação do Vila Nova se complicou ainda mais aos 29 minutos, com o lateral Gastón Filgueira recebendo o segundo cartão amarelo e deixando o gramado mais cedo.

Com um a mais em campo, o Coritiba não conseguia aproveitar a vantagem, mas administrava bem o resultado construído logo no início da partida. Aos 35 minutos, Elias emendou um belo chute, à direita de Wilson. O troco veio aos 40 minutos, novamente com Elias, que chutou já na área, para fora. Aos 44 minutos, em cobrança ensaiada, João Paulo bateu falta com força e fechou o placar.

CORITIBA 2 X 0 VILA NOVA

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 25 de maio de 2018, sexta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cartões amarelos : Alisson Farias (Coritiba); Gastón Filgueira e Wesley Matos (Vila Nova)
Cartão vermelho : Gastón Filgueira (Vila Nova)

Gols
CORITIBA: Chiquinho, aos 05 minutos do primeiro tempo e João Paulo, aos 44 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Wilson; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Geovane e Chiquinho (Abner); Simião (Vinícius Kiss) e João Paulo; Yan Sasse, Alisson Farias (Iago) e Pablo; Bruno Moraes.
Técnico: Eduardo Baptista

VILA NOVA: Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Naylhor e Diego Garreta; Geovane, Gaston Filguera, Ramon (Elias) e Alan Mineiro; Reis (Vinícius Leite) e Elias.
Técnico: Hemerson Maria