Futebol/Brasileiro Série B

Coxa perde em casa para o Oeste e se complica na Série B

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
24/08/2018 21:10:04

Em: Brasileiro Série B, Coritiba, Futebol, Notícias, Oeste
Chuva castigou o Alto da Glória durante a partida (Divulgação/CFC)

Com dificuldade para vencer como visitante na Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba agora tropeçou dentro de sua própria casa e perdeu por 2 a 0 para o Oeste, em pleno Couto Pereira, agravando ainda mais a crise e acabado de vez com a paciência do torcedor, que encarou uma forte chuva para acompanhar o time. Com o resultado, o Coxa segue estacionado nos 30 pontos, na 11ª posição. Já o Rubro-Negro, com 33 pontos, está na oitava posição.

A equipe visitante abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo, com Marciel, que aproveitou tabela com Mazinho estufar a rede. Marcinho ampliou a vantagem, aos 24 minutos.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Brasil de Pelotas, na segunda-feira, no Estádio Bento Freitas, em Caxias. Já o Oeste encara o São Bento, na terça-feira, na Arena Barueri.

O jogo – Pressionado, o Alviverde se mostrava nervoso desde o apito inicial, com pouca criatividade para criar com a bola nos pés. A equipe paulista, por sua vez, tentava pressionar. Aos sete minutos, Mazinho partiu com a bola e serviu Pedrinho, mas Uillian Correia se antecipou para cortar. Aos 12 minutos, Marciel levantou para Pedrinho, que ganhou da zaga e testou pela linha de fundo, com perigo.

Além das dificuldades encontradas em campo, o técnico Tcheco ainda foi obrigado a mexer no time, com Carlos Eduardo saindo lesionado para a entrada de Yan Sasse. E, aos 17 minutos, para irritar de vez o torcedor coxa-branca, Marciel tabelou com Mazinho e bateu para o fundo da rede para abrir o placar. Nada dava certo para o Coritiba em campo. Para piorar, aos 24 minutos, Marcinho apareceu com liberdade após triangulação e bateu cruzado para ampliar.

O Coxa tentou reagir, aos 28 minutos, com um petardo de Guilherme que Tadeu defendeu. A chuva apertou no Alto da Glória, deixando o campo pesado. Aos 35 minutos, Guilherme Parede abriu espaço, arrematou e isolou a bola. Na reposta, aos 40 minutos, a bola sobrou para Zé Love, de frente para o gol, mas o tiro foi para fora.

Para a etapa final, o Alviverde voltou com Vitor Carvalho no lugar de Rodrigo Ramos. O gramado, encharcado, dificultava o toque de bola das equipes. Aos quatro minutos, Yan Sasse pegou sobra de bola na entrada da área e mandou pela linha de fundo. Na tentativa de cortar cruzamento na área, aos 10 minutos, Conrado quase desviou para dentro do próprio patrimônio.

O Coritiba tinha maior posse de bola, mas não era feliz nas finalizações. Aos 15 minutos, Yan Sasse carregou a bola e soltou o pé, em cima da defesa paulista. Jean Carlos, aos 20 minutos, recebeu a bola na área e tocou colocado, ganhando escanteio. Sem conseguir entrar na defesa rubro-negra, os jogadores do Coxa chutavam de longe. Aos 22 minutos, foi a vez de Yan Sasse arriscar e errar.

Bruno Moraes até balançou a rede, aos 29 minutos, mas o árbitro anotou o impedimento e anulou o lance. Mas, aos 30 minutos, Guilherme Parede foi derrubado na área e o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, o goleiro Wilson parou no goleiro Tadeu. Nada dava certo para o Coritiba. Aos 42 minutos, Jean Carlos arriscou o chute, a bola quicou no chão e Tadeu mostrou reflexo para espalmar.

CORITIBA 0 X 2 OESTE

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 24 de Agosto de 2018, sexta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araujo (AL) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
Cartões amarelos: Yan Sasse, Rodrigo Ramos (Coritiba); Leandro Amaro, Conrado e Tadeu (Oeste)

Gols
OESTE: Marciel, aos 17 minutos e Marcinho, aos 24 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Wilson; Rodrigo Ramos (Vitor Carvalho), Alex Alves, Rafael Lima e William Matheus; Vinícius Kiss, Uillian Correia (Jean Carlos) e Carlos Eduardo (Yan Sasse); Bruno Moraes,Guilherme e Guilherme Parede
Técnico: Tcheco

OESTE: Tadeu; Daniel Borges, Patrick, Leandro Amaro e Conrado; Betinho, Mazinho (Lídio), Marcinho, Marciel e Pedrinho; Zé Eduardo (Jean Teodoro)
Técnico: Roberto Cavalo