Futebol/Brasileiro Série B

Coritiba fica no empate em jogo decisivo diante do CSA

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
16/10/2018 21:13:50 — 16/10/2018 21:19:27

Em: Brasileiro Série B, Coritiba, CSA, Futebol, Notícias
Resultado foi ruim para a equipe coxa-branca (Divulgação/CFC)

Em um jogo considerado decisivo na luta pelo acesso na Série B do Campeonato Brasileiro, Coritiba e CSA ficaram no empate em 1 a 1 no Estádio Couto Pereira, que deixou os donos da casa um pouco mais afastados do sonho do acesso. Com o resultado, a equipe alagoana chegou aos 51 pontos e segue na quarta colocação. Já o Coxa é oitavo, com 45 pontos.

A equipe visitante abriu a contagem aos oito minutos, com Didira, que recebeu o toque de Walter e fuzilou para o fundo da rede. A reação foi rápida, e Chiquinho deixou tudo igual, um minuto depois.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Paysandu, dia 27 de outubro, sábado, na Curuzu. Já o CSA terá pela frente o Brasil de Pelotas, terça-feira, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

O jogo – A equipe alagoana começou a partida tentando surpreender e, aos dois minutos, Rafinha fez o lançamento para Walter, que ao alcançou a bola. O Alviverde tinha mais posse, mas muita dificuldade de entrar na defesa visitante. Bom lançamento para Guilherme Parede, aos oito minutos, e Yuri apareceu para cortar no momento do arremate. Mas, aos oito minutos, Didira recebeu de Walter e bateu para abrir o placar.

Não deu tempo nem para comemorar ou o Coxa sentir. Aos nove minutos, Parede chutou para defesa de Lucas Frigeri, que deu rebote. Parede ajeitou e Chiquinho bateu para deixar tudo igual. Aos 14 minutos, o goleiro Lucas trabalhou duas vezes, primeiro em chute de Chiquinho e, na sobra, no arremate de Guilherme. O Coritiba dominava as ações e, aos 20 minutos, Guilherme abriu espaço na defesa e definiu para boa defesa de Lucas. Lindo voleio de Alecsandro, aos 22 minutos, nas mãos do goleiro.

Coxa no ataque e, aos 26 minutos, Alan Costa subiu no meio da defesa para testar firme e parar em grande defesa de Lucas, o principal nome do primeiro tempo. O técnico Marcelo Cabo colocou Xandão no jogo e o zagueiro teve chance em cobrança de falta, carimbando, porém de time no caminho o companheiro. A partida ficou mais truncada, com faltas e jogadas mais duras.

Para a etapa final, o CSA voltou com Rubens no lugar de Rafinha. Aos quatro minutos, Walter arriscou o tiro da intermediária, fácil para Wilson. Aos sete minutos, Chiquinho tentou duas vezes e, na segunda, parou em boa defesa de Lucas. A chuva apertou no Alto da Glória, deixando o jogo tecnicamente ruim.

Guilherme Parede partiu para a jogada individual, aos 17 minutos, e cruzou fechado. Xandão apareceu na hora exata para afastar. Aos 19 minutos, Alan Costa subiu na área e cabeceou na rede, pelo lado de fora, levantando o torcedor nas arquibancadas. Ótima chance para o Coritiba, aos 20 minutos, com Rafael Lima pegando sobra de bola e chutando para grande defesa de Lucas Frigeri.

A equipe alagoana tentava retardar o jogo, parecendo satisfeita com o empate. Aos 28 minutos, Rubens girou para cima da zaga coxa-branca e bateu para Wilson espalmar. Coxa no ataque, aos 32 minutos, com Yan Sasse, que levantou na área para a zaga tirar e ceder escanteio. Aos 40 minutos, Yan arriscou de longe, e isolou a bola. O resultado é ruim para o Alviverde, que tinha traçado como meta vencer todos os jogos em casa até a última rodada.

CORITIBA 1 X 1 CSA

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 16 de Outubro de 2018, terça-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Magno Arantes Lira (MG)
Cartões amarelos : Alecsandro, Alan Costa (Coritiba); Daniel Costa, Lucas Frigeri (CSA)

Gols
CSA: Didira, aos 08 minutos do primeiro tempo
CORITIBA: Chiquinho, aos 09 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Wilson; Leandro Silva, Rafael Lima, Alan Costa e Abner; Vitor Carvalho, Simião (Yan Sasse) e Chiquinho (Carlos Eduardo); Guilherme, Guilherme Parede e Alecsandro (Bruno Moraes)
Técnico: Argel Fucks.

CSA: Lucas Frigeri; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha (Rubens); Yuri, Dawhan, Didira e Daniel Costa (Echeverría); Hugo Cabral (Xandão) e Walter
Técnico: Marcelo Cabo