Brasileiro Série B

Estádio do Café | 21/08/2018

Futebol/Brasileiro Série B

Com gol de Dagoberto, Londrina vence a Ponte Preta

São Paulo , SP
21/08/2018 21:26:07

Em: Brasileiro Série B, Futebol, Londrina, Ponte Preta

Nesta terça-feira, o Londrina recebeu a Ponte Preta em jogo válido pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Em uma partida que teve direito a apagão durante o primeiro tempo, os donos da casa venceram por 1 a 0, gol marcado por Dagoberto, de pênalti, o sétimo em oito jogos.

O jogo ficou paralisado por aproximadamente 18 minutos. Na primeira etapa, poucas emoções e o placar justo de 0 a 0. No segundo tempo, a tônica mudou. O Tubarão veio para cima e venceu com gol de seu artilheiro. Porém, a penalidade foi polêmica, pois a bola bateu na coxa do defensor da Macaca antes de pegar na mão.

Com o resultado, os comandados de Marquinhos Santos chegam aos 27 pontos e se afastam cada vez mais da zona de rebaixamento, além de alcançarem a segunda vitória consecutiva. O time campineiro por sua vez, estaciona nos 32 pontos.

O Tubarão já voltará aos gramados nesta sexta-feira quando vai encarar o líder Fortaleza, fora de casa. O Bugre tem o clássico diante do Guarani, no sábado, em jogo marcado para o Estádio Moisés Lucarelli às 16h30 (horário de Brasília), em Campinas.

Londrina bateu a Macaca por 1 a 0 (Foto: Gustavo Oliveira/Londrina EC)

Primeiro tempo equilibrado e apagão

A Ponte começou bem o jogo, e quase abriu o placar aos seis minutos. André Luís fez bela jogada individual e a bola chegou até Hyuri, que acabou finalizando fraco e parando em Vágner.

Os donos da casa só conseguiram responder aos 25 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola acabou sobrando na entrada da área e Paulinho Moccelin chutou. Lucas Ramon ainda tentou aproveitar o lance, mas a bola passou pelo jogador e se perdeu.

Aos 34 minutos do primeiro tempo, a partida acabou sendo interrompida. As duas torres de iluminação do Estádio do Café se apagaram. Até o apagão, o jogo era equilibrado, com a Macaca iniciando melhor, e o Londrina conseguindo tomar conta de parte das ações.

Após 18 minutos de paralisação, o jogo retornou com boa chance do time de Campinas. Júnior Santos fez boa jogada e finalizou. Bem colocado, Vágner mandou para escanteio. Foi a última oportunidade da primeira etapa que acabou sem o placar se movimentar.

Londrina melhora e marca com Dagoberto

Na etapa complementar, o jogo mudou de figura. O Londrina passou a dominar as ações, especialmente nos primeiros minutos. Dagoberto tentou em cobrança direta de escanteio, mas Ivan espalmou. Outra boa oportunidade veio com Higor Leite, que aproveitou confusão na área. No entanto, teve a finalização bloqueada.

Era literalmente uma blitz dos donos da casa. Aos 11 minutos, Dagoberto levantou e Lucas Costa subiu no segundo andar, e a redonda passou rente à trave da Ponte. Instantes depois, Paulinho Moccelin aproveitou confusão na área, e acabou mandando por cima do gol defendido por Ivan.

Aos poucos, a Ponte Preta conseguia equilibrar bem as ações, e chegou finalmente com perigo. Nicolas recebeu de Júnior Santos e preferiu mandar no gol, ao invés de cruzar. Acabou mandando por cima da meta adversária.

A pressão do Tubarão surtiu efeito. Aos 25 minutos, o árbitro assinalou pênalti, após toque no braço de Bruno Ramires. Na cobrança, Dagoberto não desperdiçou e chegou ao sétimo gol em oito jogos.

Nos minutos finais, a Ponte Preta se assanhou em busca do empate, mas desorganizada, não conseguiu o gol da igualdade e perdeu por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA 1 X 0 PONTE PRETA

Local: Estádio do Café em Londrina (PR)
Data: 21 de agosto de 2018, terça-feira
Horário: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Freitas (GO)
Assistentes: Christian Passos Sorence e Tiago Gomes da Silva, ambos de Goiás (GO)
Público: 1932 pagantes
Renda:
R$ 26.024,00
Cartões amarelos:
Paulinho Moccelin, Jardel e Dirceu (Londrina); João Vitor, André Luís e Nicola (Ponte Preta)
Cartões vermelhos:
Gols:
Londrina:
Dagoberto aos 26 minutos do segundo tempo

LONDRINA: Vagner; Lucas Ramon, Dirceu, Lucas Costa e Sávio; João Paulo, Jardel e Higor Leite (Dudu); Paulinho Moccelin, Dagoberto e Thiago Ribeiro (Paulo Henrique).
Técnico: Roberto Fonseca

PONTE PRETA: Ivan; Igor Vinícius (Ruan), Renan Fonseca, Reginaldo e Nicolas; Bruno Ramires (Orinho), Nathan e João Vitor (Tiago Real); André Luis, Hyuri e Júnior Santos.
Técnico: João Brigatti