Claudio Winck admite secar América-MG por liderança da Série B

Do correspondente Eduardo Bertuol - Porto Alegre,RS

14-09-2017 17:58:11

O Internacional volta a campo neste sábado contra o Figueirense, fora de casa, pela 24ª rodada da Série B. O duelo contra os catarinenses pode colocar o Colorado novamente na liderança da competição. Para que isto ocorra, além do Inter vencer, o América-MG não pode bater o Ceará na sexta-feira.

Com 42 pontos, o time de Guto Ferreira está dois atrás do Coelho. Caso os gaúchos vençam e os mineiros empatem, ficarão com 45, mas a equipe do Beira-Rio terá um triunfo a mais.

Durante a coletiva, o lateral direito Claudio Winck afirmou que deve assistir à partida e torcer por um tropeço do principal adversário na luta pelo título da segunda divisão nacional.

“Quando está em concentração a gente acaba olhando os jogos. Eu sempre estou olhando. Espero que tropecem, tenho certeza que quando a gente joga eles torcem contra também. Mas o mais importante é a gente vencer, fazer o nosso trabalho”, disse.

O jogador ressaltou que o confronto contra o Figueirense pode ser perigoso. O time catarinense está lutando contra o rebaixamento para a Série C e deve atuar retrancado contra os gaúchos. “Como é um time que está lá embaixo, estão buscando os resultados. Acredito que devem vir buscar o resultado e por isso vai ser perigoso. Vamos ter que estar focados e procurar fazer o nosso futebol. A gente trabalhou bastante isso hoje”, destacou.

Winck também observou que, com a boa fase do Internacional, os adversários estão valorizando ainda mais os duelos contra o Colorado. “A principal arma é a marcação e a vontade. Contra nós é uma Copa do Mundo. Quase todos os jogos são bem parecidos. A gente propondo o jogo e eles vindo jogar no erro”, finalizou.

Deixe seu comentário