Brasileiro Série B

Estádio Antonio Accioly | 04/09/2018

Futebol/Campeonato Brasileiro Série B

Atlético-GO vence a Ponte Preta e encosta no G4 da Série B

São Paulo , SP
04/09/2018 21:06:39 — 04/09/2018 21:07:49

Em: Atlético-GO, Brasileiro Série B, Futebol, Ponte Preta

O Atlético-GO se recuperou da goleada sofrida contra o Londrina. Na noite desta terça-feira, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, a equipe de Goiás recebeu a Ponte Preta e venceu por 2 a 0, com gols de João Paulo e Tomas Bastos, e se manteve firme na briga pelo acesso à elite do futebol brasileiro.

A vitória do Dragão começou a ser construída no primeiro tempo. A Ponte começou melhor, mas o Atlético-GO abriu o placar aos 25 minutos com João Paulo. Pouco depois, o zagueiro Nathan recebeu dois cartões amarelos e foi expulso, dificultando a vida da Macaca.

No segundo tempo, o time da casa fez valer a vantagem numérica e apenas cadenciou a partida. Sem se arriscar muito, a equipe controlou o jogo no meio-campo e anulou o esforçado ataque da Ponte Preta. Ainda deu tempo de sacramentar a vitória nos acréscimos em gol de pênalti de Tomas Bastos.

Com a vitória, o Atlético-GO vai a 40 pontos e vai para a quinta posição, encostando no G4. Por outro lado, a Ponte Preta continua com 34 pontos e fica na décima posição. Na próxima rodada, o Atlético vai a Barueri tentar sua segunda vitória seguida diante do Oeste nesta sexta-feira, às 16 horas (de Brasília). No sábado, às 19 horas, a Ponte recebe o desesperado Sampaio Corrêa.

O Atlético-GO venceu a Ponte Preta e segue na briga pelo acesso (Foto: Divulgação/ACG)

Atlético abre o placar no primeiro tempo; Ponte tem jogador expulso

Mesmo jogando fora de casa, a Ponte Preta começou assustando a torcida presente no estádio Antônio Accioly. Aos sete minutos, após cobrança de escanteio, Léo Santos cabeceou duas vezes e, na segunda tentativa, exigiu boa defesa do goleiro Jefferson. Pouco depois, aos 12 minutos, Nicolas chutou de fora e levou perigo ao gol.

Depois de 15 minutos de pressão, a Ponte Preta não conseguiu manter o ritmo e viu o Atlético melhorar em campo. A equipe da casa aproveitou o momento favorável e abriu o placar aos 25 minutos, quando João Paulo recebeu cruzamento rasteiro de Pedro Bambu e completou para tirar o zero do marcador.

Em desvantagem, a Ponte Preta sofreu um baque logo após o gol sofrido. O zagueiro Nathan levou dois cartões amarelos em dois minutos e foi para o vestiário mais cedo e deixou a equipe paulista com um jogador a menos durante mais de 60 minutos.

Com um jogador a mais, o Dragão tentou manter a posse de bola e controlar o jogo, mas foi a Ponte que teve grande chance de empatar antes do intervalo. Aos 40 minutos, após cruzamento na área, o zagueiro Renan Fonseca cabeceou e obrigou Jefferson a fazer grande defesa, levando o time da casa para o intervalo com a vantagem de 1 a 0.

Dragão domina o segundo tempo e fecha o placar de pênalti

Tentando contornar a desvantagem numérica, o técnico Marcelo Chamusca, em sua estreia pela Ponte Preta, voltou do intervalo com o volante Bruno Ramires no lugar do meia Tiago Real. A alteração, no entanto, não deu o resultado esperado e o Atlético começou a etapa complementar dominando a posse de bola.

Apesar disso, a posse de bola atleticana não se refletiu em chances de perigo. A equipe da casa finalizou algumas vezes no primeiro terço do segundo tempo, mas só acertou o alvo aos 17 minutos, quando o meia João Paulo chutou de fora da área e Ivan quase se complicou, mas defendeu em dois tempos.

Aos 22 minutos, o Dragão teve grande chance para ampliar a vantagem. Após jogada em cobrança de falta, Mascarenhas finalizou de cabeça para defesa de Ivan. No rebote, Gilvan tentou finalizar, mas a arbitragem marcou impedimento no lance.

Pouco depois, aos 25 minutos, o goleiro Ivan foi novamente o responsável por manter a Ponte Preta viva no jogo. Após contra-ataque em velocidade, iniciado dentro da área,  Renato Kayser invadiu a área e chutou rasteiro, mas o camisa 1 fez boa defesa com os pés e manteve o 1 a 0 no placar.

Precisando reagir, a Ponte Preta se lançou mais ao ataque, mas acabou não tendo sucesso. Não bastasse a falta de eficiência, a equipe visitante ainda sofreu o segundo gol. Aos 44 minutos, o goleiro Ivan cometeu pênalti em Tomas Bastos. O próprio Tomas foi para a cobrança e fechou o placar do jogo em 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 2 x 0 PONTE PRETA

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
Data: 4 de setembro de 2018. terça-feira
Horário: 19h15 (Brasília)
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Rogério de Oliveira Braga (PI)
Cartões amarelos: Mascarenhas, Rômulo e Gilvan (Atlético-GO); Nathan (2) e Lucas Mineiro (Ponte Preta)
Cartão vermelho: Nathan (Ponte Preta)
GOLS:
Atlético-GO: João Paulo, aos 25 minutos do primeiro tempo, e Tomas Bastos, aos 45 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-GO: Jefferson; Jonathan, Gilvan, Oliveira e Mascarenhas; Pedro Bambu, Rômulo e João Paulo (Alisson); André Luis, Júlio César (Denilson) e Renato Kayser (Tomas Bastos)
Técnico: Claudio Tencatti

PONTE PRETA: Ivan; Igor Vinícius, Renan Fonseca, Nathan, Léo Santos e Nicolas (Victor Rangel); Lucas Mineiro (Paulinho), Tiago Real (Bruno Ramires) e Danilo Barcelos; André Luis e Júnior Santos
Técnico: Marcelo Chamusca