Futebol

Atlético-GO empata com Santa, mas sequência invicta chega a dez jogos

São Paulo , SP
24/10/2015 19:37:04

Em: Atlético-GO, Brasileiro Série B, Futebol, Santa Cruz
Atlético-GO desperdiçou chances de gol e ficou no empate sem gols dentro de casa (Foto: Reprodução/Twitter)
Atlético-GO desperdiçou chances de gol e ficou no empate sem gols dentro de casa (Foto: Reprodução/Twitter)

Apresentando evidente melhora na produção a partir da troca de técnico, o Atlético-GO chegou ao décimo jogo sem derrota após o empate em 0 a 0 diante do Santa Cruz, na tarde deste sábado, em partida acontecida no estádio Serra Dourada, em Goiânia. A equipe de Gilberto Pereira não rompeu a retranca do time pernambucano, mas se manteve firme no propósito de seguir invicto nesta reta final.

Se o Atlético-GO, estacionado no meio da tabela, não tem maiores aspirações com relação ao final da competição, o Santa Cruz ainda vislumbra o acesso à elite. A cinco pontos do quarto colocado, o time coral já faz as contas para ver os pontos que precisa somar nessa reta final para seguir na corrida pela vaga. Neste sábado, a ausência de Grafite, que não viajou por limitações físicas, quebrou o esquema tático de Martelotte, que viu o time não se achar no campo ofensivo.

Na próxima semana, o Santa Cruz receberá o Criciúma, no Arruda, e tentará se aproveitar da fragilidade do Tigre, que novamente se encontra em um momento de reestruturação, para somar pontos. Já o Atlético-GO recebe o Bragantino em um confronto direto por posições no meio da tabela de classificação.

Equilíbrio no primeiro tempo deixou jogo truncado

O Atlético-GO começou o jogo confiante. Não era para menos. Aproveitando a boa fase, e os nove jogos de invencibilidade, o Dragão encontrou incentivo também na presença da torcida, que veio ao Serra Dourada incentivar a equipe, e partiu para cima do Santa Cruz, que veio a Goiânia (GO) desfalcado e precisando se recuperar da derrota no clássico para o Náutico.

A primeira chegada mais concreta, no entanto, foi do Santa Cruz. Após cobrança de falta, Anderson Aquino – que não tinha a presença de Grafite como companheiro no ataque, por conta de lesão – apareceu livre na segunda trave, mas desperdiçou grande chance. Aos 20, Júnior Viçosa teve sua primeira oportunidade, mas chutou para fora após jogada de Willie.

Afim de integrar o G4 ao final da rodada, o Atlético-GO tentou a vantagem ainda no primeiro tempo. Aos 35, após boa movimentação do ataque, Viçosa recebeu novamente dentro da área, mas foi pressionado pela marcação e não conseguiu concluir. Apesar da pressão ao longo da primeira etapa, o Dragão não conseguiu furar o bloqueio da equipe pernambucana.

Alterações dos técnicos não fizeram efeito, e placar ficou no zero

Assim como terminou o primeiro tempo, o Atlético-GO voltou do intervalo no campo de ataque. Aos cinco minutos, Viçosa, que já tinha perdido duas oportunidades, serviu Anderson Leite, que na pequena área errou o cabeceio e desperdiçou mais uma chance de abrir o placar. O Santa Cruz, sentindo falta da presença de Grafite na área, não conseguia aproveitar suas chances ofensivas.

Ambos os técnicos aproveitaram as três alterações que tinham direito para tentar dar um novo rumo às equipes, mas nem Martelotte nem Pereira tiveram sucesso. O jogo continuou morno, e os jogadores sentiram o desgaste por conta do tempo seco e das grandes dimensões do gramado. A igualdade foi ruim para ambas as equipes.

O empate sem gols manteve o Atlético-GO estacionado no meio da tabela, sem maiores perspectivas com relação as rodadas que faltam para o final do campeonato. Já o Santa Cruz segue na sexta posição, com 49 pontos, escoltando à distância os quatro melhores da competição e torcendo por uma reação na reta final para seguir almejando o acesso.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-GO 0 x 0 SANTA CRUZ

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 24 de outubro de 2015, sábado
Hora: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Elio Nepomuceno de Andrade (ambos do RS)
Cartões amarelos: Pedro Bambu (Atlético-GO); Alemão (Santa Cruz)

ATLÉTICO-GO: Márcio; Éder Sciola (Bruno Moura), Marcus Winícius, Samuel e Eron; Pedro Bambu, Anderson Leite, Jorginho (Giancarlo) e Willie; Júnior Viçosa (Juninho) e Arthur
Técnico: Gilberto Pereira

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Danny Morais e Marlon; Wellington Cezar, João Paulo, Daniel Costa (Raniel) e Lelê (Bruninho); Luisinho e Anderson Aquino (Bruno Moraes)
Técnico: Marcelo Martelotte