Brasileiro Série B

Estádio Olímpico de Goiânia | 25/05/2018

Futebol/Campeonato Brasileiro Série B

Atlético-GO abre dois gols de vantagem, mas cede empate ao Oeste

São Paulo , SP
25/05/2018 21:16:08 — 25/05/2018 21:19:03

Em: Atlético-GO, Brasileiro Série B, Futebol, Oeste

Na noite desta sexta-feira, o Atlético Goianiense recebeu o Oeste no Estádio Olímpico de Goiânia tentando se aproximar do G4 do Campeonato Brasileiro Série B. O resultado, no entanto, foi empate por 2 a 2 que não é bom para nenhuma das equipes na tabela.

Très dos gols da partida foram marcados no primeiro tempo. Os donos da casa saíram na frente com dois gols de cabeça de Junior Brandão, mas viram os visitantes diminuir com Danielzinho nos minutos finais. Já no segundo tempo, Danielzinho foi o responsável pelo gol de empate do Oeste, que fechou o placar.

O goleiro Tadeu falhou no primeiro gol, mas se redimiu com defesas importantes (Foto: Reprodução/Twitter)

Com o empate, o Atlético-GO vai a 10 pontos e chega à 7ª colocação. O próximo compromisso da equipe é o clássico contra o Goiás no próximo sábado. Já o Oeste chega a nove pontos, subindo para a 10ª posição, e vai a Campinas enfrentar a Ponte Preta na próxima rodada.

O jogo

Nos primeiros toques, o Atlético Goianiense começou ocupando o campo de ataque e chegou ao primeiro gol da partida logo no sétimo minuto. Após boa jogada pela ponta direita, Alisson cruzou e encontrou Junior Brandão na área. O camisa 9 aproveitou a saída atrapalhada do goleiro Tadeu e abriu o placar de cabeça.

O gol deu moral à equipe de Goiás, que continuou pressionando e exigiu boas defesas de Tadeu em chutes de fora da área de Mascarenhas e João Paulo. Mas foi no jogo aéreo que o time ampliou a vantagem, novamente com Junior Brandão, aos 18 minutos. Desta vez, Júlio Cesar cruzou pela direita na cabeça do atacante, que marcou seu segundo gol da noite.

Mesmo com dois gols de vantagem, o Atlético continuava no ataque e não dava espaço para os adversários. Aos 37 minutos, Renato Kayzer chutou de longe para nova defesa de Tadeu. Foi a última chance perigosa do time local, que viu o Oeste melhorar nos últimos minutos da primeira etapa.

A pressão deu resultado e o Oeste ainda conseguiu diminuir antes do intervalo graças a uma infelicidade do goleiro Jefferson. Aos 43 minutos, Danielzinho arriscou de fora da área e acertou a trave, mas a bola voltou nas costas do camisa 1 e entrou na meta, diminuindo a vantagem dos goianos.

Para o segundo tempo, Roberto Cavalo promoveu duas alterações na equipe tentando dar mais intensidade ao ataque. A princípio, a mudança não deu resultado, já que o Oeste não conseguia furar a defesa dos goianos. Por outro lado, o Atlético voltou a ameaçar aos 17 minutos, quando Renato Kayzer recebeu cruzamento pela esquerda e cabeceou para a defesa de Tadeu.

Demorou, mas a mudança de postura do Oeste deu resultado aos 35 minutos. Após tentativa de Mazinho, a bola sobrou na entrada da área para Danielzinho. O camisa 7 chutou e contou com desvio na defesa para marcar seu segundo gol no jogo, empatando a partida.

Com o gol de empate, as equipes se lançaram ao ataque tentando conquistar os três pontos. No minuto final, os donos da casa chegaram perto do gol da vitória, mas Tadeu, que se redimiu da falha no primeiro gol, fez outra boa defesa no chute de Tomas Bastos, decretando o empate por 2 a 2.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 2 x 2 OESTE

Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Data: 25 de maio de 2018 (sexta-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Alex dos Santos (SC)
Cartões amarelos: João Paulo e Junior Brandão (Atlético-GO); Bruno Lima e Leandro Amaro (Oeste)
Cartões vermelhos:

GOLS
Atlético-GO:
Junior Brandão (aos 7 minutos do 1T e aos 18 minutos do 1T)
Oeste: Danielzinho (aos 43 minutos do 1T e aos 35 minutos do 2T)

ATLÉTICO-GO: Jefferson; Alisson, Lucas Rocha, René e Mascarenhas; Bileu, Rômulo (José Augusto) e Renato Kayzer; João Paulo, Júlio Cesar (Joanderson) e Junior Brandão (Tomas Bastos)
Técnico: Claudio Tencati

OESTE: Tadeu; Bruno Lima (Claudinho), Patrick, Leandro Amaro e Conrado; Danielzinho, Wallace Bonilha, Danielzinho e Mazinho; Pedrinho (Bruno Lopes) e Léo Artur (Léo Castro)
Técnico: Roberto Cavalo