América inicia a Série B com derrota para o Operário

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
26/04/2019 21:10:46

Em: América-MG, Bastidores, Brasileiro Série B, Campeonatos, Operário-PR
Operário vence o América por 1 a 0 (Foto: América)

O América não começou bem a Série B, ao perder para o Operário, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira, no Estádio Germano Kruger, no Paraná.

O América não começou bem a partida e foi pior em campo até sofrer o primeiro gol, na metade do segundo tempo. Depois, a equipe alviverde passou a pressionar, mas falhou nas finalizações e não conseguiu marcar o tento de empate.

O América volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Independência, contra o Botafogo de Ribeirão Preto. O Operário entra em campo novamente somente no próximo sábado, na Arena Pantanal, às 19h, contra o Cuiabá.

Primeiro tempo

O América entrou em campo com uma forte formação, mas sem reforço em relação ao Campeonato Mineiro. O grupo alviverde tinha a dificuldade ainda da falta de jogos, já que ficou 20 dias parado por ter sido eliminado do Campeonato Mineiro nas semifinais do torneio estadual.

O Coelho entrou em campo com uma postura mais defensiva. Como Matheusinho e Felipe Azevedo davam opções de saída em velocidade, a equipe pensou nos contra-ataques, mas esperou o Operário em seu campo. O clube paranaense, todavia, também era uma equipe que estudava bastante e não priorizava intensidade no ataque.

A primeira grande chance foi do Operário. Aos 13 minutos, em cruzamento na área, Bruno Batata subiu mais que todo mundo e desviou a bola, mas a bola saiu pela linha de fundo levando sustos para a defesa mineira.

O América trocava passes, mas não conseguia alcançar o ataque em forma criativa para levar perigo contra a meta adversária.

Aos 27, o Operário chegou novamente. Em cobrança de escanteio, Uilliam desviou de cabeça e a bola passou muito perto da trave esquerda. Dois minutos depois, em sua melhor chegada, Leandro Silva, lateral-direito do Coelho, partiu para o ataque, cortou para o meio e chutou de canhota. A bola foi longe da trave.

O Coelho abusava das ligações diretas, não conseguia trocar passes no meio campo e, assim, a defesa do Operário conseguia defender com mais facilidade.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o Operário quis fazer valer sua força dentro de casa e garantir o resultado. Muita pressão no Coelho. Aos 6, Felipe Augusto recebeu o passe na área e bateu cruzado. A redonda cruzou a pequena área e ninguém conseguiu alcançar a bola para marcar. Dois minutos depois, em contra-ataque rápido, novamente Felipe Augusto chegou na cara do gol e Fernando Leal consegue defender.

Aos 18, o Operário chegou ao gol. Em cruzamento da esquerda, Uilliam chegou chutando e Fernando Leal nada pôde fazer para evitar o pior.

Quatro minutos depois, porém, o América chegou com muito perigo. Em cruzamento da direita, Matheusinho colocou Jonatas Belusso, na pequena área, desviou de cabeça e a bola passou por cima do gol.

O América seguiu pressionando após sofrer o tento. Mas falhava nos passes finais e não conseguia obrigar o goleiro a fazer grandes defesas.

Aos 28, o Operário chegou com muito perigo. Em cruzamento na área, Fernando Leal conseguiu se esticar todo e tirou o perigo da área.

O América a partir dos 30 minutos passou a pressionar muito o Operário. A equipe chegava por todos os lados em bons momentos de Matheusinho. O jovem finalizou pelo menos três vezes levando perigo, mas o empate não aconteceu.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO 1 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Germano Kruguer, Paraná
Data: 26 de abril de 2019, Sexta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: William Machado Steffen (SC)
Assistentes: Eder Alexandre (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

Gol: Uilliam, aos 18 minutos do segundo tempo (Operário)
Cartões: Índio (Operário); Diego Jussani, João Paulo (América)

OPERÁRIO – Simão, Léo, Juan Sosa, Alisson, Rodrigo, Allan Vieira, Chicão, Índio, Xuxa (Jardel), Felipe Augusto, Bruno Batata, Uilliam.
Técnico: Gerson Gusmão.

AMÉRICA-MG: Fernando Leal; Leandro Silva, Diego Jussani, Paulão, João Paulo, Zé Ricardo, Juninho (Christian), Matheusinho, Felipe Azevedo (Ademir), Júnior Viçosa (Carlos França), Jonatas Belusso.
Técnico: Givanildo Oliveira