ABC arranca empate do Bahia fora de casa, mas é rebaixado à Série C

São Paulo, SP

10-11-2015 23:28:04

Para o Bahia, um grave tropeço que atrapalha o time na briga pelo acesso, e, para o ABC, seria um bom resultado se não decretasse o rebaixamento da equipe à Série C do Campeonato Brasileiro. Assim foi encarado o empate por 2 a 2 da noite desta terça-feira, em duelo válido pela 35ª rodada da segunda divisão nacional e realizado na Fonte Nova, em Salvador.

Os quatro gols da partida saíram na agitada primeira etapa. Enquanto Roger e Kieza balançaram as redes do lado tricolor, Pingo e Bismark anotaram os tentos dos visitantes, que ficaram atrás do placar nas duas oportunidades e buscaram a igualdade.

Com o resultado, o Bahia vai a 55 pontos e fica na sétima colocação, a três unidades do Santa Cruz, primeiro integrante do G4. Na embolada briga pelo acesso à Série A, o Tricolor tem como próximo adversário o vice-lanterna e também já rebaixado Boa Esporte, em duelo que acontece neste sábado, no Estádio Municipal de Varginha.

Estacionado nos 29 pontos, o ABC, por sua vez, fica a doze de sair do Z4 a três jogos do fim do campeonato, e, assim, está rebaixado para a Série C pela terceira vez em sua história. A terceira divisão, da qual o time foi campeão em 2010, será visitada pelo Elefante da Frasqueira pela nona vez em 2016.

Mesmo que vencesse nesta terça, o Alvinegro potiguar amargaria a queda do mesmo jeito, já que o Ceará, primeiro time fora da zona, bateu o Bragantino e foi a 41 pontos, ainda tornando inalcançável em três rodadas a distância hipotética de 10 unidades para o Vozão.

A equipe comandada por Sérgio China tem seu compromisso seguinte marcado para esta sexta-feira, contra o lanterna Mogi Mirim, em melancólico duelo entre dois adversários da Série C de 2016.

O jogo - O Bahia não teve piedade do desesperado ABC e já chegou com perigo após um minuto de bola rolando, quando Roger recebeu na área, girou e bateu, mas Saulo fez boa defesa com o pé. Mas, aos sete, o Tricolor não desperdiçou a oportunidade de abrir o placar. Após erro na saída de bola adversária, Eduardo ficou com ela e rolou para Kieza, que só teve o trabalho de empurrar e balançar a rede alvinegra.

Após o duro golpe logo no início, o ABC tentou se acalmar na partida, trocando passes no campo de defesa e buscando opções para atacar a equipe baiana. Assim, mais presentes no ataque, os visitantes conseguiram empatar aos 26 minutos, quando Pingo soltou uma bomba de canhota no ângulo, sem chance para Douglas Pires.

Mas as grandes emoções da primeira etapa estavam reservadas para os minutos finais. Aos 39, o centroavante Roger recebeu de Eduardo, dominou dentro da área e bateu de canhota com categoria para recolocar o Tricolor em vantagem, que não durou muito. Já na marca dos 41, Bismark foi lançado por Ronaldo Mendes, driblou o goleiro Douglas Pires e rolou para o fundo da rede para deixar tudo igual mais uma vez na Fonte Nova.

Ambas as equipes tiveram alterações no intervalo. Do lado tricolor, Railan entrou no lugar de Cicinho, enquanto Luizão substituiu Sueliton entre os visitantes. Mostrando mais disposição ofensiva, o Bahia levou perigo à meta adversária aos sete minutos, quando Roger cabeceou com firmeza e só não marcou seu segundo na partida porque Saulo saltou para salvar o ABC.

Na sequência, Sérgio China trocou Pingo por Romarinho no ataque abecedista, mas foram os donos da casa que voltaram a chegar com perigo aos 15 minutos, quando Maxi Biancucchi recebeu passe preciso de Tiago Real dentro da área e bateu colocado, mas errou por pouco e viu a bola passar raspando a trave.

A reta final da segunda etapa pouco se pareceu com a da primeira, na qual ambas as equipes buscaram o campo de ataque e marcaram um gol cada. Nos últimos minutos do duelo da Fonte Nova, o ABC tentou mostrar brio e trocou passes com postura ofensiva, mas esbarrou na defesa do Tricolor, que tentou mas não conseguiu evitar o tropeço em casa.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 x 2 ABC

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 10 de novembro de 2015, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Carlos Berkenbrock (ambos de SC)
Cartões amarelos: Cicinho (Bahia); Pingo, Marcílio e Jandson Chiclete (ABC)
Gols:
BAHIA: Kieza, aos 7, e Roger, aos 39 minutos do primeiro tempo
ABC: Pingo, aos 26, e Bismark, aos 41 minutos do primeiro tempo

BAHIA: Douglas Pires; Cicinho (Railan), Gabriel Valongo, Gustavo e Vítor Costa; Yuri, Tiago Real e Eduardo (Alexsandro); Maxi Biancucchi, Kieza e Roger (Rômulo)
Técnico: Charles Fabian

ABC: Saulo; Reginaldo, Adriano Alves, Sueliton (Luizão) e Marcílio; Rafael Miranda, Fábio Bahia, Jandson Chiclete (Ednei) e Ronaldo Mendes; Pingo (Romarinho) e Bismark
Técnico: Sérgio China

Deixe seu comentário