Tangenciando recordes, Jadson trocaria marcas pessoais por título

São Paulo, SP

23-09-2015 10:19:13

Um camisa 10, na maior parte das vezes, é caracterizado como aquele que pensa o jogo e faz a bola correr, usufruindo da qualidade técnica para organizar as jogadas e servir os companheiros. No Corinthians, contudo, Jadson não é coadjuvante dos atacantes. Peça fundamental no esquema tático de Tite, o meia, artilheiro do Timão no Brasileiro com 11 gols, está a um de chegar a segunda melhor marca em pontos corridos e a três de igualar Guerrero como maior goleador da Arena.

Vice artilheiro do torneio, Jadson se destaca tanto pelos gols quanto pelas assistências. O armador corintiano é o que mais deu passes para finalizações na competição, com 68. Em termos de assistência, é o segundo mais bem ranqueado, com seis, atrás de nomes como Giuliano, do Grêmio, e Giovanni Augusto, do Atlético-MG. Dos 45 gols do Corinthians no Brasileiro, o camisa 10 participou de 17, o que equivale a 38% do total.

“Estou trabalhando demais e o resultado está sendo refletido dentro de campo. É legal fazer os gols e saber que posso me tornar o artilheiro da Arena Corinthians, até porque o clube tem e já teve vários jogadores de qualidade, mas o que importa mesmo são as vitórias. Claro que esses dados são ótimos, mas se desse para trocar todos os meus gols e assistências pelo título do Campeonato Brasileiro, eu trocaria”, admitiu via assessoria.

Com 12 gols marcados em Itaquera, Jadson terá que aguardar mais uma rodada para tentar aumentar a marca na Arena. No fim de semana, o Corinthians vai a Santa Catarina para encarar o Figueirense e tentar manter a diferença para o Atlético-MG na liderança da tabela, que hoje é de cinco pontos. Sem disputar a Copa do Brasil, o time alvinegro teve uma semana inteira para recuperar as condições e chegar 100% para a partida de domingo.

“A partir de agora, os jogos serão ainda mais difíceis porque é a reta final e todos os times estão brigando por algo. O jogo contra eles no primeiro turno foi difícil e nós ganhamos apertado. Na última rodada, eles foram até Porto Alegre e conseguiram empatar com o Inter, o que demonstra que a equipe tem qualidade. Lá no estádio deles é bem complicado de jogar e nós teremos que entrar ligados e correr muito para conseguirmos a vitória”, admitiu.

Se marcar contra o Figueirense, Jadson igualará os 12 gols de Guerrero e Finazzi, maiores artilheiros do Timão no Brasileiro de pontos corridos depois de Tevez, que ainda lidera as estatísticas de forma isolada pelos 20 gols marcados em 2005. Apesar de ter feito história, o argentino foi superado pelo peruano Guerrero, que é o atacante estrangeiro com mais gols na história do clube e artilheiro da Arena, com 15 gols marcados em Itaquera.

Deixe seu comentário