Sem vencer há cinco jogos, Sport lamenta erros e quer reação no returno

São Paulo, SP

16-08-2015 19:00:56

Nem o ‘fator casa’ tem ajudado o Sport a superar a má fase. Já são cinco jogos sem vencer, apenas duas vitórias nas últimas dez partidas, e uma distância de dois pontos para o G4 do Campeonato Brasileiro. Reconhecendo a sequência de erros do time, o técnico Eduardo Baptista condenou a ansiedade diante da Ponte Preta no empate do último domingo.

“Estávamos muito ansiosos e aí o erro vem. Uma coisa é fazer as jogadas com velocidade, outra é fazer com pressa. O treinamento e a conversa corrigem isso, para que essa pressa não aconteça e nem o excesso de erros, o que dificulta o trabalho. Não sei se foi a pior partida, mas foi a partida que mais erramos e na Série A o erro é fatal”, comentou na entrevista coletiva.

Danilo Fernandes também citou os diversos erros e oportunidades protagonizadas pelo Sport. Como goleiro, pôde acompanhar o desempenho do time de forma mais distanciada e lamentou as chances perdidas. “Acredito que poderíamos ter matado o jogo no primeiro tempo. 1 a 0 é muito perigoso. Eles exploraram o contragolpe e marcaram o gol. A gente sabe que tem que voltar a vencer, time que quer brigar lá em cima precisa vencer”, falou à rádio Transamérica do Recife.

Autor de dois gols na derrota para o Corinthians, na última semana, Hernane novamente saiu do banco de reservas para substituir André, mas não usufruiu da mesma sorte que teve em São Paulo. “Infelizmente nos últimos três ou quatro jogos não tivemos o resultado que esperávamos. Empate em casa nunca é bom. Graças a Deus a tabela está ajudando, os de cima estão perdendo e ajudando. Agora é trabalhar e o campeonato vai ficar sério no segundo turno”, falou.

Apesar do retrospecto recente de seis empates, duas derrotas – contra Atlético-MG e Corinthians como visitante - e apenas duas vitórias – contra Internacional e São Paulo como mandante – nos últimos dez jogos, Eduardo Baptista nega que o Sport esteja enfrentando uma queda de rendimento. Apesar dos maus resultados, o Leão segue em sétimo, com 31 pontos, a dois do Fluminense, quarto colocado.

“A gente sabia que essa parte final era de decisões, com jogos importantes. Se olharmos o desempenho, viemos fazendo grandes jogos. Deixamos em um jogo ou outro a vitória escapar, alguns erros pontuais, mas não que o time venha em um decréscimo. Temos que ver o que precisamos melhorar para que a gente volte a pontuar forte”, falou o treinador que está a mais tempo no cargo no futebol brasileiro.

Deixe seu comentário