Red Bull Bragantino e Corinthians fazem jogo fraco e empatam por 0 a 0

São Paulo, SP

03-10-2020 22:53:51

O Corinthians apenas empatou em 0 a 0 com o Red Bull Bragantino neste domingo, no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A partida foi fraca tecnicamente e com poucas chances criadas. O resultado é ruim e mantém ambas as equipes na parte final da tabela do Brasileirão.

O Corinthians vai para o 13º lugar, com 14 pontos. O Red Bull é o 17º colocado e ainda na zona de rebaixamento, agora com 12 pontos.

Na próxima rodada, o Timão receberá o Santos, quarta-feira, na Neo Química Arena. O Braga jogará novamente em casa, na quinta, diante do Internacional.


O JOGO

O primeiro tempo foi de pouquíssima emoção. Muitas faltas, pouco futebol e nenhuma chance clara, com pouca exigência para os goleiros Júlio César e Cássio.

Aos 13, Bruno Tubarão encontrou Lucas Evangelista e o chute cruzado parou em Cássio. No minuto 16, Artur aproveitou passe de Alerrandro e finalizou bem, para nova intervenção do goleiro do Timão.

Quando o placar marcava 38 jogados, Léo Natel recebeu pela esquerda, cortou para o meio e chutou com categoria. Júlio César espalmou.

SEGUNDO TEMPO

Logo aos três minutos, os donos da casa tiveram boa chance. Tubarão recuperou a bola e passou para Arthur. O atacante bateu colocado e ela passou raspando. O Red Bull assustou novamente com Alerrandro, aos sete, e Léo Ortiz, aos 11'.

Depois de uma pressão parcial e da bola não entrar, o Bragantino teve menos espaço. O Corinthians, sem criatividade, praticamente não criou na etapa final. Empate justo (e chato de ver).

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO 0 X 0 CORINTHIANS

Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 3 de outubro de 2020, sábado
Horário: 21h00 (de Brasília)
Árbitra: Edina Alves Batista (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Red Bull: Ricardo Ryller; Corinthians: Fagner e Gabriel

RED BULL BRAGANTINO: Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ricardo Ryller (Thonny Anderson), Raul e Evangelista; Artur, Bruno Tubarão (Luiz Phelipe) e Alerrandro
Técnico: Maurício Barbieri

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Gabriel (Ramiro), Cantillo e Luan (Cazares); Otero (Mantuan), Léo Natel (Gustavo Mosquito) e Jô (Boselli)
Técnico: Dyego Coelho

Deixe seu comentário